Categories: Beleza

Varizes finas e grossas: como acabar de vez

5 Votos de 5

Varizes finas e grossas: Como acabar de vez

Varizes finas e grossas: como acabar de vez

 

Não são poucas as mulheres que reclamam das varizes finas e grossas. Dores, pernas pesadas, inchaços, coágulos sanguíneos e outras complicações são as principais preocupações nos consultórios médicos. Mas, afinal, o que são as varizes finas e grossas, porque aparecem. Vamos falar que as varizes são veias que estão doentes e fragilizadas e aparecem, principalmente, na superfície dos membros inferiores. Também chamadas de válvulas venosas, essas pequenas veias impedem que o sangue, que deve voltar ao coração, faça um refluxo. Só que, por diversos fatores que falaremos abaixo, ocorre uma falha em algumas dessas válvulas. O resultado é que há o refluxo desse sangue e a dilatação dessas veias.

Geralmente, as varizes finas e grossas aparecem com maior frequência nos pés, pernas e coxas. São diversos os motivos para que apareçam. O principal deles é o fator genético. Se sua mãe, avó ou tias têm varizes finas e grossas, provavelmente você também terá. Pessoas do sexo feminino, com idades acima de 30 anos também são fortes candidatas ao problema. O uso da pílula anticoncepcional, reposição hormonal, obesidade, sedentarismo e tabagismo também são influenciadores do problema.

Há também o fator rotina para alguns públicos específicos. Mulheres que ficam de pé, sentadas com pernas cruzadas ou curvadas por um período prolongado também pode ter varizes finas e grossas.

Quais são os principais sintomas das varizes finas e grossas

São vários os sintomas para quem tem as varizes finas e grossas. O primeiro e mais aparente, sem dúvida, é o aparecimento de veias que ficam dilatadas e azuladas. Elas são esteticamente feias e causam dor, ardor, sensação de peso nas pernas que podem ficar mais acentuadas no decorrer do dia, já que as atividades diárias podem proporcionar maior cansaço nas pernas.

Quando os sintomas ainda são leves, as varizes podem proporcionar um leve inchaço nos pés e tornozelos e uma coceira sobre as válvulas venosas. Mas, com o passar do tempo, as varizes podem se tornar algo grave e os sintomas também mudam. As pernas podem reter mais líquidos e ficarem mais inchadas. A dor torna-se mais pronunciada, principalmente quando ficamos mais tempo de pé. A pele também começa a ficar mais ressecada e esticada e as varizes ficam com um roxeado muito evidente, principalmente nos tornozelos e pernas.

Quais são os tipos de varizes

As varizes finas e grossas se subdividem em quatro tipos – a 1, que é mais um problema estético até a tipo 4, que já pode trazer complicações para a saúde. Vamos falar sobre cada tipo e quais são suas principais características.

Tipo 1

As varizes do tipo 1 também são chamadas de insuficiência venosa de importância predominantemente estética. Pequenas, varizes finas e com a espessura bem final, similar a um fio de cabelo, elas são avermelhadas ou, quando um pouco maiores, azuladas.

Tipo 2

Elas ainda, quando estão dentro do tipo 2, ainda são consideradas um problema estético. Porém, diferentemente das varizes do tipo 1, essas varizes finas podem causar complicações futuras. Para o tratamento, são utilizados tanto técnicas estéticas quanto funcionais.

Tipo 3

Chamadas também de insuficiência venosa funcional assintomática, essas varizes grossas caracterizam-se por apresentarem a doença que pode atingir grandes dimensões. A estética está em segundo plano. O tratamento é voltado para tratar, principalmente, as complicações causadas pelas varizes do tipo 3.

Tipo 4

O tipo mais grave de varizes é também chamado de insuficiência venosa funcional sintomática. Esse tipo de varizes grossas podem ter várias complicações,  entre elas as tromboflebites, a dermatite ocre, infecções, dor, além da embolia pulmonar. Quando as pacientes apresentam esse quadro é preciso um tratamento rápido, já que correm riscos de complicações mais sérias.

O que são as chamadas varizes pélvicas

Essas varizes tanto podem atingir as mulheres quanto os homens, e o problema comum é que elas dificultam o fluxo de sangue para o coração. Para saber se você tem esse tipo de veia, é preciso fazer uma consulta e exames com um especialista.

As varizes pélvicas, que estão no útero, ovários e trompas das mulheres, provocam dores abdominais, durante relações sexuais, além de sensação de peso na região íntima, incontinência urinária e aumento do ciclo menstrual. Já nos homens, as varizes pélvicas se encontram no saco escrotal e provocam dores nos testículos, inchaços na região íntima e aumento de temperatura.

Principais tratamentos para varizes

Escleroterapia

Essa técnica, indicada para os tipos 1 e 2 de varizes, é um dos mais populares tratamentos e consiste na aplicação do concentrado esclerosante dentro dos vasinhos. O resultado é que a veia vai desaparecer. O tratamento tem risco baixo e as pessoas que o fizerem podem voltar às atividades domésticas e profissionais imediatamente.

Crioescleroterapia

Essa técnica utiliza o mesmo esclerosante da escleroterapia, mas com um diferencial. O produto passa por um equipamento que diminui sua temperatura para 40 graus abaixo de zero. Essa ação faz com que a parede interna do vasinho seja destruída. Os principais benefícios do tratamento são resultados mais rápidos, menos dor durante a aplicação, menos complicações e custo bem baixo. A volta às atividades rotineiras é imediata.

Microcirurgia

Feita com internação de apenas um dia, essa cirurgia é para as microvarizes mais leves. A técnica retira essas veias com microganchos, eliminando o problema. Por se tratar de uma técnica cirúrgica é necessário um período de repouso mais breve, além do afastamento das atividades físicas durante, pelo menos, 7 dias. O sol também está proibido por alguns dias.

Tratamento continuado de varizes (TCV)

Além da aplicação da crioescleroterapia, alguns especialistas indicam o TCV, ou seja, a paciente terá que ir todos os meses ao consultório para não só fazer uma consulta como também analisar a situação e surgimento de outros vasinhos. Assim, pessoas que têm tendência às varizes não terão qualquer tipo de complicações.

Cirurgia

Esse é um procedimento que exige internação e um longo período de repouso que pode variar entre 7 a até 30 dias, dependendo da extensão da cirurgia. É um procedimento indicado, principalmente, para pessoas que têm varizes finas e grossas do tipo 2, 3 e 4. A cirurgia, além de tratar as veias mais aparentes, também pode retirar as safenas. Mas, como saber quais as varizes que serão retiradas? É muito simples. Antes da cirurgia, o médico faz uma marcação em quais vasinhos estão com maior problema. Esse é um procedimento facilitado por exames como ultrassom  que identificará os pontos de maiores refluxos.

Quanto às safenas, é também através do ultrassom que o especialista saberá do comprometimento dessas veias.

Cirurgia de varizes com laser endovenoso

Esse tratamento é indicado para quem tem varizes grossas,  maiores e que estejam mais complicadas. O laser inativa a veia, que permanece no local. É uma cirurgia simples e que tem um retorno às atividades rotineiras muito mais rápido.

Há como evitar varizes?

Como falamos acima, há o fator genético que pode ser predominante em determinados casos. Mas, há algumas ações simples que, caso fator do gene não seja o seu caso, que podem ser tomadas para evitar que elas se intensifiquem ou agravem. Vamos a cada uma delas.

Fuja de ficar sentada na mesma posição

Quando ficamos sentados numa mesma posição por muito tempo, o que ocorre é que as veias, principalmente das pernas, têm maior dificuldade em bombear o sangue para o coração, podendo causar varizes. Se você tem um trabalho ou outra atividade que exige ficar muito tempo na mesma posição, dê pequenas paradas a cada hora, saia para caminhar, estique as pernas, beba água, vá ao banheiro. O que não vale é ficar na mesma posição por horas.

Sapatos confortáveis

Isso mesmo. Se você já tem uma propensão para varizes finas e grossas, nada de utilizar saltos altíssimos, que podem agravar o problema. Quando você está de salto tende a pisar de forma a prejudicar o fluxo sanguíneo. Que tal optar por saltos menores ou mesmo por sapatilhas para as atividades diárias?

Atividade física

O sedentarismo não é nada bom para pessoas que têm varizes finas e grossas. Que tal caminhar, correr, andar de bicicleta ou fazer atividades na academia mais próxima. Quando você faz algum tipo de exercício, há um maior bombeamento do sangue para o coração e isso é essencial para que tudo fique bem e as varizes finas e grossas não apareçam.

Meias de compressão

As grávidas, principalmente, podem ter problemas de varizes finas e grossas durante esse período. Portanto, o melhor é utilizar meias de compressão que facilitam o bombeamento e a circulação sanguínea. Mas nada de usar o produto porque quer. Ele é indicado por especialista. Então, na dúvida, consulte o seu médico sobre se as meias serão positivas no seu caso.

Aumento de peso

Quando há um ganho de peso acentuado, nosso corpo precisa se esforçar mais para fazer algumas atividades rotineiras. E, nesse caso, nossas veias também sofrem uma pressão maior, o que pode resultar em problemas na circulação sanguínea. Diante disso tudo, é preciso controlar o peso. Faça uma dieta balanceada e evite comidas muito gordurosas, com açúcares e grandes quantidades de sódio. A hidratação também é um fator importante. Beba muita água, chá e sucos para se manter hidratada.

Anticoncepcionais

O uso desse medicamento sem uma consulta médica pode trazer diversos problemas para as mulheres. Por causa da grande quantidade de hormônios como o estrogênio e a progesterona, os anticoncepcionais dilatam as veias e isso é um dificultador para uma circulação correta do sangue até o coração. Em casos mais graves, pode, inclusive, haver uma trombose.

Fuja do cigarro

O cigarro é um dos piores inimigos do corpo. Além de dificultar a circulação sanguínea, já que a nicotina aumenta a viscosidade do sangue, ele também pode causar diversos tipos de câncer, doenças cardiovasculares como angina e infarto, além de doenças respiratórias graves como enfisema e bronquite. O tabagismo provoca envelhecimento precoce da pele, já que inibe a produção de colágeno e elastina, além de provocar infecções respiratórias, osteoporose, complicações na gravidez, e serem uma verdadeira bomba para as mulheres quando utilizados com as pílulas anticoncepcionais.

Varizes finas e grossas: como acabar de vez

Eficácia dos remédios para varizes

Há diversos remédios para varizes finas e grossas no mercado que são ótimos para tratar a doença, só que com um porém, quando mais precoces forem usados, melhor será a resposta ao tratamento. Esses remédios são eficazes porque não só diminuem a dilatação das veias como também proporcionam maior fortalecimento dos vasinhos, protegendo-os das lesões, além de funcionarem também para a redução de sintomas como dores e inchaços.

Remédios caseiros para varizes

Várias pessoas apostam em remédios caseiros para tratar as varizes. Aqui, vamos falar de alguns que podem ajudar na sua luta contra os vasinhos e suas complicações.

Castanha da Índia

Essa planta, que pode ser encontrada em formato de cápsulas e também de chá, é ótima para combater as varizes. Tudo porque a castanha possui ação anti-inflamatória, descongestionante e também de vaso constritora que se manifesta, especialmente, no sistema venoso. Ela ajuda a equilibrar a circulação sanguínea do corpo, prevenindo o aparecimento das varizes.

Hamamélis

Outra planta poderosa para tratar as varizes finas e grossas porque suas folhas contêm flavanoides e taninos, ótimos para os transtornos respiratórios. Por possuir efeito adstringente, ela encolhe a veia que está latejante, aliviando a dor e também proporcionando maior conforto.

Cavalinha

O chá dessa planta é considerado um ótimo hipotensor. A melhora na circulação sanguínea, após o consumo do líquido, é imediata, com alívio de dores e inchaços causados pelas varizes finas e grossas.

Mirtilo

Para proporcionar o alívio das varizes, os mirtilos devem estar secos. Eles não só melhoram a circulação sanguínea como também reduzem e previnem a incidência das varizes. Para que faça esse efeito, você deve colocar uma colher de mirtilo para cada xícara de água fervendo. Tome, pelo menos, duas vezes por dia.

Outra ótima infusão para varizes é um chá feito com 2 colheres de sopa de folhas secas de carqueja, 2 colheres de sopa de pétalas de rosa branca, que também devem estar secas, e 4 xícaras de água. Coloque a água para esquentar até entrar em ponto de ebulição. Em seguida, coloque as ervas e tampe por alguns minutos. Beba ao longo do dia. A ginkgo biloba também é ótima para as microvarizes, já que é considerada um ótimo estimulante da circulação sanguínea.

Agora, com todas as informações e possíveis tratamentos para as suas varizes finas e grossas, nada de ficar com dores ou deixar de utilizar saias ou shorts por causa do problema. Converse com um especialista de confiança e veja qual o tratamento indicado para o seu caso.

Varizes finas e grossas: como acabar de vez
5 (100%) 2 Votos

Compartilhar
Kalina Amaro

Sou jornalista, blogueira, louca por cosméticos e chocolate. ? Escrevo sobre um pouco de tudo que for relacionado ao universo feminino.. mas você vai ver meus posts mais na categoria beleza. Se esta dica foi útil pra você VOTE no meu post clicando na entrelinha ☝ acima, tá? Faça seu comentário abaixo. Beijos lindonas ?

Postagens recentes

BB Cream: Qual o melhor? Benefícios, Como Usar?

BB Cream: qual o melhor? 🧐 ✅ Benefícios, como usar, dicas para ter uma pele de rica 🙋 Se produtos baratinhos…

3 dias atrás

Velashape: Como Funciona? Benefícios ✅

Eliminar o aspecto casca de laranja da celulite, quebrar e dissolver a gordura localizada e tonificar a pele, acabando de…

2 semanas atrás

Cosméticos coreanos que fazem sucesso no mundo

Cosméticos coreanos mais procurados. Uma solução que tem se destacado no mundo da beleza são os cosméticos coreanos. Em Nova…

2 semanas atrás

Como Parar de Roer Unhas? ✅

Como Parar De Roer Unhas Guia completo ✅ Ninguém sabe muito bem o motivo e nem quando exatamente começou, mas…

3 semanas atrás

Shampoo a Seco Caseiro ✅ Vídeo Passo a Passo

Shampoo a Seco Caseiro Amido de milho? Farinha de trigo?! Fermento em pó?! Talco?! Sim, nós mulheres encontramos soluções pra…

3 semanas atrás

Shampoo A Seco: Melhores, Tipos, Resenhas, Como Usar, Benefícios

Já falei por aqui algumas vezes que meu [cabelo é oleoso e fino] - e não é fácil administrar a…

3 semanas atrás