Desistiu da progressiva e quer seu cabelo natural?

Quando você sai do salão de beleza depois de fazer a progressiva, os cabelos estão lindos, superlisos e com um brilho da raiz até as pontas. Uma semana depois o liso está super natural. Mas não adianta: depois de dois ou três meses, a progressiva começa a vencer o prazo de validade.

Resultado disso são os cabelos mais opacos, sem alinhamento e nem perto daquela beleza do começo. A progressiva, ou qualquer outra técnica usada para alisar os fios, têm um tempo de vida. Depois disso, ou você faz mais uma aplicação do produto, ou deixa o cabelo natural crescer e vai cortando as pontinhas com química.

Se você faz parte do time das mulheres que quer se livrar da progressiva e viver num mundo mais livre de químicas nos cabelos, a principal dica é: tenha paciência! O cabelo cresce, em média, um centímetro e meio por mês. Se o seu cabelo for comprido, ele pode levar mais de um ano para tirar naturalmente toda a progressiva. A raiz vai, sim, ficar mais ondulada e volumosa que o resto dos fios.

Para não surtar, busque ajuda de um profissional e tenha calma. Não existe nenhum produto hoje no mercado que tira totalmente a química usada no alisamento para fazer os fios voltarem ao normal. A fibra do seu cabelo já está mudada e, por isso, o formol não deixa que ela volte ao normal. Neste caso, só esperando crescer e cortando as pontinhas. Quanto mais tempo passar da aplicação da progressiva ou do alisamento, mais as pontas vão ficar duplas e espigadas. Por isso a importância do corte, pelo menos uma vez por mês, durante este período de transição do alisado para o natural.

progressiva

Se você quer agilizar o processo, a dica dos profissionais da beleza é ousar no corte e tirar boa parte do comprimento. Assim, o cabelo vai ter mais força para crescer e todo o comprimento que já sofreu com o formol da progressiva, vai embora. Aqui entram os looks na altura do ombro, que estão super na moda! Mas, se este não é o seu caso, tente cortar pelo menos, na primeira vez, cerca de 10 centímetros do cabelo, para que as pontas alisadas sejam eliminas do look. Assim, a raiz que está mais ondulada, vai ficar menos volumosa em relação às pontas.

O corte mais indicado nesta fase de mudança entre o alisado e o natural é o chanel. Isso porque ele alonga o rosto e consegue disfarçar as ondas da raiz, onde não tem formol. Mas a melhor forma de encontrar um corte que combine com o formato do seu rosto e também com o seu estilo é conversando com o seu cabeleireiro.

Outra forma de evitar o contraste muito grande é fazer um relaxamento apenas na raiz. Esta dica serve muito para as mulheres que são bem crespas ou cacheadas e que fizeram o alisamento. Quando o cabelo estiver crescendo, você pode optar por um relaxamento, que vai apenas amenizar o volume e criar uma harmonia entre a raiz e as pontas.

Desistiu da progressiva e quer seu cabelo natural?
3.4 (68%) 5 Votos

Kika @blogdakika

Kika - Sou blogueira há 10 anos, dedico a vida a produção de conteúdos sobre beleza e cabelos. Amo, amo, o que faço, por isso... com muito amor <3 compartilho dicas no PatricinhaEsperta e CabelosLoiros. Insta: @blogdakika E-mail: kika@patricinhaesperta.com.br Lindona, se gostou, clica na estrelinha acima e vote ;-) Compartilhe com suas amigas. Beijos no coração.

2 Comments
  1. Ale querida.. o formol danificou d maisss o meu cabelo.. ele ainda tem quimica pq não consegui viver com ele sempre armado mais rsrs.. mas busco quimicas que não hajam nenhum pouquinho de formol na composição.. estou usando Glamour Rubi da cadiveu.. gostei muitoo.. fk tão lindo.. obrigada pelas dicas viu.. BeijoS

  2. Ale…. Já faz quase dois anos que não faço alistamento no meu cabelo l, a única coisa que uso é a queratina, mas não a que alisa e sim a q serve só para hidratar. Com esse tempo todinho sem alistamento meu cabelo mesmo assim a tais n cresce mais ondulada, e eu adoraria voltar a ter meus cachinhos que já tive , pois meu cabelo é muito volumoso e creio que forçaria melhor com ele cacheado

Leave a Reply

Your email address will not be published.

error: O conteúdo está protegido por direitos autoriais.