Entenda o Alisamento com Tioglicolato de Amônia – Resumo Plus.

Sobre Kalina Amaro

Kalina Amaro - É jornalista, blogueira, louca por cosméticos e compras. Dedica a sua vida à produção de conteúdos sobre cabelos e beleza.

Visite Minha Página
VER + DICAS

Kalina Amaro: kalina@patricinhaesperta.com.br

Anunciar: anuncie@mulhernetwork.com.br

Administrativo: natielileal@mulhernetwork.com.br

Blogueira: contato@mulhernetwork.com.br

Ou ligue

019 – 41413709

Especialmente destinado para alisar a fibra capilar dos fios ondulados aos cacheados, o alisamento para cabelo com Tioglicolato de Amônia (ou Thioglicolato, Ácido Tioglicólico, Sais de Tioglicolato, Etanolamina, Thiolamina, etc..ou “Tio”) proporciona desde uma redução de volume até um efeito liso “total”.

Tendo em vista que muitas são as dúvidas, perguntas e respostas equivocadas acerca deste serviço, aqui estão os principais aspectos e características do Tioglicolato (matéria longa, mas explicativa).

 

O que é o Tioglicolato de Amônia

Foto: Book Técnico Matrix

 

Segundo a tabela acima, o Tioglicolato é indicado para serviços em cabelos cujo tipo de ondulação seja entre I e IV.

Seu efeito “remodelador” possibilita serviços de alisamento, relaxamento ou permanente.
Sua força varia de Suave (fios sensibilizados ou descoloridos) à Resistente (fios naturais e grossos), a escolha será identificada pelo profissional através do teste de mecha.

Enquadrado na categoria das Químicas Limpas, assim como a Guanidina e o Hidróxido Sódio, o Tioglicolato não agride TANTO, pois suas moléculas (menores do que a dos hidróxidos) retiram menos proteína e água dos cabelos.

Entretanto NÃO é uma substância milagrosa!
Menos agressão é diferente de nenhuma agressão.

Embora tenha pH (<9,5) inferior aos Hidróxidos (<12), não deixa de ser alcalino.
Logo, provoca enfraquecimento, ressecamento e pode desbotar a cor, seja ela natural ou tingida.

Mas são se desesperem! O mercado já disponibiliza serviços que atuam contra tais consequências.
O Opti Smooth Care Color da Matrix é um belo exemplo de serviço que une alisamento, coloração e tratamento.

O Tioglicolato de Amônia DEVE ser utilizado segundo as indicações sobre o tipo de fio destinado, método de aplicação/utilização e, acima de tudo, respeitando os limites do cabelo.

Não adianta querer transformar Esperanza Spalding em Pocahontas.
O “Tio” é bonzinho, mas não faz milagres.

Esperanza Spalding X Pocahontas (Foto: Reprodução)

“Ka, a “Fulana” tinha um Black Power, alisou com Tioglicolato e ficou igual uma índia. Por que eu não posso?”

Meninas, o potencial de alisamento do Tio varia conforme a estrutura de cada cabelo.
Há fios que desestruturam com facilidade enquanto outros, aparentemente mais “lisos”, não mudam de estrutura tão fácil assim.
Por esta (e outras) razões, o diagnóstico prévio feito por um profissional é ESSENCIAL!

 

Como funciona o Alisamento com Tioglicolato de Amônia

Questão de Química – Simplificando…

A ” base” do fio capilar é formada por ligações (pontes) de dissulfeto (dois átomos de Enxofre).
Quanto mais encrespado for o cabelo, mais irregulares são essas ligações.
O Tioglicolato, sal de amônio do ácido tioglicólico, é um agente redutor que atua rompendo tais pontes.
Com as pontes rompidas, abre-se caminho para o córtex do fio.
Então a cistina (aminoácido responsável pela forma e resistência do fio, o qual compõe 36% da fibra capilar) é transformada em cisteína, fato que permite a remodelagem da estrutura do cabelo.

Uma vez remodeladas de forma mais alinhada, as pontes de dissulfeto são religadas (em parte) pelo Neutralizante utilizado, geralmente à base de Peróxido de Hidrogenio ou Bromato de Sódio.
As pontes restantes serão corrigidas com o tempo, permitindo que o cabelo recupere paulatinamente sua forma natural.
Por isso não é de extrema exatidão dizer que alisamentos com Tioglicolato de Amônia são “definitivos”.
Todavia o efeito é durador.

 

Compatibilidade – Evite o Corte Químico!

Nunca misture:
Tioglicolato + Hidróxido Sódio = CORTE QUÍMICO + QUEBRA DOS FIOS + QUEDA DO CABELO
Tioglicolato + Guanidina = CORTE QUÍMICO + QUEBRA DOS FIOS + QUEDA DO CABELO
Tioglicolato + Tentativa de Platinar os Cabelos = SUICÍDIO CAPILAR

Colorações são compatíveis com o Tioglicolato de Amônia.
Porém não é recomendado utilizar oxidantes cuja volumagem seja maior do que 30.

Descolorações também são possíveis.
Mas Clareamentos Globais (loiros claríssimos) e decapagens fortes NÃO são recomendados após realizar o procedimento.

Você já tem o cabelo colorido e/ou descolorido e quer alisar com Tioglicolato? Pode.
ENTRETANTO jogue-se nos tratamentos reconstrutores pré-alisamento.

Afinal, é necessário que os fios estejam saudáveis para que suportem qualquer química!!!

Você já tem o cabelo processado por químicas limpas (Sódio ou Guanidina) e que alisar com Tioglicolato? NÃO PODE.
A não ser que espere 6 meses e utilize somente na raiz após o aval do teste de mecha.

 

Teste de Mecha – Primordial!

Sempre, SEMPRE, faça o teste de mecha para averiguar se o cabelo suporta o procedimento e qual força do Tioglicolato será aplicada.

O ideal é realizar o teste 1 semana antes da aplicação, pois o “Tio” é um ativo que desestrutura e demora em reestruturar.
O cabelo pode passar no teste no dia e apresentar incompatibilidade 2 ou 3 dias depois.

 

Cuidados Pós-Alisamento

Uma vez processado, o cabelo será quimicamente tratado.
Então, além dos cuidados básicos essenciais para qualquer tipo de cabelo (Hidratação, Nutrição, Reconstrução), é necessário ter mais disciplina e escolher produtos indicados para cabelos quimicamente tratados.

Opte pelas linhas “Smoother” (disponibilizadas por quase todas as marcas), pois estas contêm ativos destinados a alisar, tratar e manter o alisamento da fibra capilar.

 

Conheço e Recomendo:

1) Matrix Opti Smooth.Care – “Para reconstrução das partes porosas e quebradiças de cabelos com química, especialmente progressiva e definitiva. Reduz pontas duplas e elimina o frizz.”

2) Matrix Opti Smooth.Care Color – “Prolonga o efeito liso de cabelos alisados ou relaxados e mantém a cor do cabelo segura e vibrante.”

3) Redken Smooth Down – “Nutri e amacia os cabelos, abaixando o volume e alisando-os de forma intensa e duradoura. Cabelos nutridos, hidratados, controlados e sem frizz.”

4) L’Anza Healing Smooth – “Hidrata, relaxa temporariamente sem química, previne pontas duplas e controla os fios. Promove fios completamente protegidos e controlados, relaxados e macios”

 

IMPORTANTE:
Só porque agride menos, não significa que alisamentos com Tioglicolato de Amônia sejam o melhor para você.
Reiterando, TUDO DEPENDE DE ESTRUTURA DO FIO. Comparar químicas limpas não é ideal.
Certifique-se de escolher o serviço mais indicado para o SEU tipo de cabelo.

 

Beijos.

Karina Viega
karinaviega@patricinhaesperta.com.br
facebook.com/karinaviega

 

Sobre Kalina Amaro

Kalina Amaro - É jornalista, blogueira, louca por cosméticos e compras. Dedica a sua vida à produção de conteúdos sobre cabelos e beleza.

Visite Minha Página
VER + DICAS

Kalina Amaro: kalina@patricinhaesperta.com.br

Anunciar: anuncie@mulhernetwork.com.br

Administrativo: natielileal@mulhernetwork.com.br

Blogueira: contato@mulhernetwork.com.br

Ou ligue

019 – 41413709

Saiba Mais

#QUEROMUITO

A NOSSA LOJA ONLINE
 Oferta de 30% Progressivas
QUEROMUITO