Menu
in

Como Lidar Com a Fome Emocional?

Já falei algumas vezes por aqui, inclusive hoje, sobre a fome emocional, e é importante lembrar que ela pode desencadear a compulsão alimentar que, ressalte-se, é causada, na maioria das vezes, por problemas relacionados a fatores emocionais.

Controlar a compulsão é essencial por diversos motivos, já que ela leva ao aumento de peso e pode causar graves transtornos alimentares. E, para controlá-la, é preciso, primeiro, aprender a lidar  com a fome emocional. Sim, ela mesma!

Porque Você Come Compulsivamente?

Essa é a primeira questão a ser respondida e resolvida, pois é preciso saber o que está por trás da compulsão.

Em geral, o que causa a fome emocional são fatores como o estresse, as frustrações emocionais, profissionais, pessoais e familiares, o excesso de expectativas e compromissos (ninguém consegue dar conta de tudo!), os rompimentos amorosos ou emocionais, as mudanças de todo tipo,  as perdas e as dores.

Para identificar qual é exatamente o seu “gatilho”, faça um diário e anote diariamente o que você come e o que você sentiu naquele dia, as situações que viveu, pois assim é possível identificar ou ao menos ter indícios das causas do problema.

Procure Outras Fontes de Prazer

Comer é bom, comer faz bem, sobretudo guloseimas e coisas gostosas, e isso é inegável. Comer é, portanto, uma fonte, e das boas, de prazer, e esse é, aliás, o seu maior problema, porque combater algo que, ao menos momentaneamente, proporcione prazer não é fácilll!

A dica aqui é “mudar o foco”, procurar outras atividades ou fontes de prazer, como um hobby, por exemplo.

Quando Procurar Ajuda Profissional?

Muitas vezes se conscientizar do problema não é o suficiente para resolvê-lo, embora seja uma parte importante do processo. Nesses casos, quando você, sozinha, não dá conta de controlar o problema, é preciso pedir ajuda e buscar apoio profissional.

Muita gente ainda tem preconceito com psicólogos, psiquiatras e terapeutas, mas isso é pura bobagem, pois eles são “armas” importantes no processo de auto conhecimento e de cura da compulsão, já que nos auxiliam a lidar saudavelmente com as nossas emoções, nos fornecem ferramentas para mudar o nosso padrão de comportamento e nos oferecem o suporte necessário durante todo esse processo.

Aposte na Serotonina!

A serotonina é um neurotransmissor muito importante em casos de compulsão alimentar, já que é ele o responsável pela sensação de bem estar. Além disso, quando há um equilíbrio nos níveis de serotonina, nos sentimos saciados e não temos vontade de comer, o que acontece, por exemplo, quando ingerimos carboidratos, que faz com que o corpo produza essa substância. Quando, ao contrário, o organismo não produz a quantidade ideal desse neurotransmissor, a gula e a vontade incontrolável de comer surgem  com toda força.

Por isso, é importante consumir alimentos que aumentem a liberação da serotonina e auxiliem no controle da cumpulsão como, por exemplo, a banana, o abacate, o mel, as nozes, o tofu, os alimentos ricos em ômega 3, como salmão e atum, o gérmen de trigo, dentre outros. Tudo coisa gostosa né?

Beijos

Ju Lopes

0.0
00

Escrito por Kalina Amaro

Sou jornalista, blogueira, louca por cosméticos e chocolate. Escrevo sobre um pouco de tudo que for relacionado ao universo feminino.. mas você vai ver meus posts mais na categoria beleza.

Se esta dica foi útil pra você VOTE no meu post clicando na entrelinha ☝ acima. Faça seu comentário abaixo. Beijos lindonas.

Comente