Conheça os Benefícios do Óleo de Coco

Quem ainda não ouviu falar, com certeza vai! O óleo de coco é a nova febre do momento, mas não é para os cabelos não… é para emagrecer!

 

Foto: Reprodução.

Uma pesquisa realizada na Universidade de Columbia, Estados Unidos, comprovou uma alta perda de peso com grande redução da circunferência abdominal sete vezes mais potente que de outros termogênicos.

Veja os benefícios:
– Acelera a queima de gordura;
Antioxidante;
– Retarda o esvaziamento gástrico;
– Aumenta a saciedade;
– Diminui a fome.

Para utilizar, basta substituir as gorduras convencionais da sua cozinha pelo óleo de coco. Você também pode encontrá-lo em cápsulas ou líquido, é só tomar duas colheres de sopa em jejum ou 1 cápsula antes das principais refeições. Para melhorar ainda mais a situação, o sabor do óleo de coco é agradável!

Agora você já sabe, para emagrecer de forma saudável, tome o óleo de coco. Gostaram, meninas?! Beijos e até o próximo post.

Isadora.

E-mail: isadorafontao@patricinhaesperta.com.br
Facebook: www.facebook.com/isadorafontao
Twitter: @IsadoraFontao

 

Conheça os Benefícios do Óleo de Coco
ESTA DICA FOI ÚTIL? VOTE AQUI

Kalina Amaro

Sou jornalista, blogueira, louca por cosméticos e chocolate. ? Escrevo sobre um pouco de tudo que for relacionado ao universo feminino.. mas você vai ver meus posts mais na categoria beleza. Se esta dica foi útil pra você VOTE no meu post clicando na entrelinha ☝ acima, tá? Faça seu comentário abaixo. Beijos lindonas ?

9 Comments
  1. Isso tem que ser consumido com cuidado… Ele aumenta o colesterol, pois é rico em gorduras saturadas e se consumido em excesso vai engordar com certeza.

  2. Roberta Lamas disse:

    Adorei… quero testar… onde compro? preciso saber!!!

  3. O óleo de coco, apesar de a mídia se dividir nas opiniões, para mim, foi essencial na perda de peso e de medidas da barriga. Neste site http://www.oleodecoco.ind.br há vários artigos relacionados a óleo de coco, tanto in natura como em cápsulas.
    Eu compro o óleo de coco nesta loja virtual http://www.econatuz.com.br e adoro!

  4. Óleo de coco

    Eu estava lendo um artigo do site  http://anti-envelhecimento.blogs.sapo.pt/, de um médico português , no qual ele demonstrava os benefícios da gordura saturada: 
    “Sistema imune. As gorduras saturadas da manteiga e do óleo de coco (ácido mirístico e laúrico respectivamente) têm propriedades contra os microrganismos patogênicos”.
    Pois bem, pesquisei sobre o ácido láurico e me deparei com vários sites enumerando “mil maravilhas” sobre o óleo de coco, como de praxe, a maioria só faz reproduções.
    Isso aconteceu em setembro de 2011. Após outras leituras, com uma devida filtragem,  apostei nas propriedades do ácido láurico como microbicida e levemente antiinflamatório.
    Eu sofro de sinusite… Fiz a compra pela internet de um frasco de 500 ml, ao recebê-lo comecei a tomar duas colheres de sopa por dia do óleo de coco. Devido à sinusite, a cada dois dias, em média, eu tomava um comprimido de diclofenaco de sódio. Depois que eu comecei a tomar o óleo de coco, me surpreendi algumas semanas depois ao perceber que eu estava sem tomar o diclofenaco, como de costume. O ácido láurico reduziu a inflamação da sinusite, obviamente não curou. Animado, resolvi comprar mais do óleo. Na época o preço era razoável e decidi comprar um balde de 3 litros e 600 ml, isso em outubro de 2011. Desde então, eu o tomo todos os dias. E posso dizer que ele não emagrece. Depois que o Globo Reporte, já em 2012, enalteceu o óleo de coco para o emagrecimento, fato sensacionalista, pois milhões de pessoas sofrem com excesso de peso,  fez explodir a procura pelo produto. Lei de mercado: se a procura é maior que a oferta o preço é inflacionado… Depois dessa reportagem o preço subiu quase duas vezes e meia!
    O óleo de coco era um produto restrito às lojas de produtos naturais, agora, pegando carona no modismo, o óleo está sendo vendido em supermercados e até em farmácia alopática: em frascos de 500ml ou, se quiser em cápsulas caríssimas. Posso concluir que não há falta do produto, pois aumentaram a oferta. No entanto, o preço continua inflacionado. Por favor, não se iludam. O óleo é bom para a saúde, mas não faz milagres.
    Para emagrecer é necessário disciplina, reeducação alimentar e exercício físico com regularidade. O resto é balela, não pague caríssimo por um modismo.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

error: O conteúdo está protegido por direitos autoriais.