Implante capilar – tire todas as suas dúvidas

Implante Capilar : Tira-Teima

Implante capilar
Implante capilar – tire todas as suas dúvidas

São poucas, mas bem poucas mesmo, as pessoas que lidam bem com a calvície, principalmente a precoce. A boa notícia para quem está ficando calvo é o implante capilar, com técnicas cada vez mais modernas que ajudam a solucionar o problema. Sem dúvida ou microimplante ou microtransplante é a técnica mais utilizada ultimamente porque permite um resultado bem natural. Se você está sofrendo com a calvície, vamos falar tudo sobre implante capilar para que possa se decidir sobre a técnica. Em primeiro lugar,  o enxerto dos folículos capilares são feitos com o próprio tecido da pessoa. Bom, vamos à explicação da técnica.

O implante capilar é um enxerto de folículos capilares retirados da área que ainda tem cabelo, geralmente a parte posterior ou laterais da cabeça. O procedimento funciona com o corte de uma faixa do couro cabeludo – geralmente entre 1,5 cm e 2 cm – para que cada folículo seja implantado, um a um, na parte que está sem cabelos. Sei que você deve estar se perguntando, mas os cabelos laterais ou posteriores também não cairão? Há algo muito interessante. Geralmente, os cabelos que crescem na parte frontal são totalmente diferentes do restante da cabeça. O que ocorre é que esses fios são muito mais resistentes. Inclusive, ao serem implantados, não só continuam crescendo normalmente como também demoram mais a ficar brancos e finos. Já reparou que, normalmente, quando os fios brancos aparecem, eles têm maior força na região frontal, principalmente no chamado meio da cabeça?

O implante capilar significa, para muitas pessoas, a volta da autoestima, já que elas não se acostumaram com a queda do cabelo e têm problemas, inclusive, de relacionamentos por causa dela. O interessante, antes de qualquer decisão, é se sentar com um especialista e pedir todas as explicações quanto ao implante capilar. Mais do que autoestima, é preciso informação para que você tenha total consciência dos resultados do procedimento.

Quem deve fazer o implante capilar?

A princípio, homens e mulheres de diferentes idades podem fazer o implante capilar. No caso das mulheres, é indicado implante quando há problemas como alopecia por tração, procedimentos cirúrgicos que resultaram em queda dos fios, calvície em áreas difusas.

Já os homens que podem fazer implante capilar são os que têm alopecia androgenética, com queda já estabilizada,  com perda permanente de fios, além de alguns casos de alopecia cicatricial e tricoltilomania.

Implante capilar: como funciona?

Como falamos acima, esse procedimento é como se fosse uma pequena cirurgia, que exige alguns exames pré-implante. As pessoas não precisam ficar assustadas com o corte e retirada da faixa do couro cabeludo. O procedimento, feito com anestesia local, tem ainda, para evitar dores pós-implante, o uso de medicações. Logicamente, não é algo que você possa voltar às atividades físicas no mesmo dia. O implante capilar é uma técnica que dura algumas horas – pode chegar a 8. Os médicos só liberam a volta ao trabalho e às atividades normais somente 48 horas depois do procedimento.

Ela deve ser feita por um cirurgião plástico. É importante que você pesquise bastante quais as especializações desse profissional e, principalmente, o resultado em outras pessoas. Peça para a secretária ou o próprio médico indicar algum paciente e converse com ele, caso se sinta inseguro.

É preciso, também, se informar sobre a infraestrutura da clínica onde será feito o implante capilar. O risco desse tipo de procedimento é muito baixo, mas não é zero. É preciso que você tenha um lugar altamente equipado para caso surja algum tipo de complicação.

Contraindicações do implante capilar

Há algumas contraindicações que devem ficar claras para quem está pensando em utilizar a técnica. Em primeiro lugar, pessoas que tenham a chamada alopecia difusa, em que os fios caem de maneira generalizada em todo o couro cabeludo. Já para quem tem a chamada alopecia androgenética, quando os fios diminuem em força e em número, o implante capilar é o mais indicado.

É para todo mundo? A princípio, sim. Mas, nada melhor do que consultar um especialista para saber qual é o melhor momento para fazê-lo. É ele quem fará uma minuciosa análise para ver como tratar sua calvície. Nossa indicação é se você teve calvície precoce, o melhor é não se precipitar, já que existem alguns tratamentos dermatológicos, que têm como base medicamentos, que podem fazer os seus fios voltarem a crescer.

Implante capilar: qual é o preço?

Por ser uma cirurgia reparadora, não há cobertura desse tipo de procedimento pelos planos de saúde. Há muita variação de preços no mercado, mas, geralmente, ficam entre R$ 7 mil a R$ 15 mil.

Como é o pós-operatório do implante capilar

É comum, no pós-operatório, sentir um certo desconforto, que, no entanto, deve ser bem leve. A área que passou pelo implante capilar e a testa podem ficar levemente inchadas e, ainda, ocorrer uma leve queda nos fios implantados. Pode ser que o pelo encrave um pouco e surjam pequenos quistos. Há, também, uma dormência na área do implante, mas que cessa em poucos meses.

Há também algumas restrições. É preciso fazer um repouso leve e não dirigir por pelo menos dois dias. O médico deve prescrever produtos específicos para lavagem do couro cabeludo, que formará crostas com o passar dos dias, para que haja tanto a higienização quanto para ocorrer a cicatrização do local.

É preciso, também, evitar atividades ou práticas que aumentem a sudorese e evitar locais como praias e piscinas. Evitar o tabagismo, bebidas alcoólicas e alimentos que desencadeiam reações alérgicas são outras indicações médicas para o pós-operatório.

Produtos químicos como tinturas estão proibidos durante os três primeiros meses. Geralmente, os especialistas recomendam pelo menos sete consultas no período de 18 meses. A primeira é no dia seguinte à cirurgia, depois outra para retirada da sutura. No primeiro mês, o médico deve ser consultado novamente e depois o paciente deverá voltar aos três, seis, 12 meses e 1 ano e seis meses.

O que significa a técnica de implante capilar FUE

Essa é uma técnica que está se tornando popular no Brasil e se chama extração da unidade capilar. Para quem tem  horror a cortes, essa pode ser uma boa solução. Sabe aquela incisão que retira a faixa para depois separar os folículos? Pois é, ela não existe no FUE. O que o cirurgia faz é retirar fio a fio, não gerando qualquer tipo de cicatriz e a partir daí implantar um grupo de até 4 fios. É uma técnica que tem alto índice de sucesso e que faz com que o cabelo fique bem natural.

Uma das desvantagens da técnica é que a pessoa precisa raspar os cabelos para que os fios sejam implantados. É  um processo demorado que exige, em alguns casos, algumas sessões.

Implante capilar: em quanto tempo verei os resultados?

Por mais que você se sinta totalmente ansioso para ver os resultados, é preciso esperar um pouco, em média três meses, para começar a ver as mudanças nos fios. O resultado final, no entanto, só deve ser sentido pelo paciente em no mínimo 9 meses.

Existem outras técnicas para disfarçar a calvície?

Sim. Uma delas é a micropigmentação capilar mas, atenção, ela não faz nascer cabelo. O que ocorre é uma aplicação de pigmentos no couro cabeludo que darão, no local da calvície, a impressão de cabelo raspado, criando uma visão homogênea da região. Ela é indicada, principalmente, para aquelas pessoas que não desejam fazer o implante capilar e que gostem do visual de cabelos bem curtos. Um dos pontos positivos da técnica é que ela cobre cicatrizes e imperfeições do couro cabeludo.

Com o implante capilar terei o mesmo cabelo de antes?

Sempre tenha em mente que é preciso ser realista quanto ao procedimento de implantar cabelos. Em primeiro lugar, por mais que a técnica seja extremamente bem sucedida, você não terá a mesma densidade e textura dos fios anteriores. Eles podem ficar mais finos e ralos.

Pessoas que têm a textura de fios mais grossos terão melhores resultados no implante capilar. Tudo porque esse tipo de cabelo preenche de forma mais completa o folículo capilar, dando um volume maior ao implante capilar.

Outro fator essencial para o bom resultado do implante capilar é a extensão da área onde vai ocorrer o procedimento. É bom ficar atento que quanto maior a área, maior a probabilidade de que o implante capilar não fique tão bom. Geralmente, para pacientes que têm uma área muito grande, os especialistas recomendam esperar pelo menos um ano após o implante capilar para repetir a técnica até que toda a área de calvície esteja totalmente coberta. Se tiver paciência e quiser muito acabar de vez com o problema, vale a pena tentar.

Se depois de todas essas informações, ficou com alguma dúvida? O melhor é procurar um especialista. Se sentir que seus cabelos estão caindo mais do que o normal, nossa indicação é que procure um médico o mais rápido possível. Quando o tratamento é feito de forma rápida, as chances de os resultados serem melhores é muito maior. Alguns especialistas indicam o implante capilar somente depois que obtiverem resultados negativos com técnicas mais tradicionais.

Implante capilar – tire todas as suas dúvidas
ESTA DICA FOI ÚTIL? VOTE AQUI

Kalina Amaro

Sou jornalista, blogueira, louca por cosméticos e chocolate. ? Escrevo sobre um pouco de tudo que for relacionado ao universo feminino.. mas você vai ver meus posts mais na categoria beleza. Se esta dica foi útil pra você VOTE no meu post clicando na entrelinha ☝ acima, tá? Faça seu comentário abaixo. Beijos lindonas ?

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.

error: O conteúdo está protegido por direitos autoriais.