Como O Estresse se Manifesta na Pele?

Eu já não tenho mais a ilusão de que seja possível viver sem estresse constante, até pode, mas são casos, infelizmente, cada vez menos frequentes, porque quem vive nos médios e grandes centros tende a, em maior ou menor grau, passar por isso o tempo todo. É o trânsito que anda cada vez mais caótico, são as filas intermináveis em todos os lugares, é o tempo cada vez mais escasso e é a pressão cada vez maior pra que sejamos boas em tudo. Temos que ser boas pessoas, boas profissionais, boas mães, boas esposas, boas donas de casa, e tudo isso ao mesmo tempo e de uma só vez. Ou seja, é para deixar qualquer pessoa extremamente estressada!

Além dos milhares de problemas causados pelo estresse, tem um que é bastante visível: o estresse reflete na saúde da pele! Toda essa agonia, toda essa tensão constante acaba causando alterações hormonais nem um pouco benéficas, já que a tendência é que a imunidade caia e o organismo fique vulnerável. Com isso, é possível e altamente provável que a pele fique cada vez pior. É normal que surjam alergias diversas, descamações, acne, olheiras e falta de viço, além da aceleração do envelhecimento, o que não é nem um pouco desejável.

doenca-pele-emocional-650x350

Acne É Coisa de Adulto!

Vocês lembram que, anos atrás, a acne era  ” coisa de adolescente”?  Pois hoje cada vez mais homens e mulheres desenvolvem o problema na idade adulta, o que é plenamente justificável já que o estresse afeta as glândulas sebáceas estimulando a sua produção, o que torna a pele ainda mais oleosa, os poros ainda mais dilatados e, consequentemente, abre caminho para que a acne surja.

Diante desse quadro, o mais obvio seria atacar a causa, ou seja, o estresse, mas como isso quase nunca é possível, porque já é algo que faz parte do nosso dia a dia, o melhor é cuidar para que o problema não piore.

Como fazer isso? É simples: lave o rosto duas vezes ao dia com sabonete adstringente, use um bom tônico facial isento de álcool e alguma loção que ajude a controlar a produção de sebo. Escolha seus cosméticos e cremes com mais cuidado, optando sempre pelas versões oil free, que são indicadas para pessoas de pele oleosa.

No mais, no caso de aparecimento de cravos, não tente cutucá-los pois esse hábito só piora o problema! É que as mãos e as unhas são praticamente uma “colônia” de micro organismos que, em contato com a pele, podem dar origem ao processo inflamatório da acne, piorando o estado geral da pele.

Dermatite Seborreica: Cuidado!

A dermatite seborreica pode se manifestar de várias formas, mas, via de regra, causa descamações e lesões na pele e no couro cabeludo. Ela é causada por um tipo especial de fungo que se alimenta do sebo que é produzido pelas glândulas sebáceas e está muito relacionada com o estresse, justamente porque ele pode, em muitos casos, aumentar a produção de sebo, que é quem alimenta o problema.

Apesar de incômodo, esse problema é facilmente tratado com medicamentos de uso oral para controlar a produção de sebo e  com shampoos e loções que combatem a oleosidade, o processo inflamatório e os fungos. Convém ressaltar que quem tem dermatite seborreica precisa, com a proteção adequada, se expor ao sol regularmente, já que os raios solares ajudam a minimizar o problema.

Doenças de Pele: Rosácea e Psoríase

A rosácea é uma doença que se caracteriza pela vermelhidão na face, mas pode apresentar outros sintomas como inchaço facial, formação de nódulos e de pus, por exemplo. Várias coisas podem desencadear ou agravar a rosácea, e uma delas é o estresse. Além dos estresse, a tensão e a ansiedade, que estão relacionados a ele, também podem agravar o problema. A recomendação pra quem tem rosácea é evitar o consumo excessivo de álcool, evitar produtos com ativos irritantes, bem como os que contém ácidos e álcool na composição, e usar apenas cosméticos indicados para esse tipo de pele.

mulher-cocando-pele

Em alguns casos é preciso fazer uso de medicamentos, mas isso é determinado caso a caso por um dermatologista.

A psoríase, assim como a rosácea, também é caracterizada pela vermelhidão, só que aqui surgem lesões avermelhadas e descamativas, geralmente no couro cabeludo, nos joelhos e no cotovelo. Trata-se de uma doença inflamatória crônica e que, portanto, não tem cura, mas tem controle. Vale lembrar, ainda, que a psoríase não é contagiosa.

Apesar de ser um problema de fácil controle, o estresse pode desencadear crises e agravar o problema, e enquanto o estresse não for controlado é raro que a pele melhore, mesmo com o uso de hidratantes especialmente indicados para esses casos e  dos “banhos de sol”, que ajudam a combater a psoríase.

Herpes

Faz tempo que falei da herpes por aqui, mas quem tem sabe que as “crises” de herpes estão relacionadas com a baixa imunidade e com o estresse. É que, mesmo se tratando de um vírus, esse problema sempre “reaparece” em momentos de muito estresse e de imunidade baixa, e por isso é muito importante que as pessoas que possuem o vírus consigam manter o estresse sob controle, já que ele também provoca a queda da imunidade.

Existem medicamentos de via oral que conseguem evitar o aumento da herpes, bem como alguns produtos de uso tópico, mas é fundamental fortalecer o organismo, evitar o sol intenso e controlar a tensão, a ansiedade e o estresse.

 Alergias X Estresse

Um questionamento que sempre fiz foi porque em momentos de muita tensão, estresse ou nervosismo a minha alergia atacava e nada conseguia dar jeito. É um questionamento pertinente porque a alergia está muito relacionada a fatores ambientais, como mofo, pólen e poeira, por exemplo, mas o fato é que nesses momentos de crise vem tudo de uma vez: espirros sem fim, coceira e vermelhidão da pele.

olheiras

Pelo que li existe uma associação entre o estresse e a alergia, pois ele age em determinado tipo de células, os mastócitos, que estão relacionadas com as reações alérgicas. Assim, quando o estresse aparece essas células são afetadas e o resultado desse “encontro” são os sintomas comuns das reações alérgicas, como prurido, espirros, secreção nasal, irritação nas mucosas e coceiras.

O melhor, nesses casos, é conversar com um médico especializado pra saber como lidar com o problema, porque, via de regra, os antialérgicos não costumam funcionar muito bem nesses casos, pelo menos pra mim.

Problemas Diversos

Vocês sabiam que os furúnculos estão relacionados com o estresse? Não se sabe ainda, ao certo, quais os motivos, mas é fato que em momentos de estresse intenso eles costumam “pipocar” nas axilas, na virilha, atrás dos joelhos e em regiões do corpo onde existem “dobras”. O furúnculo começa com uma  espécie de “inchaço” local, mas pode se agravar a ponto de se transformar em um nódulo dolorido e bastante inflamado, sendo que, em alguns casos, ele progride e se transforma em uma espécie de ferida.

Tratamento com antibióticos via oral (ou venosa)  costumam funcionar muito bem, mas os furúnculos, via de regra, precisam ser drenados, coisa que só deve ser feita em consultório médico.

Micose

Todo mundo sabe que a micose tem origem fúngica, ou seja, é um tipo de infecção causada por fungos. Acontece que a micose se manifesta com muito mais intensidade quando o sistema imunológico está vulnerável, e o estresse  é um dos fatores que causam o “enfraquecimento” do sistema imunológico.

A proliferação dos fungos ocorre em ambientes úmidos e abafados, então, além de controlar o estresse, é preciso manter o corpo, após o banho, sempre seco e  evitar andar descalço em ambientes úmidos, dentre outras recomendações.

Existem antifúngicos tópicos e orais que ajudam a controlar o problema, mas enquanto o estresse persistir, o problema tende a continuar.

Envelhecimento: Beco Sem Saída!

Quando o estresse toma conta da gente a pele sofre, e um dos efeitos mais comuns é o rápido envelhecimento da pele, porque  o estresse acelera a ação dos radicais livres, que, como vocês sabem, são os grandes responsáveis pelo envelhecimento!

Além disso, quanto mais estressada a pessoa tiver, maior será, a princípio, o seu nível de cortisol, e se o cortisol estiver alto a pele sofre mais ainda.

O estresse está relacionado, também, com a insônia, e quem não dorme direito envelhece muito mais rápido, porque é durante a noite que o organismo secreta as substâncias essenciais reparadoras. Assim, quem dorme pouco fica velho antes do tempo!

É bom ressaltar que o essa deficiência no sono causa olheiras, manchas e inchaços na região dos olhos, e esses são problemas mais difíceis de tratar, porque por mais que a pessoa use cremes e faça tratamentos, a coisa só volta ao normal quando o sono é regularizado.

Claro que corretivo ajuda a disfarçar, mas não trata, e se não trata não é tão relevante assim, não é mesmo? É muito melhor não tê-las do que ter o trabalho de escondê-las!

Enfim, o controle do estresse precisa ser feito por motivo de saúde, que é o mais importante, pela qualidade de vida e também pela beleza da pele!

Beijos

Ju Lopes

Como O Estresse se Manifesta na Pele?
ESTA DICA FOI ÚTIL? VOTE AQUI

Kalina Amaro

Sou jornalista, blogueira, louca por cosméticos e chocolate. ? Escrevo sobre um pouco de tudo que for relacionado ao universo feminino.. mas você vai ver meus posts mais na categoria beleza. Se esta dica foi útil pra você VOTE no meu post clicando na entrelinha ☝ acima, tá? Faça seu comentário abaixo. Beijos lindonas ?

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.

error: O conteúdo está protegido por direitos autoriais.