in

Como tratar o piercing inflamado

PATRICINHAESPERTA.COM .BR  2 621x349 - Como tratar o piercing inflamado
Como tratar o piercing inflamado

Tratar o piercing inflamado rapidamente é essencial para garantir a saúde e também para que consiga manter a peça intacta.

Mas aí vem a dúvida de quais são os passos de cuidados básicos, quando é a melhor hora para procurar um médico e muito mais.

Aqui, separei tudo o que você precisa saber sobre o tema de maneira bem simples e prática. Vamos começar?

Como saber quando inflamou?

Primeiramente, saiba que qualquer tipo de piercing pode inflamar, seja aqueles colocados nas orelhas, umbigo, nariz e assim por diante.

Já para saber se inflamou, é preciso ficar atento a alguns sinais, como por exemplo:

  • Vermelhidão na região e/ou em volta;
  • Inchaço;
  • Dor ou aumento na sensibilidade.

Além disso, é possível que acabe formando pus na área, o que significa uma progressão na inflamação.

O que exatamente isso tudo quer dizer?

Bom, na prática, um piercing inflamado começa com uma pequena sensação de dor ou sensibilidade com a região avermelhada.

Mas, quando não é tratado, o problema pode ir se tornando cada vez pior.

Um dos problemas disso é que a região se torna propensa a bactérias, podendo resultar em infecções.

Quando procurar o médico

O médico é o melhor profissional para resolver quaisquer tipos de problemas relacionados ao corpo/organismo.

Geralmente, é indicado começar a tratar o piercing inflamado seguindo as recomendações do profissional que fez o furo.

Esse tempo de cuidado pode variar de acordo com cada situação.

Por isso, a minha dica é sempre ficar atento aos sinais de melhora ou piora.

Como o tempo de cicatrização média é de um mês, o comum é esperar esse período para buscar ajuda.

Entretanto, se você notar qualquer sinal estranho, como a região ficando mais escura ou mesmo muita dor, é hora de ir ao médico.

Assim, se a inflamação piorar, os sinais aumentarem ou não melhorarem ou se a região começar a ter secreção, vá até uma unidade de saúde próxima.

Miniatura para canal de beleza Youtube 1 - Como tratar o piercing inflamado
Como tratar o piercing inflamado

O que fazer quando o piercing inflama?

Se você acabou de fazer um piercing, ou se já faz alguns dias, e notou que a área está vermelha ou muito dolorida, é hora do cuidado extra.

Então, existem alguns passos essenciais para oferecer o cuidado que essa região precisa, tome notas:

Limpeza é essencial:

O passo mais básico para tratar o piercing inflamado é limpar muito bem a área.

Isso porque, sempre que uma região inflamada não fica devidamente limpa, existe o risco de contaminação e proliferação de bactérias.

Ao mesmo tempo, como é uma área que foi “machucada”, é preciso evitar que a região seja ainda mais agredida.

Para isso, você sempre vai usar água limpa e sabão neutro para evitar a secreção natural do tecido.

Dependendo da área, utilize um algodão ou mesmo um cotonete para facilitar o processo.

Lembre-se de no final retirar todo o produto e secar muito bem a área, sem deixar nenhuma umidade.

Cremes e pomadas:

Os cremes e as pomadas para inflamação serão seus melhores companheiros nesse processo.

Tanto para alívio quanto para acelerar a cicatrização.

Indicados pelo profissional ou médico, esses produtos conseguem conter a ação do corpo e funcionam como antibióticos, evitando fungos e bactérias.

A aplicação depende do tipo que você está usando, mas geralmente dura uns três dias e são a base de corticoide.

Também podem ser indicados remédios orais, dependendo da situação na qual você se encontra.

Os remédios mais usados são os antibióticos e anti-inflamatórios, que ajudam a combater e controlar o inchaço e dor.

Lembrando que apenas médicos podem receitar esses remédios.

Cuidados para tratar o piercing inflamado:

Para finalizar essa parte, existem dois pilares que funcionam como um “bote salva-vidas” dos piercings: alimentação e atrito.

A alimentação deve sempre ser focada em alimentos de qualidade, evitando aqueles que atrasam a cicatrização.

Isso significa dar um tempo dos doces, carboidratos e, principalmente, bebidas alcoólicas.

Já em relação ao atrito, a dica é evitar qualquer coisa que possa machucar ainda mais a região, mover o piercing ou prender ali.

Então, fique atento as outras, preferindo as mais leves, não durma “em cima do piercing”, não fique girando-o ou mexendo, salvo na hora de limpeza, e atenção na hora de cumprimentar pessoas, tirar a roupa ou tomar banho.

Qualquer atrito pode piorar a inflamação.

O PIERCING INFLAMOU, E AGORA?

Acesse o canal >> vivasimplicidade.

Piercings na Cartilagem: Cuidando de uma inflamação/infecção

Acesse o canal >> Nayara Rattacasso.

Perguntas frequentes

Porque o piercing inflama?

A inflamação é uma possibilidade sempre que o organismo considera que uma região do corpo sofreu uma lesão.

Mas isso não significa que sempre vai acontecer.

O problema ocorre quando alguma coisa acontece durante a cicatrização, como contaminação da área, puxões, mexer demais e atritos.

Vou ter que tirar o piercing?

Pensar em tirar o piercing, mesmo quando inflama, pode dar aquela dor no coração, não é?

Geralmente, durante o tratamento, não é preciso retirar o piercing.

Por outro lado, se o tratamento não surte efeito ou se a inflamação piora, pode ser necessário retirar.

Daí a importância de cuidar bem durante toda essa fase.

Posso usar gelo?

O gelo é um ótimo aliado para as regiões inflamadas, porque dá aquela sensação de alívio.

Então, você pode usar, mas é preciso ter cuidado.

A dica é usar apenas quando é realmente preciso, evitando em excesso, já que deixar a região úmida pode prolongar a inflamação.

Prefira usar um algodão congelado ou bolsas, para não molhar a área e sempre mantenha seco.

E o álcool, é realmente bom para tratar o piercing inflamado?

O álcool 70 pode ser indicado para limpeza e higienização, já que é antisséptico.

Entretanto, quando usado em excesso, pode causar alergias, deixar a pele seca e irritada ou mesmo aumentar a dor.

Por isso, siga a recomendação do profissional.

Como escolher o melhor profissional?

Para fazer um piercing, é essencial escolher um bom profissional.

Assim, vá naquele que tem cursos, que esteriliza todos os materiais, que não faz reuso de materiais descartáveis e que presa pela segurança e limpeza do procedimento.

Da mesma forma, converse com ele em casos de dúvidas e, se o piercing não melhorar ao longo do tratamento, procure um médico.

Lembre-se que algumas pessoas são mais sensíveis que outras, tanto na questão de sentir dor quanto em alergias ao material. Fique atenta!

Veja também:

8/8 - (9 votes)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

GIPHY App Key not set. Please check settings

2 @camillaamaraljoias 105x105 - Brincos: 60 modelos que serão tendência em 2022

Brincos: 60 modelos que serão tendência em 2022

@by.wandressa 105x105 - Unha filha única: 30 ideias de estilos, tendências

Unha filha única: 30 ideias de estilos, tendências