in

DIU DE COBRE: Dói? Quanto Custa? Efeito colateral, Cuidados – MEU RELATO

Miniatura para canal de beleza Youtube1 - DIU DE COBRE: Dói? Quanto Custa? Efeito colateral, Cuidados -  MEU RELATO
DIU DE COBRE: Dói? Quanto Custa? Efeito colateral, Cuidados – MEU RELATO

O DIU de cobre é uma solução interessante e uma alternativa não-hormonal que é inserido dentro do útero, podendo ter uma durabilidade de até dez anos.

Entretanto, muitas leitoras aqui da página têm muitas dúvidas sobre o funcionamento, valores ou mesmo se dói para colocar. Sendo perguntas importantes e que merecem uma resposta.

Assim, você será capaz de avaliar se essa realmente é uma opção que cabe na sua rotina e ficar por dentro do que é esperado durante e após esse procedimento.

Então, vamos começar?

DIU DE COBRE ✅ Dói? Quanto Custa? Efeito colateral, Cuidados 🔥 MEU RELATO

Como funciona o DIU de Cobre

Primeiramente, vamos falar um pouco sobre a parte técnica desse pequeno dispositivo.

Então meninas, o DIU de cobre é uma pequena peça feita de polietileno e toda revestida de cobre. Como resultado, consegue alterar o muco vaginal bem como o útero.

Isso reduz a capacidade dos espermatozoides de se moverem e, com isso, você previne a gravidez.

Porém, ao contrário do que você pode imaginar, o DIU é uma escolha feita em parceria com o seu médico, para garantir que os exames corretos sejam feitos e que você não tenha nenhuma contraindicação para o uso.

Enfim, a dúvida que fica é porque exatamente o DIU de cobre funciona na prática, já que é usado como um contraceptivo.

Assim, ao mudar as características dentro do útero, a mucosa fica um pouco mais espessa, o que faz com que o espermatozoide não consiga se movimentar como deveria.

Dessa forma, o espermatozoide não consegue chegar até no óvulo e ainda provoca uma liberação de íons, gerando um tipo de inflamação que induz a morte dos espermatozoides que chegam até na mucosa.

Recadinho importante!

Esse tipo de DIU tem uma taxa de uso que varia de 3 a 10 anos.

Entretanto, a maior parte dos médicos recomenda o uso de um mesmo DIU por até 5 anos, sendo indicada a troca após esse período.

Quais são os benefícios do DIU de cobre?

Ainda que existam outros métodos contraceptivos, o DIU de cobre é um dos mais conhecidos e que atrai a atenção das mulheres.

Isso se dá, principalmente, por não ser necessário trocar de maneira frequente.

Ao contrário de outros tipos de DIU ou mesmo da pílula, que precisa ser ingerida todos os dias, essa opção traz um pouco mais de praticidade.

Principalmente se considerarmos a nossa rotina, não é? Sempre repleta de tarefas a serem feitas.

Outras vantagens que são comentadas por aí incluem a possibilidade de ser retirado sempre que você quiser, os poucos efeitos colaterais e ainda dá pra usar durante a amamentação.

Também vale dizer que o DIU de cobre tem uma eficácia de 99,2% e não possui hormônios.

Como resultado, não interfere na fertilidade e ainda evita algumas outras problemáticas, como inchaço e ganho de peso.

A maior parte dos médicos ensina como você pode fazer um autoexame em relação ao DIU.

Dessa forma, se o fizer e notar que algo está errado ou não está como deveria, procure o consultório do seu ginecologista.

Dói para colocar o DIU?

Uma das questões que mais aparecem aqui na página é se o DIU de cobre dói ou não para ser inserido.

Antes de mais nada, quero dizer que a dor é uma coisa relativa, mas que a maior parte das mulheres relataram sensações semelhantes durante o processo.

Da mesma forma, muitas seguidoras me pedem o porquê de eu ter escolhido o DIU ao invés de outros métodos.

Bom, de maneira geral, não tenho interesse em ter filhos, uma polêmica que sempre traz outros comentários.

Mas acredite: o DIU foi a melhor escolha da minha vida!

Atualmente, faz mais de um ano que estou com este método, e já tinha pensado no DIU Mirena.

Entretanto, o meu objetivo era escolher uma opção livre de hormônios e que fosse um pouco mais tranquilo. Até porque não tinha como foco a parada da menstruação.

Enfim, a minha experiência é que o método não doeu nada para colocar.

Inclusive, não fiz uso de nenhum tipo de anestesia e todo o procedimento foi super tranquilo.

Por outro lado, costumo ser um pouco mais resistente a dor, caso queira alguma anestesia.

No meu caso, durou menos de trinta minutos para fazer a inserção. Algumas amigas relatam algum desconforto, mas nada que seja insuportável.

Ao mesmo tempo, senti alguns incômodos nos dias seguintes a inserção e, por isso, minha médica recomendou algumas medicações para esse período.

Esse desconforto pode durar apenas alguns dias ou até um mês, mas também foi uma fase bem tranquila.

Cuidados após a colocação do DIU de Cobre

Entre as questões que precisamos conversar são os cuidados após a colocação do DIU, já que muitas mulheres acreditam que é só colocar e ficar tranquila por vários anos.

Mas, é melhor ter um pouco mais de calma.

Assim como alguns outros tratamentos, o DIU precisa de MANUTENÇÃO.

Essa é a palavra mais importante para que o método realmente funcione corretamente e até mesmo para evitar desconfortos.

Sendo assim, é preciso fazer exames de rotina com o seu ginecologista, sendo que geralmente é indicado fazer um ultrassom.

Durante o exame, o médico consegue ver se o DIU está no lugar correto ou se é preciso fazer algum tipo de correção.

Inclusive, um dos “problemas” de muitas mulheres que optam por este método é a falta de cuidados após a colocação.

Em síntese, quando você não faz os exames, o aparelhinho pode sair do lugar, o que reduz a eficácia e pode facilitar a fecundação de um espermatozoide.

No meu caso, por exemplo, eu já fiz um ultrassom após um ano da colocação e foi confirmado que está tudo ok.

Esse cuidado é essencial para a sua saúde e também para que o DIU funcione como deveria, impedindo uma gravidez.

Algumas mulheres também tem cólicas e pequenos sangramentos após a colocação.

Caso isso acontece com você, o ideal é utilizar uma bolsa quente para o alívio da dor e, se persistir, conversar com o seu médico.

Também é recomendável esperar em torno de 48 horas para as relações sexuais. Mas não há nenhuma restrição quanto a outras atividades, como voltar ao trabalho e se exercitar.

É importante destacar que cada caso deve ser acompanhado de um médico, então, converse com ele sobre essas questões.

DIU de cobre: quanto custa?

Quando o assunto é custo-benefício, posso dizer com tranquilidade que o DIU de cobre é um dos melhores investimentos que eu poderia fazer.

No momento em que comecei as pesquisas sobre o assunto, imaginei que era um procedimento super caro.

Porém, paguei R$ 800 e fiquei surpresa quando conversei com a minha ginecologista e ela me passou esse preço.

O DIU Mirena, por exemplo, que tem hormônios, ainda que uma taxa baixa, custaria em torno de R$ 1500 com a mesma profissional.

Caso você esteja na dúvida, o Mirena é um DIU que para a menstruação.

Justamente por isso, é buscado por mulheres que tem o desejo de, além de não engravidar, parar de menstruar mensalmente.

Acontece que essa não era uma preocupação particular minha e não tinha interesse em parar de menstruar.

Também é importante dizer que alguns convênios médicos fazem a cobertura da colocação do DIU.

Nestes casos, você pode precisar trocar de profissional.

Então, eu optei por pagar o valor integral, sem o uso do convênio, e fazer com uma ginecologista que já me acompanhava.

Dica de ouro!

2 - DIU DE COBRE: Dói? Quanto Custa? Efeito colateral, Cuidados -  MEU RELATO
Diu de cobre

O SUS também coloca DIU.

Mesmo que não seja um assunto muito comentado por aí, o Sistema Único de Saúde pode garantir a colocação desse método sem cobrar nada por isso.

De acordo com o Ministério da Saúde, a colocação do DIU é recomendada e deve sempre ser realizada por médicos capacitados.

A Folha Noroeste realizou uma entrevista com médicos do sistema e fez um passo a passo do que você deve fazer para buscar esse método gratuito.

Assim, tome notas:

3 2 - DIU DE COBRE: Dói? Quanto Custa? Efeito colateral, Cuidados -  MEU RELATO

Primeiro: vá até o posto, hospital ou UBS mais próxima da sua casa ou que atenda a região onde você mora.

Cada unidade pode ter uma fila de espera, então, ir até a mais próxima ajuda nesse controle.

Você também pode ligar, para saber se o procedimento está disponível naquela unidade e, se não estiver, descubra em qual é realizada.

4 - DIU DE COBRE: Dói? Quanto Custa? Efeito colateral, Cuidados -  MEU RELATO
Diu de cobre

Segundo: converse com o médico sobre o procedimento.

Alguns postos tem o grupo de planejamento, que não é obrigatório, mas que pode te ajudar a entender melhor algumas questões que cercam o assunto.

5 - DIU DE COBRE: Dói? Quanto Custa? Efeito colateral, Cuidados -  MEU RELATO
Diu de cobre

Terceiro: marque a sua consulta com o ginecologista.

Se você já participou do grupo, será encaminhado ao profissional, se não, é só marcar a sua consulta comum na unidade.

6 - DIU DE COBRE: Dói? Quanto Custa? Efeito colateral, Cuidados -  MEU RELATO
Diu de cobre

Quarto: é hora dos exames!

Os exames preventivos são feitos para descobrir se existe algo que o médico precisa saber antes de colocar o DIU, como uma má formação uterina, alergia ao cobre e outras.

Então, é comum a realização do Papanicolau ou até um ultrassom.

7 - DIU DE COBRE: Dói? Quanto Custa? Efeito colateral, Cuidados -  MEU RELATO
Diu de cobre

Quinto: aplicação e manutenção.

Com tudo pronto, a colocação já pode ser agendada na unidade capacitada e, depois de marcada, costuma demorar até 60 dias.

 

9 1 - DIU DE COBRE: Dói? Quanto Custa? Efeito colateral, Cuidados -  MEU RELATO
Diu de cobre

E quanto tempo demora?

O prazo pode variar de acordo com a cidade/unidade, já que algumas tem uma fila maior de espera que outras.

Sendo assim, é preciso ter um pouco de calma e conversar com o médico.

Porém, esse é um direito seu, legalizado pela Lei 9.263 de 12/01/1996.

Inclusive, é um direito da mulher ou do casal. Sendo que não é uma exigência que o homem faça parte dessa decisão.

Em outras palavras, se o médico ou unidade exigir a autorização do marido, saiba que a prática é ILEGAL.

Portanto, não se deixe ser enganada por ações fraudulentas, busque os seus direitos e escolha o melhor método contraceptivo para a sua vida presente e futura.

DIU de cobre efeito colateral!

Como você já deve ter notado, o DIU de cobre foi uma das melhores escolhas pessoais que fiz para a minha saúde.

Entretanto, existe um ponto negativo que não te contam por aí (mas que eu vou).

Dessa forma, depois da colocação do método, notei um aumento no fluxo menstrual.

Sendo que, antes disso, o meu fluxo era bastante tranquilo e passa o dia todo sem nenhum incidente.

Depois da colocação, o fluxo aumentou demais, tanto que precisei utilizar absorventes noturnos durante o dia, sendo algo que nunca tinha acontecido antes.

A menstruação continuava regulada, sem nenhum problema quanto a isso, mas o fluxo acabou tendo essa alteração.

Entretanto, mesmo com esse aumento nos primeiros dias e reduzindo nos últimos, ainda é um método eficaz e com um excelente custo-benefício.

Não à toa, eu realmente recomendo.

Se você quer ficar por dentro de outros assuntos incríveis, não deixe de conferir o canal no Youtube.

DIU de Cobre e uso de preservativos: um não elimina o outro!

Ainda que não seja exatamente um ponto negativo, precisamos conversar sobre proteção meninas.

Na prática, muitas mulheres deixam de usar usa preservativo nas relações sexuais após a colocação do DIU porque não existe mais o medo de engravidar.

Entretanto, isso não quer dizer que não existem outros perigos.

Mesmo com um parceiro que você conheça, o preservativo é essencial para se prevenir contra doenças sexualmente transmissíveis.

Além disso, mesmo com uma taxa alta de sucesso, o DIU ainda tem uma margem de erro.

Sendo assim, escolher o método e usar o preservativo é a melhor alternativa para uma proteção mais completa.

Dessa forma, a minha dica é sempre usar e, caso o seu parceiro insista em não fazer uso da camisinha, talvez seja melhor sentar e conversar sobre o assunto.

O uso do preservativo e o planejamento de vida é essencial para uma vida mais tranquila e, em alguns casos, isso pode envolver deixar algum parceiro no passado.

Quem é mais eficiente, o DIU ou a Pílula?

Um estudo publicado na The New England Journal of Medicine  sugeriu que quem usa a pílula anticoncepcional ( e também contraceptivos como o anel vaginal e o adesivo) possui uma probabilidade 20 vezes maior de engravidar do que quem usa o DIU ou outros métodos de longa duração, como os implantes hormonais.

Isso demonstra que os métodos contraceptivos de longa duração são mais eficazes que a pílula.

Que é mais prático e até seguro usar o DIU, eu já sabia, porque não existe o risco de “esquecer” de tomar anticoncepcional, mas sempre soube que a eficácia entre os métodos eram equivalentes.

Fiquei surpresa e interessada, porque como ser mãe não está nos meus planos por enquanto, tudo que se refira a métodos contraceptivos muito me interessa!

O pouco que sei do DIU, é que ele pode ser de cobre ou hormonal, sendo que o primeiro tem eficácia de 10 anos e o segundo de 5 anos, em média.

Por fim, você ainda ficou com alguma dúvida depois de descobrir tudo isso sobre o DIU de Cobre?

Caso a resposta seja sim, não deixe de comentar para que eu possa trazer novos conteúdos para você e acabar com qualquer questão.

Além disso, converse com o seu médico de forma sincera e, se achar necessário, procure outro profissional.

Vejo você na próxima página!

Esse foi o meu relato sobre o DIU DE COBRE, espero que tenham gostado. Veja também meu relato sobre a Injeção Mesigyna.

Veja outros posts sobre o DIU DE COBRE:

Não esqueçam de clicar na estrelinha ⭐ abaixo e dar o voto.

Caso queiram, comentem também!

Beijos no coração 💟

Nati Leal *Kika

📈 Gostou? Ajude o blog COMPARTILHE ESTE POST! É de graça😍

Veja também:

8/8 - (15 votes)

Escrito por Kika

Natieli Leal *KIKA - Eu acredito na beleza, na beleza que vem de dentro para fora. Na beleza de quando a gente olha no espelho e se senti feliz em não seguir padrões - só feliz com nós mesmas. Acredito em almas bonitas e na beleza da natureza. Amo os animais e as flores. Adoro uma boa vaidade também, afinal, um bom batom vermelho e as unhas feitas deixam os dias mais coloridos. Vem comigo que eu vou te mostrar um pouco do meu mundo. [email protected] @patricinhaesperta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Miniatura para canal de beleza Youtube 3 105x105 - Tranças: Como Fazer, 50 Estilos Para Copiar

Tranças: Como Fazer, 50 Estilos Para Copiar

Copia de Miniatura para canal de beleza Youtube 105x105 - Quando custa o DIU? O Convênio Médico cobre? O SUS coloca?

Quando custa o DIU? O Convênio Médico cobre? O SUS coloca?