Transição capilar traz nova identidade ao seu visual

Transição capilar
Transição capilar traz nova identidade ao seu visual

Identidade e muito estilo fazem parte de mulheres que resolveram tirar chapinhas, alisamentos e outros tratamentos químicos para modificar suas madeixas crespas ou encaracoladas e  deixar seus cabelos ao natural. Sim, está cada vez mais comum ver cabelos simplesmente lindos, bem cuidados, cheios de hidratação e nutrição, sem qualquer tipo de química. É uma revolução e mostra que a beleza não precisa, necessariamente, passar pelo sofrimento de químicas, secadores e chapinhas. Porém, há um período que é conflituoso para quem geralmente resolver passar por essa transformação. A chamada fase de transição capilar é uma das mais tumultuadas na vida de quem deseja assumir seus cachos e cabelos crespos. Sabe aquela fase em que os fios ainda estão com produtos de alisamento, mas a raiz já começa a vir, com força, exibindo os cabelos ao natural? É simplesmente desesperador não saber exatamente o que fazer com suas madeixas. Quer dizer, era. Aqui, você vai saber tudo sobre essa fase de transição, quanto tempo ela dura e o melhor, como lidar melhor com esse período.

Em primeiro lugar, todos esses cuidados serão essenciais para que você possa ficar sossegada até que chegue o grande dia – o do chamado big chop em que há o corte das partes com química para deixar os fios naturais reinarem absolutos. Até lá tem que ter força de vontade para que não se sucumba e volte a usar produtos químicos que não deseja mais. Vamos às dicas para você enfrentar a transição capilar com muito estilo.

Transição capilar – quais são as fases

Agora que você optou por deixar seus fios naturais, é bom não se descuidar. Isso exigirá hidratação e nutrição semanais e também produtos mais emolientes se sua cabeleira for mais crespa. Os hábitos saudáveis devem começar já na primeira semana e, dependendo do crescimento dos seus fios, a fase de transição capilar pode durar até dois anos.

Vamos começar por sua rotina. Como os cabelos estarão bem mais fragilizados durante a transição capilar, é preciso se programar de forma antecipada para cuidar dos seus fios. Indicamos que você faça o cronograma capilar, que hidrata, nutre e reconstrói os fios. É chover no molhado essa informação, mas se você está querendo uma mudança completa nos fios será preciso eliminar toda a química do cabelo. Muita gente não vai entender, há, de fato, uma parte da sociedade que adora lisos e não compreenderá sua decisão. Não dê ouvidos, siga em frente.

Se possível, vá diminuindo, gradativamente, o uso de secador e da chapinha. Apesar de serem a tábua de salvação para muita gente que não suporta aparecer com os cabelos mais revoltos, eles também enfraquecem ainda mais os fios que já estão fragilizados. Pode usar? Lógico. Mas sempre com parcimônia.

E seja criativa! Vamos ensinar, logo abaixo, o que fazer para sempre aparecer diferente e com penteados ótimos durante essa fase de transição. E também quais são os melhores produtos para essa fase.

Transição capilar – penteados

Já pensou em andar com os seus cabelos ao natural. Isso mesmo. Assuma o seu novo visual com o maior orgulho. A princípio, você pode até não gostar. E pode ficar tranquila, isso é absolutamente natural. Afinal, você estava acostumada a um padrão de cabelo e agora está, justamente, na fase do nem lá, nem cá. Quer um conselho? Se valha de acessórios como presilhas, fitas, arcos e seja feliz! E não se descuide do seu rosto. Isso mesmo! Maquiagem bem bacana também faz toda a diferença. Então, invista em um estilo bem bacana.

Agora, se você foi convidada para  um evento mais glamouroso e quer um penteado diferente, que tal o babyliss? Além de ajudar na maior definição dos cachos, ele deixa um visual bem bacana. Há problema em usar sempre, já que o aparelho também necessita de altas temperaturas e pode fritar, literalmente, os seus fios. Então, nossa dica é não usá-lo muito.

Você já ouviu falar em texturizações? Elas também são ótimas opções para quem deseja deixar o seu cabelo na fase de transição capilar bem bonito. Texturização é uma técnica que muda, de forma temporária, a forma do cabelo e pode ser feita com dedoliss, bigudins, bobs, twists, tranças, canudos. É ótima porque ela disfarça bem essa fase em que nossos cabelos estão com duas texturas completamente diferentes – a natural e a com química.

E por falar em penteados, não poderíamos deixar de fora as tranças. Você pode optar, caso seus cabelos estejam maiores, em fazer esse tipo de penteado. Mas, se forem mais curtos, você também poderá se valer das tranças sintéticas, que ficam ótimas. Mas, atenção, até mesmo as tranças podem deixar os cabelos fracos. Por isso, nada de trançar e destrançar seguidamente. Faça as tranças, fique um tempo e depois deixe o cabelo respirar. Pode apostar que ele agradece e ficará forte e saudável.

Transição capilar – quais os melhores produtos

Muita gente que passa pela fase de transição capilar nota os cabelos com menos brilho e também menos hidratados e isso tem uma explicação. É que, quando fazemos químicas, continuamente, nossos cabelos vão criando uma capa desses produtos. Que tratamos de, a cada mês, fortalecer. Só que quando decidimos parar de usar tais produtos, essa camada vai ficando mais fraca e os cabelos, logicamente, se ressentem mais. Neste momento, é preciso se valer de produtos específicos e mais naturais. Portanto, fuja daqueles que têm, em sua composição, parafina silicones e óleo mineral. Isso porque esses produtos não saem com lavagens e há um acúmulo, não permitindo que o fio respire. Também utilize shampoo sem sal e com pH equilibrado e dê mais atenção às máscaras e leave-in que têm em sua formulação ingredientes como macadâmia, tutano de boi, queratina, jaborandi, vitamina A, gérmen de trigo. Eles são ótimos para ajudar a fortalecer os seus fios.

Transição capilar – não se desespere

Paciência… esse é o melhor e maior conselho para quem está passando pela fase de transição capilar. Já podemos adiantar que ela não será fácil e você terá, em diversos momentos, vontade de sair correndo para o cabeleireiro mais próximo e continuar com os cabelos exatamente como estavam. É uma saída. Lógico. Lembre-se sempre que você só tem obrigações com você mesma e isso significa que vai fazer aquilo que é melhor para a sua vida. Mas, se os seus cabelos já não estavam te deixando feliz, chegou a hora de fincar o pé e seguir adiante.

Como os cabelos cacheados e crespos demoram mais a crescer, é bom fazer alguns tratamentos para incentivar esse crescimento. Isso significa que as hidratações e também tratamentos alternativos para acelerar o crescimento são bem-vindos. Em primeiro lugar, parta para o meio mais natural, ou seja, se valha dos alimentos que ajudam nesse crescimento e que também são ricos em proteínas. A cada lavagem dos seus fios, perca tempo e ganhe centímetros a mais com massagens no couro cabeludo. Elas ajudam na circulação sanguínea e favorecem o crescimento das madeixas.

Se achar que o processo está muito lento, que tal tomar vitaminas para os cabelos crescerem? Nossa indicação é que faça isso depois de consultar um especialista. Ele, com certeza, indicará o melhor para os seus cabelos, já que existem inúmeras marcas no mercado como Pantogar, Innéov, Nutricap são ótimos para ajudar nesse item.

Os seus cabelos estão crescendo e você não está gostando, verdadeiramente, do que está vendo. Antes de tomar qualquer medida radical, saiba que a gente sempre tende a ver o pior quando os cabelos estão com dois tipos de texturas. O cabelo da raiz não será, necessariamente, o que você verá quando estiver maior. Lembre-se que quando estiverem maiores, com produtos específicos, e sem a famigerada parte com química seu cabelo pode lhe dar inúmeras surpresas boas. Permita que isso aconteça.

Vai chegar um momento que a raiz do seu cabelo ficará mais aparente e cheia. Resolva com penteado, modeladores sem álcool e mais hidratantes, ou até mesmo com chapinha. Já o efeito cogumelo, com raiz bem cheia, é outra fase dura de aguentar, mas que tal fazer penteados, utilizar faixas, passadores, grampos, para que você possa superar essa fase numa boa, sem grandes preocupações?

A fase de transição capilar vai depender, e muito, do ritmo de crescimento dos seus fios. Para algumas mulheres dura um ano, mas em outras, pode perdurar por até dois anos. O que indicamos é sempre ir  aparando as pontas e ganhando intimidade com os seus fios. Como? É fácil.  Enxergue os seus cabelos como aliados, e ame-os, incondicionalmente. Pensei que as mudanças em nossas vidas nem sempre são fáceis e quando se trata dos cabelos, tendemos a ficar muito inseguras.

A transição capilar vale a pena porque você poderá voltar às origens e completar o seu estilo com um cabelo que faz parte do seu biótipo. Então, nada de medo. Entregue-se a essa nova fase. Pode apostar que você, ao final da transição capilar, vai ficar muito satisfeita com o resultado. E com um cabelo lindo!

Transição capilar traz nova identidade ao seu visual
ESTA DICA FOI ÚTIL? VOTE AQUI

Kalina Amaro

Sou jornalista, blogueira, louca por cosméticos e chocolate. ? Escrevo sobre um pouco de tudo que for relacionado ao universo feminino.. mas você vai ver meus posts mais na categoria beleza. Se esta dica foi útil pra você VOTE no meu post clicando na entrelinha ☝ acima, tá? Faça seu comentário abaixo. Beijos lindonas ?

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.

error: O conteúdo está protegido por direitos autoriais.