Não Se Fazem Mais Cafajestes Como Antigamente

Não, isso não é  uma apologia à canalhice nem a  falta de caráter, é só uma constatação risível de um fato relevante. Ou não.

Ontem conversando com as meninas sobre uma antiga biografia de Frank Sinatra, o Cafa-Mor, cheguei a triste conclusão de que não se fazem mais cafajestes como antigamente.

Sim, os cafajestes de outrora eram mais primorosos… Eram sedutores… Eles investiam tempo no seu arsenal de canalhice, que incluía, dentre outras coisas, a paciência para seduzir, a lábia na hora certa para convencer, o cuidado com os detalhes, a percepção aguçada e um comportamento que deixava sempre a dúvida no ar quando certeza nós tínhamos de que eles “não valiam nada”

As cenas que tenho visto e as histórias que tenho ouvido despertam em mim a vontade de chamar  essas criaturas na chincha e mostrar  como ser cafa de verdade. Sim, porque se é pra fazer que pelo menos faça direito, pois assim me diverte mais…

Os cafas de décadas atrás eram mestres na arte de seduzir, de induzir, de convencer… Eram donos de um charme e de uma gentileza que faziam uma enxurrada de mulheres perderem o prumo… É, eles tratavam cada mulher como se fosse única ( embora eles fizessem isso com TODAS)  e isso faz toda a diferença..

E o que temos hoje? Um bando de grosseiros que, em sua maioria, sequer sabem o significado da palavra gentileza e não fazem idéia do que seja um gesto de atenção… Às vezes tenho vontade de perguntar em que escola  de boas maneiras esse povo anda estudando… É meninos, o pisa que amacia desse jeito não funciona! Se for pra brincar de pisa que amacia é preciso aprender as regras básicas, tá? Senão não tem graça…

Os antigos cafas eram verdadeiros artistas, verdadeiras decifradores da alma feminina, pois entendiam a verdade básica sobre as mulheres: mulher quer atenção, mulher quer atitude e, muito mais que sermos amadas, nós queremos ser desejadas. É difícil entender? Precisa desenhar?

Além de saber como tratar uma mulher, de saber o que as mulheres queriam e  de saber fazer uma mulher querer o que até então não queria, eles entendiam que, assim como os homens se apaixonam pelo que vêem, as mulheres se apaixonam pelo que ouvem…

E o que temos hoje? Hoje a coisa não tem mais graça, não tem mais charme… Hoje é tudo claro demais, escancarado demais, grosseiro demais… Hoje os cafas não sabem mais ser cafas, simples assim…Acabou-se a poesia!

Triste mundo esse nosso onde nem a cafajestagem genuína perdura, não é?

P.s: Meninas, nada de tapas nem lições de moral, ta? Isso é só para distrair vocês nesse domingo chuvoso e cinzento de agosto…

Meninos, sei que não são todos que são assim ( claro que não), e se vocês não são, parabéns, pois vocês são as exceção que confirmam a regra!rs

Beijos

Ju Lopes

Não Se Fazem Mais Cafajestes Como Antigamente
ESTA DICA FOI ÚTIL? VOTE AQUI

Kalina Amaro

Sou jornalista, blogueira, louca por cosméticos e chocolate. ? Escrevo sobre um pouco de tudo que for relacionado ao universo feminino.. mas você vai ver meus posts mais na categoria beleza. Se esta dica foi útil pra você VOTE no meu post clicando na entrelinha ☝ acima, tá? Faça seu comentário abaixo. Beijos lindonas ?

9 Comments
  1. kkkkkkkkkkkkkkkkk adorooooooooo seus post polemicos ju!! to em duvida qual eh melhor, esse ou o traição!!

    1. Débora, que bom que gosta! Leia os de hoje que vc vai gostar mais ainda.rsrsrs
      Beijos

  2. E tem ainda aquele cafa vulnerável, aquele com carinha de cachorrinho sem dono que faz você querer pegá-lo no colo… (Você e a torcida do Flamengo inteira, claro!) Ah, também não se fazem mais desses hoje em dia! Que saudades da época em que os bad boys se pareciam mais com o James Dean e menos com o MC Catra!

  3. Olá Ju, tudo bem?

    Adoro seus artigos e realmente concordo com vc.
    O romantismo se foi e o que restou foi a praticidade do ser humano em conquistar seus objetivos sem rodeios.
    É uma pena, pois vivi o romantismo e sei o quanto é bom!

    Beijos

  4. Lúcio Sátiro disse:

    Acontece, caras meninas, que o sujeito atencioso, que se importa com as mulheres, que liga, que manda flores, bem ao jeito que a mulherada diz que gosta (gosta, mas se entendia logo)esse aí é logo passado para trás e trocado sem piedade por um cafa seja ele grosso ou não. A psique feminina é algo curioso mesmo, se propõe a domesticar um cafa e quando o cara tá na palma da mão e NÃO representa mais um desafio, vocês perdem o interesse. Já vi isso milhares de vezes e poso dizer que passei bastante tempo sendo um cara legal, assim como milhões de outros homens, e o que aconteceu : chifres.
    Até que enfim as mulheres ensinaram aos homens o que são e como são e agora não estão gostando que o tiro saiu pela culatra.
    Nunca vi uma mulher chorando desesperadamente por um homem bom, atencioso, o “adjetivo” usado é o famoso MELOSO e o mais famoso ainda SEM PEGADA.Mas já vi mulheres brigando por um cafa safado e com pegada, isso já vi e muito.
    Assim, decidimos nós mesmos sermos narcisistas e egocêntricos e depois de passarmos séculos puxando cadeira pra mulher sentar,abrindo porta, mandando flores e levando patadas em troca ,é mais do que justo, é justíssimo que os homens parem e reflitam que algo anda errado. E não tem essa de mulher-exceção, todas as mulheres sentem atração por um homem que todas as outras querem.É o efeito manada.
    Também eu ,no meu caso particular não faço questão de ser esse cafa à moda antiga, que sabia decifrar a alma feminina. O mundo moderno é outro,hoje o tempo voa e não queremos ficar quebrando cabeças tentando entender do que seres de mente tão volúvel e tão indecisa e contraditória como vocês gostam.
    Sinceramente preferimos nos focar no nosso próprio futuro, no que NÓS gostamos e deixar de viver em função dessa ou daquela mulher, isso é suicídio emocional.Preferimos tentar saber de que forma essa ou aquela mulher pode ser diferente de outra, pois mulher tem até demais, tem pra gente escolher e se uma não se mostra especial, se é só mais um corpo bonito e mente vazia, então é só mais uma mesmo.
    Sabe o que ? Hoje, passado a mágoa que mulheres nos fizeram, só nos resta agradecer,e muito, por termos encontrado mulheres que nos ensinaram à força, que vocês não são aqueles seres angelicais, aquelas criaturas frágeis mostradas nso contos de fadas que nossas mamães nos contam.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

error: O conteúdo está protegido por direitos autoriais.