Categories: Papo de mulher

Dinheiro Não Aceita Desaforo!

Esse final de ano andei percebendo algumas coisas bem de perto e pude analisar claramente – com exemplos práticos – algumas situações.

Eu sempre disse aqui que dinheiro não aceita desaforo – ao menos o meu. Portanto, acho inconcebível pagar o equivalente a um rim em um produto simplesmente pelo status.

Por que isso? Porque eu pago pela qualidade, mas não pago o valor agregado do status nem a pau e mesmo que eu tivesse rios de dinheiro – que eu não tenho – não pagaria.

Mas aqui vale lembrar que nem toda compra de marca é por status…Lembro de uma reportagem que li anos atrás (memória de elefante!) onde uma repórter questionava uma mulher francesa o porquê dela só comprar bolsas da Chanel, se ela não achava muito caro, ao que ela respondeu que guardava dinheiro o ano todo para comprar uma bolsa Chanel simplesmente porque ela não tinha dinheiro e, portanto, tinha que investir em algo que tivesse qualidade e durasse a vida toda, já que ela só poderia ter poucas peças.

Nunca esqueci essa reportagem e acho que esse é um caso onde a compra de uma marca – pela qualidade – é plenamente justificada. O que não se justifica, pra mim, é a pessoa gastar o que tem e o que não tem simplesmente para ostentar um status e um padrão de vida que não é o dela. Acho irreal, acho feio e, sobretudo, acho de uma burrice sem tamanho.

Outra coisa que é absurda é o preço que se paga pelas coisas aqui no Brasil…Olha, uma coisa é você comprar marcas no país de origem e outra, bem diferente, é comprar essa mesma marca aqui no Brasil…A diferença de preços, na maioria das vezes, é tão absurda que custo a acreditar que as pessoas não parem e analisem pelo que exatamente elas estão pagando.

Recentemente li uma tese de mestrado sobre o consumo de luxo no Brasil pela classe C e fiquei espantada… Porque assim, minha cabeça de jeca não consegue compreender como uma pessoa que trabalha duro, dia após dia, deixa de investir seu suado dinheirinho em qualidade de vida, em cultura, em educação, em viagens, que são coisas eternas e enriquecedoras, para investir em uma bolsa, um sapato ou um vestido…

Sinceramente, eu não entendo!

Que é que vocês acham disso? Porque as vezes começo a questionar se eu não sou canguinha demais ( ou como diz minha mãe: “essa menina é judia, só pode!”)…

Beijos

Ju

@JuLopesL / julianalopes@patricinhaesperta.com.br

https://www.facebook.com/JuLopesPE

Kalina Amaro

Sou jornalista, blogueira, louca por cosméticos e chocolate. 👯 Escrevo sobre um pouco de tudo que for relacionado ao universo feminino.. mas você vai ver meus posts mais na categoria beleza. Se esta dica foi útil pra você VOTE no meu post clicando na entrelinha ☝ acima, tá? Faça seu comentário abaixo. Beijos lindonas 😘

Ver comentários

  • Olá,

    Primeiramente gostaria de dizer que adoro o seu blog, venho sempre, mas essa é a primeira vez que comento! Adorei seu texto, é o que eu tento falar SEMPRE pras pessoas e sempre tenho a mesma resposta que sua mãe te dá: "você é muito pão dura".

    Realmente não consigo entender também, como alguém pode deixar de comer pra poder comprar uma bolsa de marca, sendo que existe sim bolsas de qualidade e mais baratas.

    Beijinhos linda! Continue com suas matérias que estão ótimas!

    Att,
    Malu Caires

  • Acho que a cultura do país nesse sentido é fraca. O brasileiro não tem o costume de investir em educação, em cultura. A prova disso é durante as eleições (poucos candidatos falam sobre um real investimento na educação) ou seja, as pessoas não percebem que, com uma boa educação, todos os outros setores (saúde, segurança) também vão melhorar. O povo brasileiro tem um costume cultural de não investir em inteligência, crescimento, aperfeiçoamento, e daí vai lá e faz uma prestação de produtos de marca para se sentir melhor que os outros, para aparecer mesmo.
    Minha opinião...
    Bjs

  • Ju linda primeiro adoroooooooooooo seu jeito de escrever, até te imagino bem na minha frente falando.

    Bom mas eu acho que primeiro é idiota essa história de só comprar roupas de tal marca e pagar um horror, sabe como toda mulher tem horas que a gente tem vontade de fazer uma extravagancia... mas é só vontade passa. Então menina eu moro em uma cidade chamada Formosa-GO, aqui tem umas lojinhas de R$10,00 e eu aprendi a comprar umas coisas boas lá sabe blusinha do dia a dia tenho bom gosto e compro coisas bonitas e o melhor boas e falo serio uma hora dessas te mando um look 10 reais husususushus que chique!

    Vestidos, calças, sapatos, procuro marcas boas e de bons preços mas de vez em quando compro também um fere hahaha ADOROOOO!!!

    Procuro controlar meus desejos é difícil mas juro que eu tento!!!

    Beijos linda e um Feliz Ano Novo!!!

  • Não acho que isso é ser canguinha não! Realmente muitas pessoas acabam gastando o que não tem pra ostentar um luxo que não cabe a realidade delas! Em certos casos é melhor pegar o dinheiro que vai investir em um produto caro e comprar três ou quatro mais comuns, você acaba tendo mais variedade e gasta o mesmo tanto...
    Realizar alguns sonhos de consumo é bom pra todo mundo ( vez ou outra na vida ) mas tentar ser aquilo que não é tendo que vender o rim , o baço e o fígado junto não dá!

  • Olha, nunca me esquecerei quando uma menina que morava na minha república, sempre com roupinhas de marca e a única a ter um carro, ficou chorando as pitangas e deu um calote na gente alegando não tinha dinheiro para pagar dois aluguéis (ela já tinha arrumado outra casa mas não tinha colocado ninguém no lugar dela, uma falta de consideração com quem ficou, pois nós teríamos que pagar a parte dela em todas as contas. O aluguel era o preço de 2 blusinhas de grife dela. E a mãe dela concordava com o calote, dizia que a gente tinha que se virar pois elas não tinham condições de pagar essa despesa extra. Como assim? Fiquei chocada como as pessoas preferem gastar bem para manter um status fora da realidade financeira a ter um mínimo de responsabilidade com os outros.

    Com relação aos cosméticos, é um absurdo o preço cobrado aqui pelos importados, mas mais absurdo ainda é marca nacional vendendo aqui no Brasil mais caro do que a marca é vendida lá fora (oi Boticário!) pra tentar dar um status de luxo ao produto.

    Será que tem como passar o link ou o nome da dissertação para eu dar uma olhada? Fiquei curiosa para dar um lida nela.

Postagens recentes

Shampoo Kérastase – Qual o melhor?

Shampoo Kérastase - um produto para diferentes tipos de cabelos Pode até parecer chover no molhado, mas na lavagem de…

2 dias atrás

História das Calças Femininas

Há décadas atrás, os tecidos finos eram acessíveis apenas para mulheres ricas que poderiam comprá-los e mandá-los para as costureiras…

2 dias atrás

Como Escolher Corretamente O Tamanho e a Taça do Soutien?

Você sabia que 70% das mulheres usam o tamanho errado do soutien? Pois é, por isso vamos te explicar: Como Escolher…

2 dias atrás

MAC Velvet Mattes Batom Nova Coleção

Que aí ama um batom matte levanta a mão? Se você é como eu, não fica sem um batom, principalmente…

3 dias atrás

Wella le beige: O que é? Como funciona?

Wella le beige A maioria das garotas no Brasil nascem morenas e até mesmo aquelas que nascem loiras acabam ficando…

3 dias atrás

Como Decidir pelas Trancinhas no Cabelo Crespo

Como Decidir pelas Trancinhas no Cabelo Crespo A opção de mudar serve pra todas. Todo mundo já pensou em mudar…

3 dias atrás