O Poder do Não!

Dizem que o “sim” é uma palavra mágica, que abre portas, já que simboliza, em último plano, o “se permitir”, mas eu faço parte do time das que acha que o “NÃO”, assim em caixa alta, é que é poderoso, porque impor limites é fundamental para quem não deseja viver sobrecarregada e irritada.

Eu sempre tive MUITA dificuldade em dizer não para as pessoas que eu gosto, porque é da minha natureza ajudar no que for preciso, mas acontece que, volta e meia, as pessoas se aproveitam disso. Errada elas? Não, errado sou eu que permito que isso aconteça, porque a verdade é que a gente só é vítima de algo que a gente se permite ser.

Tenho uma amiga que é psicanalista e ela sempre me diz que se a gente permite algo, mesmo que esse algo nos faça mal, é porque esse algo nos preenche de alguma forma. Será carência? Medo de rejeição? Necessidade de ser aceita? É preciso pensar…

voce-sabe-dizer-nao

O grande problema de tudo isso é o desgaste, porque a gente acaba assumindo mais tarefas do que deveria, fazendo mais do que poderia e as pessoas começam a achar que temos a obrigação de ajudá-las, sem levar em conta as nossas necessidades, os nossos desejos e a nossa disponibilidade. Aí, o que era um prazer se transforma numa fonte de chateação e angústia.

Resolvi escrever sobre o assunto porque tenho certeza que muita gente passa por isso e também porque, com a proximidade do ano novo, e da consequente lista de resoluções (sim, sou dessas!), revi algumas atitudes minhas e decidi que mais vale dizer NÃO e ficar bem comigo mesmo do que dizer sim para agradar os outros.

Isso não significa deixar de ser solícita, pois, como expliquei, faz parte da minha natureza essa disponibilidade em ajudar, mas entendi que as minhas prioridades devem vir em primeiro lugar. Lógico, e que isso não é egoísmo, é bom senso.

O que eu noto é que as mulheres, no geral, são mais propensas a ter esse tipo de problema, talvez por fatores sociais e históricos. Além disso, somos as rainhas da culpa, e aí já viu, né? Mas é preciso entender que não se pode sentir-se culpada pois não há motivos para isso, já que dizer sim quando deveríamos dizer não é que é o problema, e não o contrário.

Uma coisa que acho interessante, para não dizer absurda, é que as pessoas se acostumam tanto com o nosso sim constante que ao menor sinal de negativa acham que estamos, praticamente, cometendo um crime. É, se dizemos “não”, somos egoístas.

Claro que o NÃO indiscriminado não é válido, porque, afinal, devemos avaliar a situação e ver se podemos, sem prejuízo para nós mesmas, ajudar. Além disso, a negativa deve sempre ser feita com cuidado, de forma educada e sem grosserias.

Não é fácil mudar de um dia para outro, mas é preciso dar o primeiro passo, com coisas pequenas, até que isso se perca o costume de dizer somente sim. O que eu sei, de verdade, é que vale a pena!

Beijos

Ju Lopes

O Poder do Não!
ESTA DICA FOI ÚTIL? VOTE AQUI

Kalina Amaro

Sou jornalista, blogueira, louca por cosméticos e chocolate. ? Escrevo sobre um pouco de tudo que for relacionado ao universo feminino.. mas você vai ver meus posts mais na categoria beleza. Se esta dica foi útil pra você VOTE no meu post clicando na entrelinha ☝ acima, tá? Faça seu comentário abaixo. Beijos lindonas ?

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.

error: O conteúdo está protegido por direitos autoriais.