Como Anda o Seu Intestino?

Quero muito falar de probióticos e prebióticos, para que todo mundo entenda direitinho, mas primeiro preciso explicar os motivos pelos quais  esses dois nomezinhos estranhos são tão importantes.

É fato que quando as paredes do intestino estão saudáveis os nutrientes que ingerimos através da alimentação são absorvidos facilmente e, além disso, as toxinas presentes por lá não penetram na corrente sanguínea. Já quando as paredes do intestino não estão saudáveis, em bom estado, há o favorecimento de doenças, já que a absorção de nutrientes não será feita de maneira eficaz e as toxinas presentes no bolo fecal acabam “caindo” na corrente sanguínea.

Tem-se, dessa forma, que o desequilíbrio da microbiota intestinal é imensamente maléfica, chegando a levar a produção de toxinas potencialmente cancerígenas, a não absorção completa dos nutrientes que o nosso organismo preciso, a inativação de determinadas enzimas e também, em muitos casos, a progressiva destruição da mucosa intestinal.

Além disso, quando há esse desequilíbrio, alguns metais pesados, por conta do comprometimento da permeabilidade, acabam caindo na corrente sanguínea, assim como várias outras toxinas, o que sobrecarrega o organismo e causa danos sérios.

intestino

Manter a microbiota intestinal “nos trinques” é essencial. Até aqui tudo entendido, né?

Mas o que causa o tal do desequilíbrio que é tão prejudicial?

Bom, são vários e diferentes fatores que podem levar a esse desequilíbrio, como a deficiência de fibras na dieta, o uso excessivo de antibióticos e até o estresse, dentre outros.

A má digestão também está relacionada a esse desequilíbrio, pois quando alguma partícula de algum alimento que consumimos não são bem digeridas, o sistema de defesa do organismo entende isso como “ataque”, o que significa a formação de anticorpos para se “defender” desse ataque. O problema é que, não se sabe o motivo, o organismo acaba fabricando anticorpos para combater os anticorpos que ele mesmo fabricou, o que pode levar ao surgimento de doenças autoimunes.

Como saber que há um desequilíbrio na microbiota intestinal?

Alguns sinais simples são fáceis de notar, como prisão de ventre ou diarreia frequente, cólicas abdominais e gazes, por exemplo.

Nesses casos, é preciso reequilibrar a flora intestinal, e é aí que entram os probióticos ou, mais claramente, os lactobacilos!

E o que são probióticos?

De acordo com a Organização Mundial de Saúde , probióticos  são “organismos vivos que, quando ingeridos em determinado número exercem efeitos benéficos para a saúde por sua ação no trato intestinal”.

Simplificando: os probióticos são suplementos alimentares que contêm micro-organismos (do bem) vivos que beneficiam a nossa saúde, já que melhoram a flora intestinal.

Mas que micro organismos são esses? São um grupo de bactérias chamadas de “bactérias ácido láticas”, como os lactobacilos e as  bifidobactérias, por  exemplo, que agem na fermentação do açúcar e produzem ácido lático. São muitos os tipos, mas, de modo geral, os mais conhecidos são  os lactobacillus casei, lactobacillus  acidophilus e lactobacillus bulgaricus.

No próximo post (AQUI) explico como agem os probióticos, o motivo pelos quais eles são tão benéficos e muitas coisitas mais, tá?

Beijos

Ju Lopes

Como Anda o Seu Intestino?
ESTA DICA FOI ÚTIL? VOTE AQUI

Kalina Amaro

Sou jornalista, blogueira, louca por cosméticos e chocolate. ? Escrevo sobre um pouco de tudo que for relacionado ao universo feminino.. mas você vai ver meus posts mais na categoria beleza. Se esta dica foi útil pra você VOTE no meu post clicando na entrelinha ☝ acima, tá? Faça seu comentário abaixo. Beijos lindonas ?

1 Comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.

error: O conteúdo está protegido por direitos autoriais.