Perdoar faz bem

Mães que perdem seus filhos vítimas de violência, mulheres estupradas, casais que sofrem com a infidelidade conjugal, idosos destratados pelos familiares. As pessoas vivem situações diversas que lhes trazem revolta, dor, rancor, tristeza e carregam dentro de si uma difíciil missão: perdoar quem lhe causou tanto mal.

Pensando no valor deste gesto tão sublime, foi criado o Dia do Perdão, comemorado todo dia 18 de setembro, uma ótima oportunidade para desculpar os erros cometidos pelo semelhante, uma atitude que enobrece aqueles que conseguem praticá-la, mesmo diante de uma situação aparentemente imperdoável.

A psicóloga Silvia Rocha afirma que a iniciativa faz bem à saúde. O perdão é uma atitude positiva e muito benéfica para a vida de quem o pratica. Quem consegue perdoar, passa a sentir alívio, a ter sensação de paz, como se um peso fosse retirado de si. Sobre os que carregam um sentimento de mágoa, a especialista explica que podem até ser vítimas de doenças. A mágoa é uma emoção e as pessoas podem adoecer por causa disso. A ciência comprova que é possível somatizá-la e isto afeta o organismo, fragiliza-o. Daí surgem doenças psicossomáticas, como diabetes, gastrites, hipertensão, cardiopatias, urticárias e câncer, explica.

Silvia Rocha dá um alerta aos que têm dificuldade em perdoar. Uma pessoa magoada acaba prejudicada em sua espontaneidade. Pode ficar prisioneira da amargura, tornando-se  melancólica, triste e vivenciando uma dor que afeta o psiquismo. O ato de perdoar não é esquecer, é não se vingar. O desejo de vingança acaba corroendo o interior, é autodestrutivo e impede uma trajetória de vida feliz.

Muitas pessoas não têm a mínima idéia da importância do perdão. Na verdade, alguns associam-se a algo corriqueiro que o tempo pode apagar. Portanto, perdoar é um dos atos básicos da fé. A mágoa alimenta a ira, o ódio e por isso, muitos morrem por causa dela. Perdoar, é duro, difícil mas é preciso sacrificar para quem quer ter uma vida saudável. O perdão liberta o peso da pessoa, traz saúde, vida. O importante é ficar livre de todo e qualquer sentimento produzido pela mágoa.

Temos o exemplo de Andreas, filho do casal Marísia e Manfred von Richthofe, assassinados em 2002 e ele declarou ter perdoado a irmã, Suzane pela participação na morte dos próprios pais em São Paulo. “Não só perdoei minha irmã, como continuo a amá-la”, disse Andreas, assustando muita gente.

Sabemos o tanto que é difícil perdoar e agora também sabemos o mal que nos poderá causar, por conta da falta de perdão. Então meninas, se vocês têm alguém seja da família ou não, que te machucaram, feriram, decepcionaram, não importa, perdoem! Pois  sua saúde está em primeiro lugar e já foi mais do que comprovado os males que a falta de perdão nos tras.

Beijos meninas.

Rogéria

Perdoar faz bem
ESTA DICA FOI ÚTIL? VOTE AQUI

Kalina Amaro

Sou jornalista, blogueira, louca por cosméticos e chocolate. ? Escrevo sobre um pouco de tudo que for relacionado ao universo feminino.. mas você vai ver meus posts mais na categoria beleza. Se esta dica foi útil pra você VOTE no meu post clicando na entrelinha ☝ acima, tá? Faça seu comentário abaixo. Beijos lindonas ?

1 Comment
  1. Rogéria!
    Devemos cultivar a arte do perdão nas mínimas atitudes. Algumas pessoas não o fazem por se acharem humilhadas ao perdoar ou ao pedir perdão. O mais importante é não guardar mágoas no coração.
    Cheirinhos
    Rudy

Leave a Reply

Your email address will not be published.