Problemas de baixa luminosidade

Vocês sabem o mal que a baixa luminosidade pode acarretar? Então, as populações que vivem nas regiões mais ao norte do planeta desenvolveram cérebros maiores e olhos mais largos para lidar melhor com invernos escuros e céus acizentado. Na verdade por morarem em lugares com menos luminosidade, o que ocorre nas regiões de latitudes mais elevadas, essas populações precisam de maiores áreas do cérebro voltadas para a capacidade visual.

Os cérebros precisam crescer para lidar com esta capacidade extra desenvolvida. Ter cérebros maiores não signfica que as pessoas que vivem em latitudes mais elevadas são mais inteligentes. Apenas que elas precisam de cérebros adequados para enxergar bem onde elas vivem.

Os pesquisadores compararam o volume das cavidades oculares e cerebrais com a latitude do ponto central do país de cada indivíduo, constatando que o tamanho tanto do cérebro quanto dos olhos estavam diretamente relacionada com a latitude do país de origem. Segundo os estudos, os maiores cérebros foram encontrados nas populações que viveram na Escandinávia e os menores, nos habitantes da Micronésia.

O esforço visual pode trazer alguns sintomas de desconforto, como dor de cabeça, dor nos globos oculares, ardor ocular, visão turva, etc, que no seu conjunto, os oftamologistas chamam de astenopia, mas que não trazem consequência para a saúde dos olhos e melhoram se tivermos o cuidado de fazer pequenas pausas durante o período de leitura ou usar óculos caso eles sejam necessários.

Antes da invenção da luz elétrica, as leituras noturnas e outros trabalhos eram feitos à luz de velas. Mas hoje com as diversas tecnologias, até os olhos passaram a serem exigentes. Quando o ambiente tem pouca luz, os olhos ajustam de várias maneiras. Primeiro os cones e bastonetes na retina começam a produzir produtos químicos mais sensíveis à luz. Esses produtos são os primeiro passo na detecção  da luz convertendo-a em um sinal elétrico e transmitindo esse sinal ao cérebro. Depois os músculos da íris, relaxam causando a abertura de seus olhos e a pupila fica muito grande. Isto permite que seus olhos coletem o máximo possível de luz.

Portanto, na hora de ler ou de fazer qualquer tipo de trabalho, cuidem dos seus olhos! Com pouca iluminação, seus olhos têm que trabalhar mais para separar as palavras das páginas, o que tensiona os seus músculos. Considere isto como um exercício extenuante para os músculos de seus olhos. Então os músculos irão doer, assim como os músculos de seu braço ou perna ficam doloridos após um exercício fatigante.

Se você se sente confortável lendo com uma lanterna ou com pouca luz e não sente os sintomas de astenopia, então está bom para você. Entretanto, seus olhos pedem uma boa iluminação para trabalharem sem muito esforço.

Gente, mas não vale à pena tanto esforço, vale? Vamos cuidar do que nos é mais precioso, os olhos!

Beijos

Problemas de baixa luminosidade
ESTA DICA FOI ÚTIL? VOTE AQUI

Kalina Amaro

Sou jornalista, blogueira, louca por cosméticos e chocolate. ? Escrevo sobre um pouco de tudo que for relacionado ao universo feminino.. mas você vai ver meus posts mais na categoria beleza. Se esta dica foi útil pra você VOTE no meu post clicando na entrelinha ☝ acima, tá? Faça seu comentário abaixo. Beijos lindonas ?

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.

error: O conteúdo está protegido por direitos autoriais.