Lipoescultura: Pra Esculpir o Corpo!

Não são poucas as mulheres que se sentem incomodadas com uma gordurinha aqui, outra ali, bem como com a falta de “volume” em algumas partes do corpo, como nas nádegas. Em casos como esse a lipoescultura pode vir a ser uma boa opção, já que remove as gordurinhas excedentes e, ao mesmo tempo, as coloca nos locais de pouco volume.

Mas o que é a lipoescultura, afinal?

A lipoescultura é uma técnica que combina a lipoaspiração tradicional com a chamada lipoenxertia. Na lipoaspiração remove-se a gordura excedente, e na lipoenxertia essa gordura “aspirada” será depositada em outra parte do corpo para preencher regiões com pouco volume e modelar o contorno corporal, com o intuito de deixar a silhueta mais harmônica.

Indicações

Qualquer pessoa pode fazer uma lipoescultura? Essa é uma pergunta que ronda a mente de muitas pessoas e a resposta é não por vários motivos.

Inicialmente, a lipoescultura é recomendada para pessoas que tenham gordura localizada, como a famosa “pochete” que não sai nem com muita dieta e ginástica, e, ao mesmo tempo, tenha regiões do corpo que necessitem de volume, volume esse que será preenchido com a gordura removida na lipoaspiração que antecede a lipoenxertia.

Como não é uma técnica emagrecedora, mas sim modeladora, não é indicada para pessoas que estejam muito acima do peso.

Contraindicações : Quem Não Pode Fazer!

Pessoas com doenças cardíacas, diabetes, hipertensão, anemia, alterações pulmonares e outras doenças não controladas não devem se submeter a esse tipo de cirurgia. No mais, pacientes com patologias emocionais graves ou que tenham alguma doença relacionada a “visão” do próprio corpo, como a anorexia, também não devem se submeter a essa cirurgia.

lipoescultura-fotos

Como É Feita a Lipoesculltura?

Inicialmente é infiltrada no corpo da paciente a chamada solução de Klein, que nada mais é do que uma mistura de soro fisiológico e adrenalina. Essa solução é infiltrada com o intuito de reduzir o sangramento e o trauma da cirurgia.

Feito isso, são introduzidas  através da pele as cânulas de lipoaspiração, que, ao chegar no tecido adiposo, aspiram a gordura excedente. Essas cânulas serão introduzidas em pontos específicos determinados pelo  cirurgião plástico, que os marcará no corpo do paciente.

Em Quais Partes do Corpo a Técnica pode ser Utilizada?

Via de regra, a lipoescultura pode ser feita em qualquer parte do corpo onde exista excesso de gordura, gordura localizada. Vale lembrar, contudo, que existem limites para a lipoaspiração/lipoescultura, pois o intuito da técnica é a remoção da gordura localizada e não o emagrecimento, como pensam algumas pessoas. O enxerto de gordura também pode ser feito em várias partes, como nádegas, face e mãos, por exemplo.

O limite de gordura a ser removida depende muito de cada  pessoa, do biótipo, da quantidade de gordura localizada, dentre outras coisas. Mas, existe um limite de quantidade de gordura a ser removida, que é de 7% do peso corporal na cirurgia com infusão da solução de Klein, e 5% quando a cirurgia é feita sem a solução.

É importante informar que quanto maior a quantidade de gordura retirada, maior será o trauma.

Quais Resultados Esperar?

A lipoescultura apresenta bons resultados na remodelação da silhueta, mas é especialmente melhor para a face, para as mãos e para os glúteos, que é, aliás, a região onde o enxerto é feito com maior frequência.

Já a lipoaspiração que antecede o enxerto não é indicada para regiões onde a pele está flácida, já que, após a remoção da gordura, vai “sobrar” pele, então, nesse caso, o ideal seria uma cirurgia que removesse  também a pele.

Qual Anestesia Utilizada?

O tipo de anestesia a ser utilizada depende da quantidade de gordura a ser removida e das regiões onde essa remoção será feita. Assim, ela pode ser geral, peridural ou local com sedação.

Em caso de anestesia geral, o paciente é intubado e utiliza aparelhos para ajudar na respiração.

E As Cicatrizes?

As cicatrizes dessa cirurgia ficam imperceptíveis com o passar por anos, pois é  bem pequena e, normalmente estão em pontos não visíveis do corpo.

Tratando a Gordura

Após a remoção da gordura, ela é “tratada” e em seguida enxertada nos locais pré-determinados através de seringas  finas.

Quem Pode Realizar Esse Tipo de Cirurgia?

Todos os médicos são legalmente autorizados a realizar a lipoescultura, mas o indicado, lógico, é que ela seja feita por um cirurgião plástico, que é quem tem treinamento e preparo específico para realizar o procedimento, vez que é especializado nisso.

lipoaspiração

Antes da Cirurgia: Cuidados Essenciais

Ao procurar um cirurgião plástico, verifique, inicialmente, se esse tipo de cirurgia serve para você, se com ela você vai alcançar os resultados almejados, para que não ocorram frustrações futuras. Isso acontece muito mais do que a gente imagina, porque a pessoa entra na sala de cirurgia achando que vai sair de lá com o corpo dos sonhos, e não é isso o que acontece. Ela corrige “imperfeições”, deixa o corpo mais harmônico, mas não transforma uma pessoa gorda em magra, por exemplo.

No mais, se informe com o médico sobre os riscos da cirurgia, o tipo de anestesia que será utilizada, como é o pré-operatório, como é o pós-operatório, como é a cicatrização e tudo o mais.

Eu, particularmente, aconselho que vocês pesquisem muito sobre o cirurgião e sobre o anestesista. Procurem referências, conversem com pessoas que já fizeram cirurgias com esses profissionais e veja como foi o antes, o durante e o depois.

O médico deve solicitar uma série de exames pra saber se está tudo bem com a pessoa, como está a função cardíaca, dentre outras coisas, e questionar sobre os remédios que o paciente costuma tomar.

Por exemplo, o ácido acetilsalicílico (AAS) não deve ser tomado antes da cirurgia porque interfere na coagulação do sangue, assim como o anticoncepcional e outros remédios que tenham potencial tromboembólico. Mesmo os fitoterápicos  consumidos devem ser informados ao médico, já que a castanha da índia, por exemplo, interfere no sangramento.

Os fumantes devem suspender o cigarro no mínimo 30 dias antes da cirurgia, sendo que o indicado é o prazo de dois meses. A dieta também deve sofrer alterações, e isso o médico precisa repassar para o paciente.

Quais Exames Necessários?

Já havia explicado que alguns exames são necessários antes da cirurgia, e agora vou falar um pouquinho sobre eles e a razão da necessidade de realiza-los.

Os exames básicos a serem solicitados são os laboratoriais para identificar possíveis infecções, anemias e outros problemas, como uma possível alteração na contagem das plaquetas, que dá pra ser visto no hemograma completo.

Um coagulograma também se faz necessário para avaliar a coagulação sanguínea do paciente  e identificar possíveis problemas relacionados.

Para avaliar a função renal são solicitadas as dosagens de ureia, creatinina, sódio e potássio, mas isso faz parte do “pacote” dos exames laboratoriais.

A depender da idade do paciente alguns outros exames podem ser solicitados, como a glicemia em jejum, urocultura, eletrocardiograma e exames complementares para avaliação da função cardíaca e pulmonar.

Após certa idade aconselha-se solicitar glicemia de jejum para avaliar se a paciente é portadora de diabetes. Em alguns casos pode ser necessária a solicitação de exame comum de urina com urocultura, com o qual é possível diagnosticar uma infecção urinária.

Esses exames citados acima são os gerais, mais, dependendo da cirurgia, existem exames específicos.  Para a lipoescultura são  solicitados exames como a ecografia abdominal total, para verificar se existe algum tipo de patologia na região, como hérnias, cálculos biliares e outras doenças.

O Pós-Operatório

Via de regra, após 24 horas do procedimento cirúrgico o paciente pode ir para casa, assim, não há a necessidade de internação hospitalar. Falando nisso, a cirurgia deve ser feita em ambiente hospitalar que tenha acesso a UTI.

Nas primeiras 24 horas após a cirurgia, a dor é bastante incômoda, e ela persiste por, em média, 72 horas. Para melhorar a dor, evitar infecções e outros possíveis problemas, são receitados analgésicos e antibióticos específicos.

Em muitos casos são receitados, ainda, medicações anticoagulantes para evitar quadros de tromboembolismo.

O corpo fica inchado e roxo devido ao acúmulo de sangue no tecido subcutâneo. A movimentação, por causa da dor, também fica prejudicada e o paciente vai precisar de auxílio em vários momentos.

Esse inchaço começa a reduzir aos poucos, assim como as manchas roxas, e ao final do 1º mês eles tendem a desaparecer.

A cinta pós-operatória, via de regra, é colocada no paciente logo após a cirurgia, mas não são todos os médicos que recomendam o seu uso. Contudo, é  fato que a cinta modeladora ajuda a reposicionar e também comprimir o tecido que foi descolado com a lipoaspiração.

A cinta deverá ser usada dia e noite por, no mínimo, 30 dias, sendo retirada somente na hora do banho.

Nos primeiros dias as atividades são bem limitadas, mas, aos poucos, caminhadas podem ser inseridas, de forma progressiva e leve. Mas, a atividade física mesmo será liberada somente após o final do primeiro mês de cirurgia ou a critério médico, dependendo da “resposta” do organismo do paciente.

a-lipoaspiracao-pode-matar-foto

Quais São Os Riscos Dessa Cirurgia?

A lipoescultura é uma cirurgia e, como tal, está sujeita aos riscos inerentes as demais cirurgias, e por isso é tão importante procurar um bom profissional, seguir todas as recomendações médicas, fazer todos os exames necessários e realizar a cirurgia em ambiente hospitalar.

As complicações mais comuns são os inchaços, mas podem ocorrer infecções, necrose, abcesso e embolia pulmonar, por exemplo. Além disso, podem surgir deformidades na pele ou irregularidades, como depressões e ondulações.

Tenho várias amigas que já fizeram essa cirurgia, e eu já fiz, e o conselho que eu dou é: drenagem linfática todos os dias! No início vai doer, mas é isso que vai ajudar a drenar os líquidos e não deixar depressões e aquelas “bolinhas” duras muita gente acaba apresentando na barriga. A partir da segunda semana, fazia drenagem e modeladora, e sentia muita dor, mas não fiquei com nenhuma ondulação, nenhuma irregularidade na pele, ao contrário de várias pessoas que conheço. Já vi gente com a barriga torta, acreditam? Isso pode acontecer!

Drenagem Linfática

A drenagem linfática é o tratamento mais indicado após esse tipo de cirurgia, pois ela vai ajudar a drenar o líquido acumulado, a reduzir o inchaço, a aliviar a dor e a ativar a circulação sanguínea. Mas, uma coisa importante, é que é a drenagem que vai ajudar a dar “forma” ao corpo, porque ela evita, de certa forma, que se formem irregularidades, ondulações e as bolinhas duras e doloridas, que deformam o corpo e são conhecidas como fibroses.

A princípio, como a região estará sensível, vai doer, mesmo sendo uma técnica leve, mas não deixem de fazer, pois o resultado final depende, também, da drenagem.

Quanto aos resultados, eles tendem a aparecer a partir do final do primeiro mês após a cirurgia, mas somente lá pelo sexto mês é que o corpo fica com o contorno definitivo.

Dicas Extras

  •  Se você tem muito peso excedente, emagreça antes da cirurgia, assim os resultados serão muito melhores.
  • É comum que, após a cirurgia, você se sinta mais “gorda” do que antes, porque todo o seu corpo estará inchado, então tenha paciência e aguarde o corpo desinchar.
  • Não se precipite e siga TODAS as recomendações médicas, mesmo que você ache que seja desnecessário ou que já consegue fazer isso ou aquilo.
  • Tenha duas cintas, pelo menos, porque você vai precisar usá-las dia e noite durante, pelo menos, 30 dias, removendo apenas para o banho.
  • Tenha alguém para te ajudar no pós-operatório, já que seus movimentos serão limitados e podem surgir problemas.
  • Não faça a cirurgia no verão! Seu corpo vai doer, tudo estará inchado e a cinta vai apertar, se, associado a isso, a temperatura estiver alta, você vai sofrer o dobro!
  • Verifique se o cirurgião tem registro no Conselho Federal de Medicina e se é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • A unidade hospitalar deve ser preparada para receber cirurgias de médio porte e ter acesso a UTI.
  • Verifique as referências do cirurgião. Pesquise, consulte, converse com pessoas que fizeram a cirurgia com ele. Nesses casos, referência é muito importante!

Beijos

Ju Lopes

Lipoescultura: Pra Esculpir o Corpo!
ESTA DICA FOI ÚTIL? VOTE AQUI

Kalina Amaro

Sou jornalista, blogueira, louca por cosméticos e chocolate. ? Escrevo sobre um pouco de tudo que for relacionado ao universo feminino.. mas você vai ver meus posts mais na categoria beleza. Se esta dica foi útil pra você VOTE no meu post clicando na entrelinha ☝ acima, tá? Faça seu comentário abaixo. Beijos lindonas ?

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.

error: O conteúdo está protegido por direitos autoriais.