O Peso Da Fama

Essa semana li em uma revista a declaração da mãe da Ana Paula Arósio, sobre o “sumiço da filha”.

A Ana Paula, que é absurdamente linda, está reclusa, não aceita trabalhos e rescindiu seu contrato com a Rede Globo.

Diante disso, começaram as especulações: o que faz Ana Paula? Porque ela não quer trabalhar? Será culpa do marido? Porque ela está vendendo os bens?

A mim não interessa o que ela faz ou deixa de fazer, se abordei esse assunto é porque  a questão psicológica e subjetiva da fama me desperta curiosidade, porque eu, sinceramente, não sei como alguém consegue passar a vida em frente dos holofotes e não surtar. É preciso, mesmo, muita estrutura psicológica.

Quem está de fora só pensa na parte boa: reconhecimento, capa de revista, fotos, viagens, sucesso, dinheiro… Mas e a parte ruim?

Eu não tenho a menor noção do que é ter a obrigação de ser educada o tempo todo, de ser linda o tempo todo, de ser forte o tempo todo, de ter todos os meus erros e fracassos nas capas das revistas, e de ver um mundo de gente que eu não conheço  e que não me conhece, me julgar pelos meus atos.

Isso deve ser um inferno… Alguém já imaginou o que é ver um homem, que por sinal era seu noivo, se suicidar, por ciúme, na sua frente e ver isso ser transformado em circo pela mídia?

 Alguém já imaginou, por um segundo sequer, o peso da obrigação de ser perfeita? A declaração da mãe da Ana Paula é de que ela estava gordinha, com espinhas no rosto e “desleixada”.

Quem nunca ficou, uma vez nada vida, gordinha, com espinhas e desleixada? Qual é o problema disso? Genteee… Ela tem esse direito e não pode ser julgada por isso, porque é um absurdo essa cobrança…

Alguém aqui sabe o penitencia que deve ser viver de dieta desde os 13 anos de idade? Alguém já imaginou o que é ser cobrada por cada quilinho a mais e ver isso exposto pra todo um país como se isso fosse da conta de alguém?

Alguém já parou pra pensar o quanto tudo isso fragiliza, desestabiliza e abala um ser humano?

Eu não vejo nada demais em ficar reclusa por um tempo, ou por toda a vida até, se essa é a sua vontade.

Eu acho, no caso da Ana Paula, de uma lucidez absurda ela ter se afastado de tudo e ter se dado a liberdade de fazer o que tem vontade, comer o que quiser e viver do jeito que quer.

Além de tudo, acho admirável a atitude da Ana Paula, porque  em um mundo onde as pessoas, viciadas na fama,  fazem os maiores absurdos para aparecer, uma outra, que é famosa desde sempre, abrir mão de tudo isso para ir viver a sua vidinha em uma cidadezinha tranquila, longe dos aplausos e holofotes,  merece aplausos e respeito.

Beijos

Ju

O Peso Da Fama
ESTA DICA FOI ÚTIL? VOTE AQUI

Kalina Amaro

Sou jornalista, blogueira, louca por cosméticos e chocolate. ? Escrevo sobre um pouco de tudo que for relacionado ao universo feminino.. mas você vai ver meus posts mais na categoria beleza. Se esta dica foi útil pra você VOTE no meu post clicando na entrelinha ☝ acima, tá? Faça seu comentário abaixo. Beijos lindonas ?

9 Comments
  1. Ju, pra mim, a verdade sobre o desequilíbrio da Ana Paula Arósio sempre teve a ver com o fato de ela não ter conseguido superar o suicídio do noivo na sua frente. Imagina você ver o homem que amava e iria se casar acertar um tiro na boca? Sei lá, não sou psicóloga, mas imagino ser uma dor sem tamanho…

    Adorei seu texto!
    Beijinhos!

  2. Cheguei a ficar emocionada com esse post, e sempre pensei assim e concordo com tudinho que você escreveu. Tanta gente ridícula mostrando a bunda e o peito por aí pra ser famosa, e ela querendo ser normal; hoje em dia essa atitude merece todo respeito do mundo. Ninguém merece ser perfeita o tempo todo, ser linda, ser educada, inteligente e magra o tempo todo. Isso não significa felicidade, e sim viver de aparências. Gente que só sorri o tempo todo e nunca está chateada com nada na vida, sem problema nenhum, pra mim tem outro nome: falsidade. Beijos Juuu, adoro seus posts!!

  3. eu concordo plenamente! Acho ela equilibrada. Quantas por vaidade vivem sob holofotes,e permanecem assim só por 15 minutos de fama. E ela deve ser hiper cobrada. Até pela mãe dela que a tratou a vida toda como bonequinha de luxo .Amei o texto Amei

  4. Concordo plenamente… deve ser uma loucura mesmo vc não ter o direito de ficar de STPM, mais acredito que o ser humano possa se recuperar de qualquer trauma… quando chegar a hora dela.

  5. Adorei seu comentário sobre Ana Paula Arósio,Não gostaria de ter a vida dos famosos. É uma fama que vira uma prisão, todos os os lugares que vc vai, tem alguém te fotografando. Tem paparazo que aluga ate imóvel em frente ao seu, só para vigiar seu cotidiano.Sua vida amorosa e familiar é sempre muito exposta,por mais que vc tente se privar. Ela tem direito de dar o rumo que bem entender a sua vida, e a mídia e os fãs a obrigação de respeitar. Adoro suas opinões, sobre assuntos gerais. Bjos

  6. Alessandra Morais disse:

    Eu também não vejo nada de mal em querer ficar sozinha,as vezes precisamos ficar mesmo recluso.
    Só que dizem que o problema mesmo é que ela não visita nem a mãe e nem o pai que está doente, a mãe dela está muito preocupada com esse sumiço dela, ela não da nenhuma satisfação, dizem que desde de que se casou as atitudes dela mudaram muito.

    Só que eu acredito que ela só quer um tempo para ela mesma e para a vida de casado, bem longe da fama.

  7. Amei o post…quantos de nós, mesmo não famoso, já não teve vontade de fazer isso? De ficar anonimo, de viver de um jeito diferente, de recomeçar, ver tudo sob um outro prisma, o motivo só cada um de nós é quem sabe, assim com a Ana, a quem admiro desde que vi no programa da Hebe quando tinha 13 anos.

    Bjs,

  8. Diana Santana disse:

    Nossa agora que eu percebi, e a gente só olha o lado bom da fama e esqueçe do mais importante: a paz e a liberdade.

  9. Falou e disse, Siansa!!! Na hora de fofocar, todo mundo se acha na razão e prega moral de cueca… mas, de fato, ninguém sabe o peso que os seus sapatos carregam. Ainda mais sendo uma pessoa pública. Eu jamais conseguiria…morando em uma cidade relativamente pequena e exercendo uma profissão já me sinto por vezes invadida…imagina como se sentem aquelas pessoas que estampam os meios de comunicação. Ela foi é de uma coragem absurda. Palmas pra ela que teve lucidez, força e presença de espírito pra perceber o que estava passando e compreender que tudo é uma questão de escolha.

    Beijos, saudades de conversar contigo!! Ainda estou colocando em dia minha leitura das férias…eu andava em dívida com o blog ;*

Leave a Reply

Your email address will not be published.

error: O conteúdo está protegido por direitos autoriais.