Como diagnosticar, tratar e prevenir pedras nos rins?

Cálculo urinário, cálculo renal, pedra do rim. Esses três nomes dão fama a uma das doenças mais complicadas que existe hoje em dia. Só de ler ou falar no assunto, tem gente que já sente uma dorzinha no rim. E não é para menos: uma pesquisa afirma que 5 a cada 100 brasileiros sofrem com ela. Dor para ao urinar, dor para sentar, dor para deitar, dor para qualquer ação que você fizer. As pedrinhas no rim, quanto antes forem descobertas, mais fáceis serão abolidas. Mas, nem sempre é fácil descobrir que elas estão no seu organismo.

Antes de tudo, é preciso saber que cálculo é o nome dado pelos médicos e pedras é o nome comum desta doença. Elas se formam no organismo de homens e mulheres, sem idade específica e nem local onde se vive. A grande causa é o estilo de vida que se leva. Por exemplo: não tomar dois litros de água por dia, não fazer exercícios físicos e não deixar o sal de lado na hora das refeições, são formas das pedras se desenvolverem no seu corpo.

Outras causas são: excesso de carne vermelha na alimentação, muita fritura, quadro de infecção urinária crônica, muitos medicamentos ingeridos ou diabetes. Essas situações também podem ser causadoras das pedras nos rins. E aqui entra outra questão: essas pedrinhas podem se formar não só nos rins, mas como na bexiga e em tudo que atinge o sistema urinário e digestivo.

O problema maior é que, na maioria dos casos, as pedras nos rins não são diagnosticadas no começo da doença. Isso porque o cálculo renal não demonstra tantos sintomas como outras doenças. Quando você for ao banheiro e sentir muita dor ao urinar, pode ser o seu organismo tentando colocar as pedras para fora do corpo. Mas, aí, elas já são maiores e podem ser muitas.

pedras-rins

Os exames como raio-x, ultrassom e tomografia detectam quantas são e pode começar o tratamento. É importante procurar um médico para analisar a situação e também investigar se existe outras doenças relacionadas às pedras nos rins. Depois de detectadas, é hora de fazer um tratamento, que pode variar de acordo com cada paciente. Pode ser por medicamentos e também por cirurgia, que é a técnica mais utilizada hoje na medicina. Um aparelho explode as pedras e as deixa divididas em partículas, que saem do corpo através do xixi, de forma menos dolorida e mais fácil. Não precisa de cortes na maioria das vezes e você volta para casa no mesmo dia do procedimento.

Caso você não trate e retire as pedras do seu rim ou da sua bexiga, a dor vai aumentar e vai chegar um momento que não haverá mais como deitar, sentar, fazer xixi e assim vai. Outro detalhe bem importante é que os cálculos renais podem destruir o seu rim ou qualquer outro órgão em que estejam alojados, além de formarem infecções pelo seu corpo, já que são visto pelo organismo como estranhos.

Se você quer evitar este problema, comece hoje mesmo a melhor forma de prevenção: tome muita água, sucos naturais de melancia, abacaxi, laranja ou melão. Além disso, diminua o sal e não inclua carne vermelha todos os dias da sua semana.

Como diagnosticar, tratar e prevenir pedras nos rins?
ESTA DICA FOI ÚTIL? VOTE AQUI

Kika @blogdakika

Kika - Sou blogueira há 10 anos, dedico a vida a produção de conteúdos sobre beleza e cabelos. Amo, amo, o que faço, por isso... com muito amor <3 compartilho dicas no PatricinhaEsperta e CabelosLoiros. Insta: @blogdakika E-mail: kika@patricinhaesperta.com.br Lindona, se gostou, clica na estrelinha acima e vote ;-) Compartilhe com suas amigas. Beijos no coração.

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.

error: O conteúdo está protegido por direitos autoriais.