Conheça 7 mitos e verdades sobre a depilação com cera!

Uma das prioridades do verão é estar com as pernas, virilhas e axilas lisinhas, sem pelos! E não é para menos: biquíni ali, shortinho aqui e regatas acolá. E nada mais chato que ter os pelos compridinhos, né? E umas das técnicas mais conhecidas é a depilação com cera quente. Serve para pernas, axilas, buço e virilhas e sempre foi, entre nós mulheres, uma das preferidas maneiras para depilar.

Por outro lado, a depilação com cera quente tem, sim, efeitos negativos na pele: ela pode manchar e precisa de cuidados especiais, justamente porque consegue arrancar os fios pela raiz e deixar a pele fragilizada. Por isso, confira 7 mitos e verdades sobre a depilação com cera quente e saiba como cuidar direitinho da pele para tudo ficar conforme o planejado!

1 – A cera pode ser reutilizada
Mito – É perigoso usar a cera quente mais de uma vez para depilar. Mesmo sendo na mesma mulher, especialistas não recomendam a reutilização da cera na depilação. E isso também vale para o palito de aplicação, as luvas e o lençol. Caso contrário, você poderá ter graves problemas de saúde como infecção e proliferação das bactérias presentes na pele, além do surgimento de doenças graves como o HPV.

2 – A técnica deixa a pele irritada e sensível
Verdade – A depilação pode agredir a primeira camada de pele e pode provocar uma vermelhidão ou inchaço horas depois da depilação. Isso porque o calor provoca uma tração feita contra a pele na hora de tirar a camada de cera. Isso resulta em um processo inflamatório. E a cera se for muito quente, pode provocar até queimaduras. Então, cuidado para não aumentar muito a temperatura!

3 – Cera quente deixa a pele manchada
Verdade – Se a cera for puxada com muita força, pode agredir muito a pele que, como forma de autodefesa, produz mais melanina. O que resulta em manchas mais escuras nas regiões depiladas.

4 – Dá para depilar sobrancelha e buço
Verdade – As regiões podem, sim, ser depiladas com cera quente. E antes que você venha pensar que isso pode causar flacidez, atenção: a técnica não deixa a pele flácida. A flacidez facial é resultado do enfraquecimento das fibras de colágeno e elastina e não pelos puxões da cera.

5 – Dura mais que a lâmina
Verdade – A técnica de remoção com cera dura mais que a lâmina. Apesar de ser mais dolorida, vale a pena porque tira o fio direto da raiz e dura mais tempo. Em média, duas a três semanas. Já a lâmina apenas corta o fio e dura entre 3 dias e uma semana.

6 – Causa varizes
Mito – A cera quente não é a causadora de varizes, que são de origem genética, só aparece pela incapacidade da veia de manter o fluxo sanguíneo contínuo. No entanto, quem tem tendência a ter vasinhos, deve sim evitar a cera quente porque o calor piora o quadro e deixa a pele mais sensível.

7 – A cera quente encrava os pelos
Verdade – Isso pode acontecer, sim! Os fios encravam porque ficam mais fracos e não conseguem romper a pele para crescer. Para isso não acontecer, a dica é fazer uma esfoliação semanal na região e um dia antes da depilação.

Produtos para Cabelos Em Oferta. Progressivas 20% OFF!
CONFIRA

SEJA LEITORA VIP

Descontos em lojas, E-books Gratuitos e Muito Mais
enviar