Ácidos Que Clareiam a Pele

Hoje de manhã a Laís, lá do Tocantins, me falou que estava com umas manchinhas  e que queria saber o que usar.

Lógico que só um dermatologista pode, após avaliar a sua pele, receitar o produto correto, com o ativo mais efetivo par ao seu tipo de mancha.

Mas também é lógico que a gente precisa conhecer quais os ativos rescritos, certo?

Tem gente que acha besteira porque, afinal, só o dermato sabe, mas eu acho FUNDAMENTAL!

Pesquiso mesmo, chego na consulta já com tudo na cabeça, questiono cada ativo, pergunto porque o ativo A e não o ativo B…Ou seja, eu sou tudo aquilo que nenhum médico quer ter como paciente e acho isso ótimo!

Foto: Reprodução

Nesse post vou falar dos clareadores mais famosos e no próximo falo de outros princípios ativos  que ajudam a clarear a pele, inclusive de ativos lançados recentemente.

A hidroquinona, em bora não seja bem tolerada por uma parcela grande de pessoas,  é um dos ativos mais indicados para tratar manchas, já que é bastante eficaz.

Sua ação é lenta e os resultados começam a surgir, em média, após dois meses de uso contínuo.

O ácido fítico é um excelente antioxidante que vem sendo largamente utilizado como clareador, sobretudo de manchas solares, senis e hipercrônicas (melasmas ou cloasmas).

O ácido mandélico (já usei e adoro!) tem função esfoliante, atuando na aceleração da “troca” de pele, e ação clareadora, eliminando o excesso de melanina espalahada na superfície da pele.

É um ácido muito bom, ainda, para reduzir o tamanho dos poros (usei por esse motivo e adorei!).

O ácido azeláico, que já usei e comentei por aqui ( Azelan),  também funciona como clareador, sobretudo mas manchinhas de sol e das sardas.

O ácido Kójico auxilia bastante no clareamento das manchas, com o benefício de não ser fotossensível, o que é um benefício enorme quando se trata, por exemplo, de uma pessoa que more no Nordeste (eu!), onde o sol não dá trégua.

Beijos

Ju

julianalopes@patricinhaesperta.com.br

Deixe seu comentário