A beleza brasileira

Sobre Kalina Amaro

Kalina Amaro - É jornalista, blogueira, louca por cosméticos e compras. Dedica a sua vida à produção de conteúdos sobre cabelos e beleza.

Visite Minha Página
VER + DICAS

Kalina Amaro: kalina@patricinhaesperta.com.br

Anunciar: anuncie@mulhernetwork.com.br

Administrativo: natielileal@mulhernetwork.com.br

Blogueira: contato@mulhernetwork.com.br

Ou ligue

019 – 41413709

A Beleza Brasileira

arrow
Beleza Brasileira

A beleza brasileira - Créditos imagem "Instagram @taisdeverdade"

A beleza brasileira é admirada no mundo todo. As top models daqui estão nos mais glamourosos desfiles de todas as semanas de moda do mundo. Mas nem sempre foi assim, ao longo do tempo os padrões considerados ícones de beleza mudaram muito.

Black November Ofertas Clique.Aqui

No exterior, a típica beleza brasileira é a mulata e mulheres com corpos exuberantes, sensuais e eróticas, a típica mulher mostrada no carnaval carioca.

No entanto, este esteriótipo não representa toda a beleza brasileira, já que o nosso pais é tão grande e teve a influência da imigração de diferentes países e etnias.

Exemplos de padrão da mulher brasileira são a Luiza Brunet, Juliana Paes e Taís Araújo. E para atingir este patamar o jeito é apelar para a cirurgia plástica. O Brasil é um dos países que mais realiza este tipo de cirurgia. Nas regiões de praia a incidência de cirurgias para aperfeiçoar o corpo é muito maior.

Com a mudança de alguns hábitos, o padrão da beleza brasileira vem sofrendo algumas alterações. A moda do implante de silicone, da vida na academia e da alimentação saudável, faz com que o padrão da brasileira se transforme. A cintura fina e os quadris largos dão lugar aos seios fartos e barrigas tanquinho.

A mudança no padrão de beleza feminino ao longo do tempo

Se você já viu fotos da sua mãe, tia, avó, há algum tempo atrás, deve ter visto coisas bizarras e de morrer de rir. Mas é bom lembrar que aquilo que era bonito no passado, hoje pode ser considerado horrível, mas logo logo pode voltar a ser moda. Então cuidado com as risadas!

Então é importante dar uma olhada nas mudanças que os padrões de beleza sofreram ao longo do tempo. Vamos começar pelo tempos bem antigos:

  • No Egito antigo, na época de 1292 a.C até 1069 a.C., as mulheres, para serem consideradas bonitas precisavam ser altas, ter cabelos longos, rostos simétricos uma cintura fina e ombros estreitos.
  • Já na Grécia antiga, em meados de 500 a.C., a pele deveria ser branca, seios fartos, coxas grossas e cintura larga.
  • Na China dos anos 200 a.C., as mulheres deveriam ter olhos grandes, pés pequenos, cintura fina, cabelo longo e escuro, dentes brancos e pele muito pálida.
  • A Renascença italiana (1400 a 1700), a sociedade buscava um corpo arredondado, com quadris largos e seios grandes, além de pele branca, cabelo loiro e testa grande.
  • Na era vitoriana, entre 1837 a 1901, as mulheres eram obrigadas a usarem corsets muito apertados para afinar a cintura. O cabelo longo era sinônimo de feminilidade.

O visual andrógino, no qual a mulher tinha seios pequeno e cabelo curto é o que se considerava o padrão de beleza para década de 20.

Nas décadas de 45 e 50, o auge eram os corpos exuberantes e curvilíneos de Elisabeth Taylor e Marilyn Monroe.

A partir dos anos 60 o padrão de beleza considerado ideal eram mulheres extremamente magras, foi quando surgiu a modelo Twiggy que exalta a beleza magérrima. A modelo trouxe a tona o corpo adolescente, pregados pelas revistas femininos como sendo o ideal de beleza e duramente buscado pelas mulheres da época.

A era Gisele Bündchen

arrow
beleza brasileira

A beleza brasileira - Créditos imagem "Instagram @gisele"

Os padrões do anos 90 eram a mulher cabide, mulheres magérrimas e sem curvas eram ostentadas nas passarelas da moda mundial. A mulher brasileira definitivamente não fazia parte do padrão de beleza mundial, e o ideal de beleza eram as francesas, cheia de ossos aparecendo e suas pernas finas, com os braços esquálidos percorrendo seus corpos.

Eis que surge Gisele, a gaúcha de Horizontina-RS, que conquistou o mundo da moda com sua espontaneidade e bumbum arredondado. Gisele foi uma marco e transformou o mundo e o padrão de beleza e transformou-se na moda mais requisitada pelo mundo da moda.

A beleza brasileira começou a despontar nas passarelas internacionais e diversas modelos brasileiras pegam carona no ditos de Gisele Bündchen. O Brasil fica em evidência e passamos a ser consideradas as mulheres mais bonitas do mundo.

Tipos de corpos femininos

Embora não se pense em regras e que a sua escolha deve ser sempre baseada no que te faz sentir bem e melhor, podemos dar algumas sugestões para que você não perca tanto tempo escolhendo a roupa que lhe ficará melhor:

Corpo formato ampulheta

É o corpo em que os ombros e o quadril tem o mesmo tamanho e com uma cinturinha fina. O que fica super bem no seu estilo são os cintos e faixas para marcar bem a cintura, que é seu maior trunfo. Um boa dica é dar preferência a blusas estampadas e calças lisas. Já para saias e vestidos opte pelos modelos godê e evasê.

Corpo formato triangular

Os quadris são mais largos que os ombros e a cintura. Procure por looks que equilibrem sua silhueta, adicionando volume em cima e reduzindo volume embaixo. Combine calças mais escuras com blusas claras ou estampadas. Os colares lhe caem super bem e não esqueça de marcar a cintura.

Corpo formato retangular

Ombros, cintura e quadril com praticamente o mesmo tamanho. A dica aqui é riar forma e não chamar atenção para a cintura, use mão de recortes, cintos e faixas. Abuse do decotes e colares, eles irão chamar atenção para a região do colo e você vai ficar ainda mais bonita. Procure por saias evasês, godês e bolsos volumosos. Calsas estampadas irão ficar maravilhosas!

Corpo formato oval

A região da cintura é maior ou alinhada com o quadril. A silhueta oval é muito comum em mulheres que estão um pouquinho acima do peso e o acumulo de gordura fica na região da barriguinha. Valorize o que você tem de mais bonito, pode ser as pernas, o colo e os braços. Abuse das saias rodadas elas disfarçar o que você não gosta e super valorizar aquilo que você tem de melhor. Na hora de usar uma calça mais justa, opte por blusinhas mais larguinhas.

Corpo formato Triângulo invertido

Ombros mais largos do que a cintura e o quadril. A dica aqui é usar mais volume na parte de baixo, use estampas e muitas cores em calças e saias. Já na parte de cima escolha tons mais escuros.

Muito embora a liberdade feminina venha ganhando força com os movimentos feministas e de empoderamento da mulher, muitas ainda são reféns dos padrões de beleza. Com isso, surgem muitas doenças, compulsões e outros problemas que arruínam a vida de muitas de nós.

O que eu acho importante destacar aqui, é que a moda vem em ciclos, inclusive quando estamos falando do biotipo, então nem mesmo a Gisele vai ser o padrão ideal para sempre. Cada época vai destacar um tipo diferente.

Não adianta ficar chorando ou deixar de fazer alguma coisa porque estamos um pouco acima do peso, ou não temos o tipo ideal. Temos que buscar as informações certas e abusar daquilo que temos de melhor.

Não importa se você é baixinha, use outros atributos pra se destacar, se o cabelo bonito ou a cintura é fininha, todo mundo tem pontos fortes e pontos fracos. O que temos que ter é inteligência para valorizar o que temos de especial.

Não fique ai parada, aproveite essas dicas e vai pra rua curtir a vida!!!

Black November Ofertas Clique.Aqui

Sobre Kalina Amaro

Kalina Amaro - É jornalista, blogueira, louca por cosméticos e compras. Dedica a sua vida à produção de conteúdos sobre cabelos e beleza.

Visite Minha Página
VER + DICAS

Kalina Amaro: kalina@patricinhaesperta.com.br

Anunciar: anuncie@mulhernetwork.com.br

Administrativo: natielileal@mulhernetwork.com.br

Blogueira: contato@mulhernetwork.com.br

Ou ligue

019 – 41413709

Saiba Mais

#QUEROMUITO

A NOSSA LOJA ONLINE
 Oferta de 30% Progressivas
QUEROMUITO