Como evitar micose de praia no couro cabeludo?

O que é micose de praia?

micose de praia

Como evitar micose de praia no couro cabeludo?

Também conhecida como “pano branco”, não necessariamente pode ser sido pega na praia. O fungo causador da doença habita a pele de todas as pessoas e, em algumas delas, é capaz de se desenvolver provocando as manchas. Normalmente percebe-se a doença poucos dias após a exposição ao sol, porque nas áreas afetadas pela micose de praia, a pele não fica bronzeada.

Por isso a crença de que pegou a micose de praia ou piscina. Na verdade, o sol apenas mostrou aonde estava a micose.

Como pega micose de praia no cabelo?

Micose é o nome mais popular para denominar as infecções causadas por fungos. Existem fungos de variadas espécies e tipos que causam infecções em diversas partes do corpo, e sendo assim, recebem um determinado nome de acordo com a localização aonde aparecem. Os fungos estão presentes em vários tipos de ambientes, incluindo o organismo humano, no entanto, por estarem localizados sobre as células mortas não costumam causar problemas.

O tipo de fungo mais frequente que afeta a o couro cabeludo é a tinha. Pode aparecer em pessoas de todas as idades e provocam queda dos fios na área afetada, acompanhada de descamação, vermelhidão e prurido. Pode ser contraída de outra pessoa ou de animais domésticos. Esse tipo de micose pode acometer a região da virilha ou entre os dedos, dos pés ou mãos.

As micoses do couro cabeludo, micoses da haste capilar, podem ser passados de pessoa para pessoa devido ao uso compartilhado de utensílios para cabelos, como pente, tesoura, escova, tiaras, toalha e outros itens pessoais. As micoses também podem aparecer por uma queda da imunidade das pessoas.

Micose é uma doença de pele e pode atingir unhas, couro cabeludo e os olhos. Podem ser superficiais, quando atingem apenas a camada externa da pele, ou profundas, quando os fungos se disseminam pela corrente sanguínea.

Como tratar a micose de praia no cabelo?

Para cada tipo de micose existe um tratamento específico. E mesmo a micose de praia podem ter fungos diferentes envolvidos. Por isso você deve procurar um dermatologista que indicará o tratamento correto para o seu caso.

O tratamento normalmente envolve o uso de hidratantes específicos e cremes ou pomadas locais com corticosteroides. Mas também existem tratamentos com medicamentos antifúngicos e antimicóticos, assim como xampus especiais quando a micose acomete o couro cabeludo. Além disso protetores solares para cabelos são muito importantes para se ter um tratamento de sucesso.

Micose de praia passa em outras pessoas?

Sim, ela é contagiosa, principalmente se compartilhar itens pessoais como pente, escova, roupas, toalhas e etc.

Quando é preciso ir ao médico por conta da micose de praia?

micose de praia

Como evitar micose de praia no couro cabeludo?

Apesar de existirem tratamentos caseiros para micose de praia, muitas vezes o indicado para uma micose pode não ser indicado para outra, já que podem estar infectadas com diferentes tipos de fungos, e se o tratamento não for extenso, você combate mas não mata o fungo, e a micose pode retornar.

Somente os médicos, principalmente o dermatologista, com ou sem a ajuda de uma biópsia da lesão, é capaz de indicar qual o tratamento adequado e dar as orientações adequadas para que não contamine outras pessoas, até mesmo familiares.

Os tratamentos normalmente são longos e você precisará de orientação para que não se contamine de novo ou contagie outras pessoas ou áreas do corpo, evitando assim maiores danos ao organismo, porque ela pode se espalhar para outras áreas do corpo e quando no couro cabeludo, pode ocasionar queda grave de cabelo.

Aonde mais no corpo pode aparecer a micose de praia?

Por ser um fungo, e por muitas vezes já presente no organismo, há situações em que eles conseguem penetrar na pele, causando infecções. Em geral, as infecções por fungos atingem áreas mais úmidas e ricas em queratina, como couro cabeludo, entre os dedos e na virilha. Dificilmente os fungos (ou as infecções que chamamos de micose de praia) causam lesões no corpo todo. Na maioria das vezes aparecem em partes localizadas do corpo humano.

Podem ser espalhados devido à falta de tratamento ou manualmente, se a pessoa coça a região, por exemplo, e passa a mão em outra área do corpo, acaba por levar o fungo de um lugar para o outro, aonde ele se instalará e criará um novo foco.

Podem aparecer nas pernas, principalmente nas dobras aonde é mais úmido; entre os dedos dos pés, na virilha, nas unhas entre outras.

Quanto tempo para tratamento da micose de praia?

O tratamento pode levar de 7 a 10 dias, de acordo com a indicação médica, interferindo nesse tempo a quantidade, a gravidade e a profundidade das lesões. Em alguns casos é preciso usar tratamento antifúngico, se a pessoa tem micoses de repetição.

Se o tratamento for adequado e as medidas preventivas de limpeza e higiene forem seguidas a risca, o tratamento pode ter mais eficácia, mas esse tempo também vai depender do tempo de resposta do próprio organismo da pessoa, e isso varia muito.

Como evitar pegar a micose de praia?

São medidas de prevenção das micoses, sendo elas de praia ou não:

  1. Enxugar bem o corpo, após o banho. No caso da praia, evitar ficar enrolada em toalhas ou cangas úmidas, e lembrar de secar entre os dedos.
  2. Ao brincar com a areia com as mãos, não esquecer depois de lavar a área adequadamente e evitar colocar as mãos sujas em outras partes do corpo, principalmente a boca.
  3. Não compartilhar roupas, toalhas ou outro itens de uso pessoal, principalmente de desconhecidos, como alicates, tesouras de unha, pente, escova e etc.
  4. Evitar ficar muito tempo com a roupa de praia, principalmente com a roupa úmida por cima do biquíni e etc, como cangas e roupas comuns mesmo. Locares úmidos são perfeitos para o aparecimento de fungos.
  5. Não tocar ou encostar em lesões de outras pessoas, causadas por micose, mesmo a de animais domésticos.
  6. Lavar separado e ferver as roupas usadas por pessoas com micoses.
  7. Evite contato prolongado com água e sabão, principalmente os antibacterianos. Que podem destruir as defesas naturais do organismo.

 

Saiba Mais