Dieta do Jejum Intermitente

Sobre Kalina Amaro

Kalina Amaro - É jornalista, blogueira, louca por cosméticos e compras. Dedica a sua vida à produção de conteúdos sobre cabelos e beleza.

Visite Minha Página
VER + DICAS

Kalina Amaro: kalina@patricinhaesperta.com.br

Anunciar: anuncie@mulhernetwork.com.br

Administrativo: natielileal@mulhernetwork.com.br

Blogueira: contato@mulhernetwork.com.br

Ou ligue

019 – 41413709

Dieta do Jejum Intermitente

A dieta do jejum intermitente é basicamente a estratégia de não se comer, como se recomenda a cada três horas. Para resultados positivos com esta dieta, é preciso que após cada refeição, sejam deixados espaços entre as refeições básicas, com muitas horas intervalo.

Os jejuns variam dependendo do objetivos que se pretendem alcançar e em quanto tempo. Algumas vezes, a pessoa que opta por esta metodologia chegam a ficar vinte e quatro horas sem comer, outras apenas diminuem a quantidade de calorias, variando do estilo de jejum intermitente escolhido.

O que é a dieta do jejum intermitente

O jejum intermitente é uma dieta que traz diversos benefícios para quem a faz e sua respetiva saúde. Isso porque, com esta dieta, é possível fazer com que os níveis de hormônios fiquem maiores do que estavam antes do procedimento e a porcentagem de insulina presente no sangue diminua.

Todas as células acabam passando por processos onde ocorrem reparações celulares. Além disso, ela proporciona o emagrecimento, possibilita prevenções de doenças como o câncer e faz com que o coração e o cérebro permaneçam saudáveis.

Mas afinal, quais são os tipos de dieta de jejum intermitente disponíveis?

Existe o sistema 5:2, quando durante cinco dias da semana se come normalmente e em dois dias, entre quinhentas e seiscentas calorias. Isso significa que nos dois dias em que estas calorias devem ser diminuídas, é preciso dividi-las no número de refeições que se deseja. Se este valor for relativo a duas refeições, por exemplo, cada uma delas poderá contar no máximo com trezentas calorias.

Também há a possibilidade de fazer o jejum por vinte e quatro horas seguidas. Isso significa então, que a pessoa comerá no almoço e só voltará a comer novamente no próximo dia, também no almoço, podendo ser adaptada para café da manhã ou janta também. Este, chama-se eat-stop-eat e ocorre normalmente duas vezes por semana.

Se alguém julgar vinte e quatro horas muito tempo para permanecer em jejum no início, poderá diminuir o número de horas em um primeiro momento, ficando por exemplo, dezesseis horas sem comer.

Quem pode fazer a dieta do jejum intermitente?

Qualquer pessoa pode optar pela dieta do jejum intermitente, porém em alguns casos ela não é tão aconselhável assim. Isso porque, quando a pessoa está grávida ou amamentando, esta pode vir a prejudicar alguns fatores destes processos, já que a alimentação de tempo em tempo é recomendada nestes casos devido a precisão de nutrientes no corpo humano.

Quem tem algum problema e que sofra com o emagrecimento muito rápido e sem controle, como é o caso da bulimia e anorexia, também não deve fazer a opção da dieta, pois ela é voltado ao emagrecimento e este não vem a ser necessidade de quem já tem um peso abaixo do esperado.

Quais as dificuldades de quem faz a dieta?

Algumas dificuldades são comuns para quem deseja fazer a dieta do jejum intermitente e uma delas, se associa ao fato de que normalmente, quem opta pela dieta está acima do peso esperado justamente por comer muito e em quantidades maiores do que o seu organismo precisa. Assim, o controle que deve ser feito para não comer nada naquele período, deve ser controlado o máximo possível principalmente no início ou não se terão resultados.

Outra dificuldade bem comum é contabilizar calorias, não exagerar. Isso porque, quem opta por ficar vinte e quatro horas sem comer, deve entender que, quando fizer a próxima refeição, no outro dia, deverá comer apenas o básico e não achar que pode comer tudo naquele momento para compensar o tempo que ficará em jejum.

Tempo para emagrecer com o jejum intermitente

O tempo para emagrecer com a prática da dieta do jejum intermitente depende do quanto a pessoa realmente está disposta a realmente levar a sério a técnica. Isso porque, cada pessoa decide qual das metodologias deseja utilizar e o que fará para isso. Muita gente acredita que basta ficar sem comer pelos prazos acordados, mas não.

O controle das outras refeições também é essencial para que o jejum tenha resultados. Sem esta organização com relação ao número de calorias ingeridas ou quantidade de alimentação, não será possível estipular resultados de emagrecimento.

Algumas pessoas chegam a emagrecer quatro quilos em vinte dias, mas estes valores podem diminuir ou aumentar em cada caso.

Pode fazer exercícios físicos aliados a dieta do jejum?

Se forem feitos exercícios físicos aliados à dieta do jejum,os resultados podem ser ainda melhores. Isso porque, tem gente que pensa que apenas porque em alguns momentos existem pontos de jejum, não é possível que sejam praticadas atividades físicas. Mas não, como o jejum é de algumas horas, é possível ainda assim ter os controles necessários.

Para quem não sabe, o jejum intermitente ajuda no favorecimento do ganho de massa magra, já que durante a dieta, a produção do famoso GH, hormônio do crescimento, aumenta, assim facilitando nos ganhos e benefícios do corpo com relação às atividades físicas.

Quem fez a dieta do jejum intermitente?

Muitas pessoas já fizeram e ainda fazem a dieta do jejum intermitente e às vezes fazem nem sabendo que este é o nome ideal para o procedimento. Ela é conhecida inclusive no mundo dos famosos, por conter especificações que agradam este público.

Porém, normalmente quem a faz não a utiliza constantemente, apenas em alguns momentos específicos, quando emagrecer acaba se tornando necessário em um período rápido.

Os perigos de seguir a dieta do jejum intermitente

Os problemas causados pela dieta do jejum intermitente podem ser maiores do que se imagina. Isso porque, pode ser uma dieta que apenas engana a fome, não deixando o corpo saciado. Então, quando for a hora permitida para comer, os alimentos serão ingeridos em excesso e isso causará uma mudança do seu metabolismo.

Assim, a dieta não terá resultados, pois as calorias serão ingeridas do mesmo jeito, apesar de as pessoas acreditarem que não. Outro problema se encontra nas alterações cerebrais que estas mudanças metabólicas causam, podem tornar a dieta do jejum intermitente um problema a curto e longo prazo.

Vídeos para te ajudar na dieta:


7 aplicativos para ajudar você na dieta

Seu cérebro não gosta de dieta?

Dieta Low Carb

Sobre Kalina Amaro

Kalina Amaro - É jornalista, blogueira, louca por cosméticos e compras. Dedica a sua vida à produção de conteúdos sobre cabelos e beleza.

Visite Minha Página
VER + DICAS

Kalina Amaro: kalina@patricinhaesperta.com.br

Anunciar: anuncie@mulhernetwork.com.br

Administrativo: natielileal@mulhernetwork.com.br

Blogueira: contato@mulhernetwork.com.br

Ou ligue

019 – 41413709

Saiba Mais

#QUEROMUITO

A NOSSA LOJA ONLINE
 Oferta de 30% Progressivas
QUEROMUITO