Consumismo: Uma pitada de controle não faz mal a ninguém!

É fato que a variedade de produtos oferecidos atualmente deixa as mulheres de cabelos em pé. Mas não se engane ao pensar que a grande dúvida está em comprar ou não. O maior dilema é, na verdade, em quais produtos investir. O mundo de opções que fazem os corações palpitarem mais forte é o mesmo que induz à compulsividade, porque ele faz com que elas sintam a necessidade de comprar absolutamente o que lhes é oferecido. Atitudes como essas levam ao desperdício de tempo e dinheiro, levando milhares de mulheres ao desespero ao abrir a fatura do cartão de crédito.

Consumismo: Uma pitada de controle não faz mal a ninguém!
Consumismo: Uma pitada de controle não faz mal a ninguém!

O pior é que na maioria das vezes os itens não são realmente necessários, mas, geralmente, são só mais uma opção parecida com aquela que já existe na penteadeira. Os produtos apresentados em comerciais e anúncios sempre existirão e são necessários, já que o comércio é sedento por novidades que trazem melhorias. Mas é importante não se deixar ser movida pelos impulsos e adquirir somente o que realmente está precisando e, só quando acabar, compre novamente e renove o estoque.

O maquiador Fernando Torquatto conta que algumas mulheres quando se deparam com o kit de maquiagem dele ficam extasiadas e começam a anotar todos os nomes, marcas e cores para comprarem depois. Ele mesmo diz que o investimento em uma grande quantidade de produtos só vale a pena, se você for maquiador profissional ou desejar ser um dia. Ou para as mulheres que ousam versões diferentes de si mesma a todo o tempo. O fato de sua amiga ter comprado mais makes não quer dizer que você também tenha que abusar. O maquiador afirma que nessa situação o desperdício é garantido.

Mesquinharia não está em jogo aqui, a questão mesmo é o desperdício e o hábito da compulsão, que pode acabar virando doença. Considere a velocidade com que a moda se renova e, a cada temporada, o que era tendência hoje, daqui a pouco já não será mais. Aquele batom comprado na intenção de arrasar, a máscara que ficou perfeita e destacou seus cílios ou aquela base importada que você comprou de montes, tudo isso pode ficar ultrapassado em questão de dias. Por mais que o mundo da moda não influencie drasticamente em sua vida, hora ou outra você deixa aquele de lado e compra o outro lançamento e, com isso, forma-se o círculo vicioso. É importante ressaltar que estocar produtos de make ou cosméticos não é uma maneira inteligente de agir, pois eles têm prazo de validade e não devem ser usados após essa data.

Torquatto diz em seu livro, O Boticário Maquiagem, que essa concepção veio por meio da sua própria experiência. Assim como tudo na vida há um pouco do desnecessário e nas maquiagens também é assim. Essa é somente uma forma de desacelerar o consumismo excessivo, o que não quer dizer que seja desestimulo para quem adora novidades, cores diferentes e novas tecnologias. A dica é não comprar produtos repetidos, e sim, dar lugar àqueles que você realmente precisa ou deseja. Dessa maneira, você terá mais espaço e estrutura para seus itens de beleza. O bom senso também é uma sugestão do maquiador, pois é justamente ele quem faz a diferença entre o necessário e o supérfluo.

Consumismo: Uma pitada de controle não faz mal a ninguém!
ESTA DICA FOI ÚTIL? VOTE AQUI

Kemilly Bertini

Jornalista, comunicativa, pura energia. Apaixonada pelo universo feminino, dar dicas sobre beleza, moda, cabelos, maquiagem sempre foi seu maior hobby e ajudar mulheres a descobrirem a melhor versão de si mesmas é um dos seus prazeres.

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.

error: O conteúdo está protegido por direitos autoriais.