Aprenda a Desculpar As Mancadas Alheias e Seja Mais Feliz!

Somos humanos, erramos o tempo todo, mas temos o estranho hábito de sermos intolerantes com os erros alheios, como se os outros, coitados, fossem obrigados a agir como semideuses, seres que não costumam errar. Mas isso é um absurdo e só faz afastar as pessoas de nós, além de causar mal estar e mágoa no coração, o que é sempre um porre, porque né, tem coisa mais chata que gente rancorosa? Além de ser chato, é infrutífero, porque guardar ressentimentos por mancadas alheias não apaga o que a pessoa fez, não apaga como ela nos fez sentir e muito menos fará com que ela mude.

Eu, por exemplo, sou a pessoa mais furona do mundo, sempre fui e juro que tento não ser, porque acho feio demais, mas às vezes é maior do que eu. O problema é que, já falei por aqui, tenho tendência a sempre dizer sim, e, mais que isso, sou muito esquecida! Juro que não é maldade, mas eu esqueço mesmo, e acabo marcando mais coisas para o mesmo dia, o que sempreee dá problema!

Acho isso tão chato que aprendi a lançar mão de alguns mecanismos de ajuda, como um calendário de tarefas diárias, todo colorido, que fica tanto no iPhone, quanto no notebook e no computador “ de mesa”. Assim é mais difícil de esquecer, sabe? Sobretudo porque eles têm alarme, que começam a tocar uma musiquinha irritante um dia antes. Aí já acordo olhando no “meu calendário colorido” o que tem para o dia e nunca marco nada sem verificar antes o que já tem para aquele dia.

seja-feliz

Isso facilitou demais a minha vida e evitou desentendimentos com pessoas próximas, que sempre se chatearam com essa minha falta de noção de tempo. O engraçado é que a minha pontualidade é exemplar… Porque quando eu vou, sempre chego antes da hora marcada e me irrito profundamente se a pessoa ainda não está pronta ou se atrasa. Acho uma falta de respeito, sabe?

Mas aí olho para as minhas próprias limitações e vejo o quanto esse julgamento é desnecessário e leviano. É, olhar os próprios “defeitos” e as próprias características é, com certeza, a melhor maneira de lidar com os defeitos e características alheias.

Existem outras “falhas menores” que fazem parte do nosso dia a dia e que nós precisamos aprender a relevar, como a desorganização alheia, a grosseria momentânea (quem nunca?), as palavras que ferem e a sinceridade cortante (já fui boa nisso!), por exemplo.

Quando isso acontece, temos que ter em mente, primeiro, que nem sempre a pessoa faz por maldade, mas porque aquilo faz “parte dela” e talvez ela nem perceba ou se percebe, não consegue mudar. Não podemos, também, querer forçar uma mudança, porque não temos o direito de exigir dos outros o que julgamos ser o correto. Além disso, é preciso seguir em frente e não ficar remoendo o que passou, porque, além de não adiantar nada, nos deixa presos a acontecimentos que causaram mágoa, o que nunca é uma coisa boa, né?

Beijos

Ju Lopes

Aprenda a Desculpar As Mancadas Alheias e Seja Mais Feliz!
ESTA DICA FOI ÚTIL? VOTE AQUI

Kalina Amaro

Sou jornalista, blogueira, louca por cosméticos e chocolate. ? Escrevo sobre um pouco de tudo que for relacionado ao universo feminino.. mas você vai ver meus posts mais na categoria beleza. Se esta dica foi útil pra você VOTE no meu post clicando na entrelinha ☝ acima, tá? Faça seu comentário abaixo. Beijos lindonas ?

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.

error: O conteúdo está protegido por direitos autoriais.