Como saber qual o melhor método anticoncepcional para você?

Chega uma fase da vida que toda mulher começa a tomar o anticoncepcional. Pílula, injeção, adesivo e por aí vai. Opções de como se prevenir e cuidar da saúde não faltam, mas como saber qual destes métodos é o mais indicado para o seu corpo e organismo? O primeiro passo é buscar ajuda de um médico ginecologista e descobrir o motivo da medicação e o custo que você terá com ele, pois a grana também pesa na hora da decisão. Mas os fatores vão além: efeitos colaterais, prevenção, disciplina, idade, peso, altura.

A ginecologista, obstetra e especialista em reprodução humana e endoscopia ginecológica Caroline Alexandra Pereira de Souza, afirma que é recomendável a mulher pensar nas vantagens e desvantagens de cada método antes de começar a usar. “A melhor forma de tomar o anticoncepcional mais indicado para o seu organismo é conversando com uma médica e fazendo alguns exames de rotina. Assim, você vai conseguir tomar a decisão correta e não se arrepender depois, quando iniciar o tratamento”, afirma.

pilula-anticoncepcional-1

Mas, qual a diferente entre eles? A médica explica:

– O Diu é um método intra-uterino, ou seja, aplicado dentro do útero da mulher por um médico e trocado a cada cinco anos. Ele é chamado de anticoncepcional hormonal, que vai aos poucos liberando uma dose de hormônio, que impede a gravidez. Com ele, a menstruação diminui e em certos casos pode até não vir mais. Por outro lado, tem que cuidar porque este método pode causar espinhas, retenção de líquido e até aumento do seu peso.

– A injeção é um método aplicado uma vez por mês ou a cada três meses, dependendo da marca, que funciona da mesma forma que o Diu: ela vai liberando, aos poucos, hormônios que impedem a ovulação da mulher. É aplicada no bumbum e indicada para as meninas esquecidas, que não são organizadas na hora de tomar a pílula. Na semana de aplicação, você pode se sentir tonta, fraca e existe a chance de passar mal, chegando a vomitar.

– O adesivo funciona do mesmo jeito que as outras duas. Ele é colocado na pele, em qualquer lugar, menos nos seios e perto da virilha e libera doses de hormônios durante a semana. Um adesivo dura sete dias e uma cartela vem com três adesivos, sendo que uma semana você vai parar para menstruar. É difícil ter alguma mulher que se sinta mal com o adesivo, já que a dose de hormônios liberada é bem fraquinha, mas suficiente para a prevenção. O único perigo é se o adesivo desgrudar da pele. Se isso acontecer, é melhor procurar um médico porque a ação será interrompida e há chances de engravidar.

– A pílula é o método feminino mais comum e famoso. Você toma uma por dia, sempre no mesmo horário, geralmente por 21 dias. Existem marcas que trazem 28 comprimidos, tendo pausa de quatro dias apenas, para a menstruação. Cada pílula tem uma dose de hormônio e algumas mulheres se sentem enjoadas e com dores nos seios depois de ingerir a pílula. Como existem muitas marcas, é legal conversar com o médico para saber qual delas é a melhor para você.

Como saber qual o melhor método anticoncepcional para você?
ESTA DICA FOI ÚTIL? VOTE AQUI

Kika @blogdakika

Kika - Sou blogueira há 10 anos, dedico a vida a produção de conteúdos sobre beleza e cabelos. Amo, amo, o que faço, por isso... com muito amor <3 compartilho dicas no PatricinhaEsperta e CabelosLoiros. Insta: @blogdakika E-mail: kika@patricinhaesperta.com.br Lindona, se gostou, clica na estrelinha acima e vote ;-) Compartilhe com suas amigas. Beijos no coração.

1 Comment
  1. Minha dúvida é se todos podem causar trombose,prejudicar a circulação,pois tenho que fazer reposição hormonal em razão de ter entrado precocemente na menopausa e não sei se isso é possível,se existe algum que evite esses problemas,visto que já estive até mesmo internada por ter tido um entupimento na artéria da minha perna.Obrigada.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

error: O conteúdo está protegido por direitos autoriais.