Conheça os problemas que os sapatos podem causar

Difícil entrar em uma loja de sapatos e sair dela só com um par. Mais difícil ainda é escolher qual usar no dia a dia, no trabalho, na balada, no cinema. Tem sapato com salto, sapato sem salto, colorido, meia pata, todo preto e até com brilho. Em instantes a mulherada se torna viciada em sapatos e acaba com montanhas de pares no armário. Mas, para cada pé, um sapato apropriado. O salto interfere no estilo que você tem e leva a vida.

O salto plataforma, por exemplo, é um dos mais usados na hora de ir para o trabalho. Mas mal sabem as mulheres que ele prejudica a coluna e pode machucar o joelho, já que causa um certo desequilíbrio ao caminhar. Este modelo leva o salto na frente, que pode impulsionar o seu pé para o lado, torcendo e provocando uma lesão. Por isso, a dica dos especialistas é moderar no uso!

A mais querida das brasileiras que pegam ônibus, metrô ou caminham até o trabalho é a sapatilha. Bem confortável, ela só não prejudica o pé e o joelho quando tem uma sola apropriada para o amortecimento, diminuindo o impacto do pé contra a calçada. Quando você usa uma sapatilha que não tem uma sola ou nenhum salto, está abusando da força da cartilagem do seu joelho e do seu quadril, que podem ficar lecionados. O bom mesmo é sempre intercalar os sapatos e, se for caminhar por muito tempo, opte pelo tênis apropriado para a caminhada, deixando a sapatilha só para dentro do trabalho.

sapato-alto

A mesma regra vale para a rasteirinha. As sandálias abertas e sem salto ficam lindas no verão e combinam com tudo, mas esse modelo de calçado também pode prejudicar a cartilagem do quadril, joelhos e tornozelos quando usado demais. O risco de queda ou de tropeço com a rasteirinha é maior, já que ela prende na calçada ou em qualquer chão. Por isso, prefira os modelos que amarram e que ficam presos no pé.

Já os sapatos de bico fino são os mais chiques na opinião de muitas mulheres. Ele é realmente elegante e fica lindo com trajes sociais ou em reuniões de trabalho. Por outro lado, mulheres com problemas de joanetes devem passar longe deste tipo de calçado. Ele aperta a circulação do pé e pode aumentar o risco do problema, além de ser um grande aliado de bolhas outras deformados. Uma das saídas é alargar um pouco o bico fino, para que seu pé tenha mais espaço e não fique tão apertado.

O salto mais alto, com 10 centímetros, deixa qualquer mulher nas alturas e superelegante. Ele deve ser evitado por muitas horas e no trabalho, pois pode causar dores nas costas, como a lordose e também prejudicar a saúde do joelho, principalmente na rótula do membro. O mais indicado é não usar um salto maior que 10 centímetros e nem caminhar por muito tempo com este modelo. Ficar horas de pé com o sapato superalto pode prejudicar o quadril, já que o todo o seu peso fica concentrado no antepé, perto do tornozelo, que também sai prejudicado.

Conheça os problemas que os sapatos podem causar
ESTA DICA FOI ÚTIL? VOTE AQUI

Kika @blogdakika

Kika - Sou blogueira há 10 anos, dedico a vida a produção de conteúdos sobre beleza e cabelos. Amo, amo, o que faço, por isso... com muito amor <3 compartilho dicas no PatricinhaEsperta e CabelosLoiros. Insta: @blogdakika E-mail: kika@patricinhaesperta.com.br Lindona, se gostou, clica na estrelinha acima e vote ;-) Compartilhe com suas amigas. Beijos no coração.

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.

error: O conteúdo está protegido por direitos autoriais.