Menstruar Não É Natural!

Meninas, como são muitas as perguntas e dúvidas que vocês tem sobre esse assunto, coletei as principais entrevistas  do maior defensor do fim da menstruação,  Dr. Elsimar Coutinho, médico, cientista, responsável pela criação do Centro de Pesquisa e Assistência de Reprodução Humana  (CEPARH), conselheiro da Organização Mundial de Saúde e membro de mais de 20 entidades de pesquisas médicas no Brasil e no Exterior.

Essa entrevista que estou disponibilizando agora foi concedida à revista Super Interessante, mas irei disponibilizar outras, bem como testemunhos de seguidoras que optaram (ou não) pela interrupção da menstruação.

A minha intenção ao trazer esse tipo de tema não é causar polêmica, mas sim manter vocês informadas sobre algo que interessa a todas nós. Vejamos a entrevista:

SUPER – Por que suspender a menstruação?

A menstruação é uma falência reprodutiva. O resultado é um aborto ovular mensal que espolia a mulher de nutrientes, anticorpos e provoca doenças. Durante o ciclo menstrual, quando a mulher está deitada, metade desse fluxo é drenado das trompas para dentro do abdômen, podendo causar infecções pélvicas e endometriose (inflamação do endométrio, camada de revestimento interna do útero). A atriz Marilyn Monroe foi uma das vítimas de endometriose e, por causa da doença, sentia dores terríveis no abdômen. Ela não tinha prazer no ato sexual e estava incapacitada para ser mãe.

A menstruação é um sintoma do estilo de vida contemporâneo?

As mulheres passaram a viver mais e a menstruar mais. Antigamente, elas tinham a primeira menstruação aos 17 anos, geravam cinco filhos em média, amamentavam cada um por dois anos e, aos 40, entravam na menopausa. Menstruavam então por cerca de oito anos. Hoje, as meninas menstruam aos 11 anos, têm um filho que mama por seis meses e entram na menopausa aos 45. Por isso, elas têm mais chance de desenvolver doenças decorrentes do ciclo menstrual. É o caso da endometriose e da anemia. A tensão pré-menstrual, a famosa TPM, inferniza a vida de 40% das mulheres no mundo e as torna pouco confiáveis numa posição de chefia quando estão naqueles dias.

Então, por que parte dos médicos e das mulheres resistem à idéia do fim da menstruação?

Porque a maioria desconhece essa possibilidade e as suas vantagens. A menstruação ainda está associada a feminilidade, fertilidade e juventude. Prevalece a crença de que, sendo um fenômeno natural e inevitável, a menstruação não pode ser interrompida sem riscos à saúde. Esse pensamento tem mais de 2.000 anos e está baseado nos ensinamentos de Hipócrates e Galeno – que defendiam a sangria como o mais poderoso remédio para quase todas as doenças e acreditavam que as mulheres sangram mensalmente para desintoxicar o organismo. Uma pesquisa publicada pela Organização Mundial de Saúde, em 1983, mostra que 80% das paquistanesas e indianas e 50% das iugoslavas, coreanas, escocesas e inglesas preferem não se livrar da menstruação.

Como mudar esse pensamento?

A rejeição deve diminuir assim que mais mulheres se beneficiarem com a suspensão da menstruação. Isso já acontece com milhares de brasileiras. Quando meu livro for lançado em outros países, a situação deve mudar nessas regiões, como ocorreu nos Estados Unidos.

Existe alguma contra-indicação para a suspensão do ciclo menstrual?

Não, porque a menstruação não é natural. A natureza faz a mulher ovular todos os meses para engravidar. Quando ela menstrua, não está cumprindo o objetivo da natureza, que é ter um filho atrás do outro.

Quais os tabus e preconceitos que envolvem a menstruação?

Desde os primórdios, a mulher era considerada impura durante o seu ciclo menstrual. Nesses dias, ela era mantida em ambiente separado, o que ainda acontece em algumas tribos amazônicas. Menstruar regularmente durante muitos anos era destino daquelas que não conseguiam ter filhos e por isso eram consideradas doentes, rejeitadas pelos maridos e condenadas à prostituição. Plínio, o Velho, o mais respeitado homem de ciências do Império Romano, considerava a descarga menstrual um fenômeno purificador para a mulher – porém perigoso para alguém que entrasse em contato com ela.

Como se suspende a menstruação?

Tomando continuamente anticoncepcionais. Assim, a mulher reduz o risco de ter endometriose, anemia e tensão pré-menstrual. Ela também não ovula, livrando-se de uma gravidez indesejada que pode culminar em um aborto ou na morte. Além disso, diminui suas chances de ter câncer de mama, de endométrio e de ovário.

Por que o senhor diz que não é saudável ser mãe?

Porque a gravidez consome o corpo da mãe e pode até levá-la à morte. A mulher pode ter seu corpo deformado, perder uns dois dentes por gravidez. Também pode haver perda de cálcio e iniciar um processo de osteoporose. Se o parto for normal, ela ainda sofrerá com as incontinências urinária e fecal, difíceis de corrigir. Apesar de danificar o organismo da mulher, dois filhos são o limite para ela conservar a saúde. Neste milênio, as mulheres não mais terão seus filhos na barriga, mas num útero artificial. Já está na hora de fazer filhos sem a necessidade de deformar ou expor a mulher ao sofrimento.

Por que o estudo da anticoncepção só começou na década de 1950?

Demorou tanto porque a sociedade ocidental vive dominada pelos interesses masculinos. Quem deu um basta nessa situação foram as viúvas americanas ricas, que custearam as pesquisas. Até então, as mulheres estavam sujeitas a serem esterilizadas após o terceiro filho, a fazer uso dos métodos naturais de anticoncepção, do aborto e até do infanticídio – que ainda é comum na China. Também estavam sujeitas à morte por infecção decorrente do parto. No começo do século passado, essa complicação era responsável por cerca de 50% de óbitos maternos.

O que impede a aceitação universal dos métodos contraceptivos?

O grande entrave é o nosso relógio biológico, programado pela natureza para a possibilidade de a vida desaparecer em um cataclisma. Por isso, cada homem foi feito como se fosse o último, com potencial para repovoar o planeta. A partir da puberdade, quando o programa reprodutor do homem é ativado pela testosterona, ele gasta o resto da vida correndo atrás das fêmeas para deixar nelas sua semente. Depois do encontro com uma parceira, ele a ignora e vai procurar outra. O objetivo da mulher é o bebê. Por isso, eu digo que o homem foi feito para procriar e a mulher, para amar. Só a racionalidade pode mudar esse estado natural.

Fonte: http://www.elsimarcoutinho.com/

Beijos

Ju

julianalopes@patricinhaesperta.com.br

Menstruar Não É Natural!
ESTA DICA FOI ÚTIL? VOTE AQUI

Kalina Amaro

Sou jornalista, blogueira, louca por cosméticos e chocolate. ? Escrevo sobre um pouco de tudo que for relacionado ao universo feminino.. mas você vai ver meus posts mais na categoria beleza. Se esta dica foi útil pra você VOTE no meu post clicando na entrelinha ☝ acima, tá? Faça seu comentário abaixo. Beijos lindonas ?

12 Comments
  1. Aiaiaiaia, que assunto complicado hein Ju.
    Achei super interessante esse post, mas agora confesso que me ‘assustei’ um pouco com as declarações do Dr. Defender a saude da mulher, interronpendo a mestruação tudo bem, mas agora falar de gravidez como se fosse uma coisa horrivel e cruel com as mulheres ai ele q me desculpe, já é dmais neh?! Ficar gravida é sublime, magico e encantador. Realmente o corpo muda, as coisas caem mas não nd pra se compara com a emoção de gerar um filho. Utero artificial, tem dó né DR.
    Ju, adooro vc! =D

    1. Verdade Bubi, complicado mesmooooo!
      Também não concordo com a parte da gravidez não, mas mesmo não concordando acho que tenho que mostrar pra vocês a opinião de um especialista, porque ficaria feio e tendencioso eu só publicar as partes que eu concordo né?
      Bem que eu queria…kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Beijosss flor

  2. Nossa, tô surpresa =O …super interessante o post, já ouvi alguns médicos dizerem que a mulher não precisa menstruar mesmo. A única coisa que fez ele perder a credibilidade durante a entrevista, na minha opinião, é essa hostilização da gravidez…gente, para né?! úteros artificiais?? Será que estão se baseando no livro “Admirável Mundo Novo”?

    Parabéns pelo post! Super interessante!

    Bjs

    GIRLS SORTEIO tá acabando! 😉
    http://frivollo.blogspot.com/2011/08/1-sorteio-frivolo-pulseira-i-love-paris.html

  3. Pois é… pra minha cabeça, mestruar é o sinonimo de que está tudo certo com o meu corpo.. que tudo aqui dentro tá acontecendo de uma forma correta… pq é essa a idéia que sempre me foi passada… e fica extremamente dificil pra mim entender que não mestruar pode ser melhor…

    E tenho medo tb justamente porque quero ser mãe um dia!!

    Imagina.. olha o “absurdo” que este DR disse sobre gravidez!!! Eu nunca vi ninguem perder dente por estar gravida… e mesmo não sendo mãe ainda, acho que não existe emoção maior e mais orgulhosa do que carregar DENTRO DE MIM e não em um útero ARTIFICIAL [pelo amor né…] um serzinho…
    E olha quem falando, um médico! Se deformar meu corpo, se isso me incomodar… bora fazer plástica… rsrs

    Pode até ser que um dia eu “cancele” minha mestruação… mas com certeza vai ser depois de ser mãe… não vou correr o risco de mudar tudo no meu organismo e depois descobrir que meu corpo foi “afetado” ou sei lá…
    Eu que não quero perder a oportunidade de ter o contato com meu filho pelo cordão umbilical!! Se eu for abençoada por esta oportunidade, é obvio que é essa que irei escolher!
    Agora se não der.. ae eu irei pensar nessa história de útero artificial… pq ser mãe não é apenas gerar né…

    Beijoss
    Dy

  4. Já muito ouvi falar deste médico e ele me dá medo =B Certa vez “folhei” o livro “Menstruação a sangria inútil”. Alguém já leu?
    Mesmo com toda essa bagagem científica vale lembrar que Elsimar Coutinho já cometeu atos falhos como declarações incorretas em diversas entrevistas. No programa Roda Viva da TV Cultura (este ano se não me engano), ele falou cada asneira. Pesquisem melhor sobre o cara, o que ele fala sobre a finasterida ou quando ele diz que não atende pacientes que reclamam por perder cabelo pois os acha “ridículos”, e aí vocês irão me entender o me-do =P
    Ele também já disse que reposição hormonal em mulheres não aumenta risco de câncer, quando estudos apontam e comprovam um aumento do risco sim.
    É isso! Beijos
    Rafa.

    1. hahahaha credo, rafa!!!!! nao conheço o livro mas fiz questao de pesquisar sobre o dito-cujo… olha, esse doutor nao há de conhecer o universo feminino, nao é mulher e nao sabe o que diz… utero artificial??? mas o que é isso minha gente??? :S e pelo jeito tb desconhece o mundo masculino qd declarou que nao existe homem fiel… pode ser raro, mas prefiro acreditar que existe sim :p e outra, ele nao tem o direito de criar verdades apenas para se promover ou vender seu livro né :///

  5. Silvia Duarte disse:

    Puxa! Particularmente não consigo confiar em um médico que diz não ser saudável ser mãe ou que menstruar não é natural. Ora, de onde o Sr. Dr. veio, hãn??? Ir contra as leis de Deus e se focar em questões insignificantes como a “DEFORMAÇÃO do corpo”, usando de muito mau gosto o termo “danificar” o organismo da mulher???? :O
    E se a visão da uma mulher contemporânea é essa, que gera filhos em “um ÚTERO ARTIFICIAL”, prefiro me manter desatualizada e tradicional, acreditando que ter filho é uma BENÇÃO, natural SIM, e um gesto NOBRE ^^

    Abração,
    Silvinha.

  6. Permitam- me colocar mais lenha nesse fogueira:
    Se tem mulher que gosta de ser espancada e humilhada em público, achando que isso é prova de amor de seus companheiros, também tem mulher que gosta de sofrer com menstruação! Cada uma com o seu gosto!
    Eu odeio menstruar! E jamais terei filhos!!! Não pensaria duas vezes, se me fosse dada a oportunidade de retirar meu útero fora! Essa é minha opinião, é o que é melhor p/ mim! Ninguém irá me convencer do contrário, assim como respeito a opinião oposta à minha.
    Para quem gosta de menstruação, que continuem menstruando.
    Para quem quer ter filhos, que tenha filhos, e não se importem em ficar frágeis e feias ou se o mundo está cada vez mais hostil à vida, afinal quem sofrerá mais, é a próxima geração!

    Ju, desculpe-me o desabafo.

  7. Olha,concordo plenamente com o Dr.,tbm dizem que envelhecer é algo natural,mas quem raciocina e estuda o assunto vai ver que rugas são causadas devido ao estresse,sofrimento que a pessoa teve durante a vida,pessoas mais felizes são com certeza mais saudaveis e tem a pele mais jovem,como dizem que se morre de velhice,nunca vi alguém morrer de velhice e sim de cancêr drrame,parada cardiorespiratóriaquando esta velho e muita gente jovem tbm viu…então sabemos que quando há dor é porque algo não vai bem(cólicas,dores de cabeça devido a tpm e até msm o parto),meu tbm juravam que a Terra era quadrada e tantas outras crenças,valem relembrar…é só parar pra pensar:se Deus tivesse feito a menstruação teria feito um absorvente grudado na gente kkkk…não tem lógica sair por ai sangrando como uma morta viva igual um filme de terror,é sinistro..imaginem se não existisse roupas e nós mulheres andando sangrando por ai que terror..kkk..na lógica e racionalmente menstruação parece muito uma doença…sem contar que rovoca muitas doenças..ah e a gravidez da estrias,enjoos e um monte de coisa ruin que não são legais como efeitos colaterais..praq gravidez gente se não foi assim q o primeiro ser humano surgiu certo ou vcs acreditam na teoria de Adão e Eva? falam sério ne? se fossemos parentes de Adão e Eva seriamos tds de uma só raça..essa é minha opinião…vamos evoluir minha gente…

  8. Oi galerianha
    esse assunto é muito complicado mesmo, acredito que parar de menstruar seja saldavel sim, mas depende muito da situação afinal existem mulheres que sofrem muito com isso tem dores absurdas sem contar a TPM, mas tem mulheres que ja não sofrem tanto ou nem sofrem com isso. ter filho é natural sim, devemos ter muito respeito por mulheres que geram e criam seus filhos com amor carinho e responsabilidade, indiferente de qual seja a crença, isso é um dom que alguns usam de forma errada.
    Se vc se sente mal e não consegue lidar com a menstruação poxa é horrivel, deve parar desde que acompanhada por um bom especialista e que seja uma pessoa seria, agora se não te doi e a TPM não é o monstro do armario, pra que parar faça os exames sempre e se mantenha saudavel, cada um tem um corpo e deve aprender a lidar com ele. Ju poste muito bom agora falta um a favor de “Monstruar” como diz meu marido kkk

  9. Thalita Gimenes disse:

    Esse assunto é bem polemico, porém adorei a matéria…Bjs

  10. Olha super gostei deste post,as ideias deste médico são bastante polêmicas mas concordo praticamente com tudo, não gosto de menstruar e se não pretendo ter filhos então para quê?? quanto a gravidez acho q é uma alternativa sim, nem todas as mulheres iriam querer ter seus filhos num útero artificial, eu particularmente gostaria, mas é uma saída para aquelas que por medo ou por ter um organismo mais frágil pudesse ter filhos, tem que se pensar na opinião de outras mulheres e não só das q gostam de sofrer com a menstruação e com dores de parto, se existir alternativas a isto porque não?

Leave a Reply

Your email address will not be published.

error: O conteúdo está protegido por direitos autoriais.