Vitiligo: O Que Você Precisa Saber!

Durante a faculdade tive uma colega que tinha vitiligo, mas ninguém notava porque a dela, apesar de estar presente em várias partes do corpo e dos rosto, era mais sutil, com despigmentação em pequenas áreas, então ela conseguia maquiar as regiões sem maiores problemas.

Para quem não conhece, o vitiligo é uma doença crônica que gera a despigmentação da pele, com a perda da cor em algumas regiões do corpo. Essa despigmentação é decorrente da destruição ou mesmo da morte dos melanócitos, que são as células que produzem a melanina, o pigmento que “dá cor” à pele. A destruição dos melanócitos é causada pelo próprio sistema imune do indivíduo, e o resultado é o surgimento de manchas “brancas”, de todos os tamanhos, espalhadas pelo corpo.

Captura de tela inteira 01072013 203438

Essas manchas podem aparecer em qualquer parte do corpo, mas são mais comuns nos braços, nas mãos, nos pés e no rosto, atinge homens e mulheres de qualquer idade, sendo mais comum o surgimento em pessoas entre  dez e trinta anos, e tende a ser mais severa em pessoas de pele negra, que tendem a sofrer mais com o problema por causa do maior contraste entre a cor da pele e a cor das “manchas”.

Sabe-se que o vitiligo possui origem genética, mas que fatores ambientais são determinantes no seu aparecimento. Outra coisa importante de salientar é que o estresse, o nervosismo e demais problemas emocionais funcionam como gatilhos para a doença.

Quando o vitiligo surge é fácil de notar, vez que aparecem manchas brancas na pele. Além disso, pode haver perda de cor nas mucosas, mudança ou perda de cor da retina, que é a camada interna do olho, bem como embranquecimento dos cílios, da sobrancelha, dos cabelos e da barba, no caso dos homens.

Apesar de poder aparecer em qualquer parte do corpo, o início da doença atinge áreas expostas, sobretudo rosto, mãos e pés, e pode se manifestar de três formas: focal, segmentada e generalizada.

É focal quando a despigmentação ocorre em uma ou em poucas partes do corpo. É segmentada quando atinge apenas um lado do corpo, e é generalizada quando a despigmentação ocorre por todo o corpo, geralmente de forma simétrica.

Até o presente momento o vitiligo não tem cura, e o que se pode fazer é tornar o processo de despigmentação mais lento ou interrompê-lo, sendo que os tratamentos existentes dependem das características de cada pessoa.

Opções Terapêuticas:

1- Despigmentação

Em casos generalizados, onde a despigmentação acomete todas as partes do corpo, a terapêutica da despigmentação uniformiza a pele removendo os pigmentos ainda existentes na pele.

2- Fototerapias

As fototerapias feitas com radiação UVA e UVB visa a repigmentação da pele.

3- Tratamentos tópicos

Cremes e pomadas de uso tópico, sobretudo a base de corticosteróides, podem ajudar a na repigmentação da pele, podendo ser usados em conjunto com  a fototerapia e com medicamentos de uso oral.

4- Cirurgia

Na cirurgia é feita a transferência da pele não manchada para áreas onde há despigmentação para tentar fazer com que os tecidos voltem a produzir melanina e, consequentemente, repigmentar a pele.

Beijos

Ju Lopes

Vitiligo: O Que Você Precisa Saber!
ESTA DICA FOI ÚTIL? VOTE AQUI

Kalina Amaro

Sou jornalista, blogueira, louca por cosméticos e chocolate. ? Escrevo sobre um pouco de tudo que for relacionado ao universo feminino.. mas você vai ver meus posts mais na categoria beleza. Se esta dica foi útil pra você VOTE no meu post clicando na entrelinha ☝ acima, tá? Faça seu comentário abaixo. Beijos lindonas ?

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.

error: O conteúdo está protegido por direitos autoriais.