Categories: Beleza

Clareamento Dental: Cuidados Necessários!

Dentes brancos e sorriso bonito… Quem não quer? É fato que um belo sorriso faz toda diferença e dá bem mais resultado que o melhor dos cremes faciais, porque ilumina a expressão, mas, como ter dentes brancos, daqueles de comercial de pasta de dentes?

Os clareamentos dentais vêm se tornando cada vez mais populares e acessíveis, o que é ótimo, mas será que as pessoas sabem como um clareamento é feito e o que ele provoca nos dentes?

Bom, o dente é revestido por um “esmalte”, que nada mais é que o tecido mais duro e resistente dos organismo, composto por 96% de minerais.  Ao fazer um clareamento, os clareadores vão penetrar no esmalte do dente e reagir com os pigmentos que causam o amarelamento e as manchas, de forma que, após a reação química com os clareadores, esses pigmentos são quebrados e reduzidos a moléculas menores, o que os tornam menos visíveis a olho nu.

São dois os tipos de mancha que acometem os dentes, quais sejam as manchas intrínsecas e as manchas extrínsecas. As manchas intrínsecas são desenvolvidas dentro do dente, e geralmente decorrem do uso de alguns antibióticos ou da exposição em excesso ao flúor durante a infância. Nesse caso, o clareamento não consegue eliminar completamente essas manchas, alcançando apenas uma melhora, mas bem pouca. Já as manchas extrínsecas estão na superfície do dente e são causadas pelo consumo de café, de alimentos escuros, do tabaco, do tártaro e do avanço da idade, dentre outras coisas.

Como é Feito o Clareamento Dental?

Para tratar as manchas extrínsecas, existem dois processos possíveis, sendo que um é feito em consultório, com concentração alta de peróxido de carbamida ou peróxido de hidrogênio. Aqui, em uma única sessão, com ou sem o uso do laser, o procedimento é finalizado pelo dentista. No caso do uso do laser, ele ativa o processo e age reduzindo a sensibilidade após o clareamento. O outro processo é feito pelo próprio paciente em casa com o uso de uma moleira que é confeccionada previamente pelo dentista. Os clareadores utilizados são os mesmos, mas a concentração deles é menor. O paciente deve utilizar a moleira diariamente por cerca de duas horas durante três ou quatro semanas.

Como tudo na vida, cada uma dessas técnicas tem suas vantagens e desvantagens, mas as duas agem da mesma forma, pois o produto utilizado é o mesmo, só variando a concentração.

Qual escolher então? Converse com o seu dentista, pois ele é a pessoa mais indicada para orientar a sua escolha.

E as pastas dentais clareadoras, são seguras? Funcionam? Bom, o grande problema dessas pastas está, via de regra, na substância utilizada para gerar o branqueamento dos dentes, pois quase sempre se utiliza agentes abrasivos, que removem não só as manchas, mas causam um desgaste nos dentes, o que piora, inclusive, a sensibilidade dental.

Muitas dúvidas pairam sobre a durabilidade dos clareamentos, e isso depende muito dos hábitos do paciente, como os alimentos ingeridos, a higiene dentária, o hábito de fumar e o consumo de alimentos e bebidas escuras, como café, vinho tinto ou chás escuros, por exemplo. Quem não tem muitos cuidados tende a ter uma durabilidade menor, de cerca de um ano. Já quem evita bebidas escuras e têm hábitos mais adequados precisa fazer o clareamento a cada 30 meses, em média.

Tratamentos sem Prescrição: Perigo à Vista!

Existem muitos produtos disponíveis nas prateleiras das farmácias, vendidos de forma livre, sem prescrição média, que prometem clarear os dentes e são verdadeiras roubadas. Esses produtos podem ser pastas de dente, gel ou enxaguante bucal que possuem concentrações baixas de ativos clareadores, mas podem causar danos aos dentes devido às substâncias abrasivas.

Via de regra, esses produtos não possuem o poder de clarear, mas apenas de manter o clareamento.

É comum que as pastas clareadoras venham com a inscrição “whitening”, e essas são as mais perigosas, pois elas não possuem ativos como os dos clareadores, mas sim substâncias abrasivas que agem removendo a camada superficial do esmalte dentário, removendo, consequentemente, as manchas superficiais.  Esses agentes abrasivos causam desgaste nos dentes e aumentam a sua sensibilidade, além de terem um resultado fraco, servindo muito mais para manter o resultado do clareamento do que para clarear os dentes.

Os géis clareadores, por outro lado, agem removendo as manchas superficiais e as que ficam entre os dentes. Eles vêm com aplicadores moldáveis que servem como uma espécie de moleira, daquelas confeccionadas pelo dentista. Esses são os piores, pois as moleiras não são individuais no sentido de serem feitas de acordo com cada arcada dentária, o que acaba irritando seriamente as gengivas.

Existem também as fitas adesivas, que possuem um poder de clareamento menor, já que a concentração dos ativos clareadores é menos. Elas devem ser aplicadas duas vezes ao dia, por 30 minutos cada, por quinze dias. Como não entram em contato com a gengiva, não causam irritações, e isso é um fator bem positivo. A parte ruim é que não é muito fácil aplicá-las de forma adequada nos dentes, o que compromete o resultado final.

Existem também as canetas que “pintam” os dentes duas vezes ao dia por quinze dias seguidos, e são vendidas em consultórios. A parte ruim é que pode causar sensibilidade. Semelhante à caneta, existe o pincel, que possui concentrações mais altas de ativo clareador e deve ser aplicada duas vezes ao dia por duas semanas, sendo necessária a reaplicação a cada seis meses. É um método perigoso porque o risco de ingerir o produto é grande, e isso causaria diversos e graves males à saúde.

Como se vê, as opções são muitas, mas a escolha deve sempre ser feita em acordo com o seu dentista, que deve supervisionar todo o tratamento para evitar problemas e potencializar resultados, afinal é ele quem poderá dizer qual é o tratamento mais adequado para aquele caso específico. Isso é importante porque as técnicas de clareamento são individuais e devem ser escolhidas de acordo com as características de cada pessoa, sendo que o que funciona para uma pessoa pode não funcionar para outra.

Beijos

Ju Lopes

Clareamento Dental: Cuidados Necessários!
ESTA DICA FOI ÚTIL? VOTE AQUI

Compartilhar
Kalina Amaro

Sou jornalista, blogueira, louca por cosméticos e chocolate. ? Escrevo sobre um pouco de tudo que for relacionado ao universo feminino.. mas você vai ver meus posts mais na categoria beleza. Se esta dica foi útil pra você VOTE no meu post clicando na entrelinha ☝ acima, tá? Faça seu comentário abaixo. Beijos lindonas ?

Postagens recentes

Influência da Família na Alimentação: Dicas Da Nutri

  Influência da Família e dos Amigos no Hábito Alimentar Mais uma vez trouxemos a nutricionista Tamires Medeiros par explicar…

2 horas atrás

Queratina: O que é? Quando usar? Como usar? Como age no cabelo?

Queratina no cabelo Vira e mexe a gente escuta dizer que queratina faz bem para o cabelo, que recupera o…

20 horas atrás

Vitamina Para Cabelo E Unhas – O Guia Completo

Blogueira Kika | Instagram: @blogdakika Vitaminas paras cabelos Quem quer que o cabelo cresça rápido levanta a mão? A MAIORIA…

21 horas atrás

Melhor Protetor Solar Para o Rosto: Marcas, Diferenças, Preços

Conheça os melhores protetores solares para o rosto Os protetores solares para o rosto a muito tempo deixaram de ser…

21 horas atrás

Capacete De Led Para Queda De Cabelo: Funciona? Antes e Depois

Com o avanço da tecnologia a queda capilar não é mais um problema, já que existem inúmeros tratamentos para prevenir…

1 dia atrás

Caspas Após Progressiva: Como Tratar

Por que acontece as caspas da progressiva? Apesar da substituição do formol nas fórmulas ter diminuído o enfraquecimento dos cabelos…

1 dia atrás