Cosméticos e Dermocosméticos São Diferentes?

Se antes o que existiam eram cremes simples pra cuidar da pele, hoje a cisa é bem diferente, porque a tecnologia tem evoluído cada vez mais e com isso chegam novos ativos, novas formas de usar esses ativos e produtos que fazem muito mais do que simplesmente hidratar a pele. Um exemplo disso são os dermocosméticos, que muita gente confunde com os cosméticos. Mas será que eles são iguais ou são diferentes?

Bom, os dermocosméticos, que são também conhecidos como cosmecêuticos, agem de forma mais intensa e profunda que os cosméticos, sendo um intermediário entre os cosméticos e os medicamentos. Como são mais “fortes”, por assim dizer, que os cosméticos, os dermocosméticos possuem ação também bem diferente, mas vou explicar tudo isso “devagar”.

1. Qual O Modo de Ação dos Dermocosméticos?

Um dos grandes diferenciais dos dermocosméticos é a sua forma de ação, já que eles agem nas camadas profundas da pele, ao contrário dos cosméticos, que agem nas camadas mais superficiais. Assim, eles geram efetivamente modificações fisiológicas que resultam numa melhora da aparência da pele, sendo que os seus resultados e a sua forma de ação são embasados por estudos, enquanto que os cosméticos agem somente na aparência da pele, não tratando verdadeiramente o problema.

20110906034623dermocosmeticos

E porque isso acontece? Bom, o grande diferencial aqui é que os ativos dos dermocosméticos possuem uma maior capacidade de penetrar na pele, ao contrário dos ativos dos cosméticos que, via de regra, agem superficialmente. Dessa forma, enquanto os cosméticos disfarçam e agem superficialmente, o dermocosmético vai atuar de formas diferenciada, tratando o problema, sendo, por isso, muito indicado para tratar olheiras, rugas, cicatrizes e manchas, pois são problemas que exigem uma ação mais profunda pra gerar resultados eficazes. Ou seja, a função de ambos é diferente, e por isso os resultados são também diferentes.

2. Precisa de Receita?

Existem duas classificações  possíveis para uso de produtos tópicos: ou eles são cosméticos ou são medicamentos. Os cosméticos têm a função de garantir a beleza da pele, evitando o envelhecimento precoce e os sinais mais superficiais, enquanto que os medicamentos servem para efetivamente tratar, prevenir ou aliviar doenças, sendo que a sua comercialização está sujeita a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária e depende de testes que comprovem a segurança, os efeitos terapêuticos e a sua eficácia. Nessa última classificação estão, por exemplo, os medicamentos destinados a tratar a acne, como alguns antibióticos e corticoides.

Os dermocosméticos não podem ser classificados como uma coisa nem como outra coisa, mas são tidos, ao menos oficialmente, como cosméticos, não necessitando de receita para sua obtenção como acontece com os medicamentos.

3. E os Ativos?

Como expliquei acima, um dos diferenciais entre cosméticos e dermocosméticos são os ativos utilizados na formulação. Em se tratando de cosméticos, os ativos utilizados na formulação são de uso livre, como os óleos e manteigas vegetais, a vitamina C, a vitamina E, e o aleo vera, dentre outros. Já no caso dos dermocosméticos, os ativos, como o aminexil, por exemplo,  exigem estudos científicos que embasem o uso, e, além disso, eles são, via de regra, criados em laboratórios após pesquisas, e são também patenteados pela empresa ou laboratório fabricante.

Outro diferencial entre os dois é que a concentração do princípio ativo é bem maior nos dermocosméticos que nos cosméticos. Contudo, a concentração do ativo no dermocosmético não pode ser maior que nos medicamentos.

Outra coisa que vale ressaltar é que na formulação dos dermocosméticos não entram substâncias desnecessárias pra eficácia do produto, como, por exemplo, perfumes, corantes e conservantes. Isso é importante porque reduz drasticamente o risco de irritações e alergias diversas, que são bem comuns nos cosméticos. Pode-se dizer, portanto, que, via de regra, os dermocosméticos são hipoalergênicos.

shutterstock_60083419edit-585x280

4. Eles São Seguros?

Um ponto super importante diz respeito a segurança desses produtos, e o que se sabe é que esse tipo de produto é considerado como cosmético de grau 2 pela Anvisa, ou seja, existe uma garantia de que eles passaram por vários estudos clínicos para comprovar tanto a sua eficácia quanto para garantir a sua segurança. Assim, além da questão da segurança no uso, têm-se também a questão  da eficácia e da previsibilidade de efeitos adversos. Isso é também uma grande diferença entre cosméticos e dermocosméticos, já que os primeiros não passam pelos testes exigidos no caso dos dermocosméticos, o que significa chances maiores de surgiram efeitos colaterais diversos.

5. E os Resultados, São Melhores?

Desde o início do post venho batendo na tecla da maior eficácia dos dermocosméticos, e isso é visível na pele, pois eles agem de forma mais profunda. Quando usamos um cosmético, sentimos logo a diferença na hidratação da pele, mas o mesmo não ocorre com os dermocosméticos, pois a sua ação maior é interna, ele vai  agir e causar modificações nas camadas mais profundas da pele e por isso precisam de mais temo pra agir. Contudo, apesar de exigir mais tempo, o resultado é muito mais eficaz e duradouro, já que o problema não será maquiado, mas sim tratado.

Contudo, para alcançar melhores resultados, é preciso que do produto seja indicado por um dermatologista, poque o resultado vai depender da indicação adequada, que, por sua vez, depende do problema e das causas do problema.

6. E Quanto aos Preços?

Se o seu critério pra comprar um produto for essencialmente o preço, fique com os cosméticos, que são, via de regra, mais baratos. Já se o seu critério for a eficácia, prefira os dermocosméticos, que são sim mais caros, mas justificadamente, pois os ativos utilizados no produto e o seu desenvolvimento passam por pesquisas mais profundas, por estudos diversos que, claro, acabam aumentando o preço do produto final.

O meu critério é sempre o “melhor resultado pelo menor preço”, então primeiro olho qual o produto mais eficaz e depois vejo até quanto eu quero e posso pagar, porque na verdade não é lá muito inteligente usar um produto que só vá maquiar o problema, né? Acho mais viável pagar um pouco mais, mas com garantias de resultado a longo a prazo!

Beijos

Ju Lopes

 

Cosméticos e Dermocosméticos São Diferentes?
ESTA DICA FOI ÚTIL? VOTE AQUI

Kalina Amaro

Sou jornalista, blogueira, louca por cosméticos e chocolate. ? Escrevo sobre um pouco de tudo que for relacionado ao universo feminino.. mas você vai ver meus posts mais na categoria beleza. Se esta dica foi útil pra você VOTE no meu post clicando na entrelinha ☝ acima, tá? Faça seu comentário abaixo. Beijos lindonas ?

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.

error: O conteúdo está protegido por direitos autoriais.