Espinhas internas: como tirar e tratar

Aprenda como acabar com as espinhas internas

Aprenda como tirar as espinhas internas
Espinhas internas: como tirar e tratar

É literalmente um balde de água fria você estar cheia de planos e bem no dia seguinte acordar com uma mega espinha que irá atrapalhar o seu visual e até mesmo causar vergonha, fazendo com que não saia de casa. Pois é, isso é muito mais comum do que você imagina. A princípio, todas as pessoas estão sujeitas a terem, em algum momento da vida – ou em vários, as temidas espinhas. Essas inflamações são classificadas por grau. Se não houver lesão inflamatória, não é espinha e está classificada no Grau 1, quando há somente cravos. Mas, a partir do grau 2 é que começam os problemas. Além de cravos, as inflamações também têm pápulas e pústulas. Já a do grau 3 tem cravos, espinhas, pústulas e cistos e a do grau 5 tem lesões maiores e espinhas que podem se interconectar dentro da pele.

Talvez, a mais temida de todos são as espinhas internas. Elas não têm pontas e por isso são difíceis de serem retiradas. Provocam um inchaço principalmente no rosto, que podem sofrer com o problema. A história é a mesma das outras espinhas – o poro fica obstruído por causa da oleosidade excessiva e para complementar ainda há bactérias que ficam ali, na espreita, e que causam as inflamações. O fato de ficar bem escondidinha debaixo da pele é desesperador, porque mesmo se passarmos cremes, gel, lavar com sabonetes próprios, demoraremos a ver a diferença no inchaço e na inflamação.

Nossa dica para tratar a espinha interna é cuidar muito bem da sua pele e do seu corpo. O organismo reage a diferentes tipos de dietas e isso significa que se você tiver exagerando no consumo de gorduras, em comidas industrializadas e cheias de aditivos químicos, a sua pele pode sofrer todas as consequências. E o pior é que tudo pode aparecer no seu rosto.

Como combater a espinha interna

  1. Se você tem a pele mais oleosa, a primeira atitude é lavar pelo menos duas vezes por dia sua pele com sabonete próprio, para que sua pele fique sempre limpa. Não adianta ficar lavando o rosto a todo o momento, já que sua pele precisa de um pouco de oleosidade para se manter elástica e brilhante.
  2. A maquiagem deve ser toda livre de óleo. Atualmente, há diversos produtos que substituem a base e além de uniformizar o tom da sua pele, também são curativos nos casos de acnes.
  3. Há pessoas que têm alergias a determinados alimentos, e o resultado é que as espinhas ficam mais aparentes. Portanto, carne de porco, salgados fritos, podem também gerar esse tipo de problema.
  4. Outra dica é evitar cremes ou outros tipos de produtos que contenham muita oleosidade. Isso porque se houver uma tendência, é muito mais fácil haver a obstrução do poro e, consequentemente, as espinhas internas.
  5. É sempre bom checar, também, seus hormônios. Há alguns tipos de alterações que só ocorrem quando temos determinadas doenças. Peça para fazer exames para ver se tudo está ok.
  6. E por mais que seja tentador, segure suas mãos. Espremer espinhas internas, pode ocasionar um tremendo problema. Você pode estourar a pústula interna e ela se espalhar pela área atingida, fazendo com que fique muito maior.

Espinhas internas no ouvido

Essa é uma área delicada, que deve ser tratada com todo o cuidado possível. Se a espinha interna for muito grande e houver um incômodo e dor intensos, o melhor a fazer é procurar um especialista para que ele indique não só remédio, como procedimentos para que a inflamação vaze e você possa se sentir mais confortável.

Espinhas internas nas axilas

As axilas são também áreas sensíveis, que abrigam vários nódulos, por isso, é importante ficar atenta quando aparece uma espinha interna na área. O melhor a fazer é colocar compressas de água morna ou quente na área e tomar medicamentos para aliviar a dor. Caso não haja melhoras, é preciso também procurar um médico.

Espinhas internas no nariz

Essa é uma região complicadíssima e exige um cuidado especial. O melhor a fazer é compressas de água quente, que deverão ficar por algum tempo no local. Voltamos a repetir que essa área é delicadíssima e pode gerar uma infecção que pode se espalhar por diversas partes do rosto. Por isso, cuidado!

Espinhas internas atrás da orelha

Geralmente, nódulos e inflamações de espinhas internas atrás da orelha são mais comuns do que imaginamos. Como nem sempre podemos diagnosticar, de imediato, se é, ou não, uma espinha interna, o melhor a fazer é procurar um especialista. A área é sensível e próxima aos gânglios linfáticos. Dependendo do tamanho e da inflamação pode provocar dores no ouvido.

Espinhas internas na bochecha

Esse tipo de espinhas internas também demoram a desaparecer. O melhor a fazer são compressas de água quente no local e ter muita paciência.

Como evitar a espinha interna

Nem sempre é possível evitar completamente este mal, mas há algumas ações que podem amenizar e muito a inflamação. Mais uma vez, frisamos que espremer deve passar longe do seu pensamento, já que o risco é causar uma inflamação muito mais grave no rosto, ou em outra área do corpo, além de manchas difíceis de serem tiradas. Veja aqui alguns truques para se livrar de uma espinha interna

Vapor quente

Esse é um ótimo aliado para tratar das espinhas internas. Ferva um pouco de água e coloque em uma bacia. Coloque o local da espinha interna próximo ao vapor e fique por pelo menos 10 minutos. Esse procedimento abre todos os poros e é excelente para acabar também com os cravos.

Medicamentos

É preciso consumir um antibiótico via oral mais forte dependendo do tipo de inflamação da espinha. Nossa indicação é que procure um médico de sua confiança e pergunte sobre os principais medicamentos hoje existentes no mercado para o problema.

Isotretinoina

Esse é um dos medicamentos mais indicados para casos graves de acnes. Derivada da vitamina A, o uso desse remédio deve ter acompanhamento médico, já que os seus efeitos colaterais são fortes. A isotretinoina, que regula a quantidade de gordura no organismo, é indicada até mesmo para pessoas que têm cicatrizes e depressões causadas por cravos e espinhas.

Compressas

Compressas feitas com água quente ou algum tipo de chá verde, também com temperatura mais alta, podem ajudar a sanar a inflamação e fazer com que as espinhas desapareçam completamente.

Esfoliação

Há ótimas esfoliações caseiras para retirar as células mortas e contribuir para evitar as espinhas internas. Aqui, algumas receitas para serem feitas no seu momento de folga.

Preparação

Antes de fazer a esfoliação, lave bem o rosto com um sabonete próprio para a sua pele. Enxague com água abundante.

Açúcar e mel

Misture uma colher de açúcar cristal e outra de mel, formando uma pasta. Passe a mistura no seu rosto e faça movimentos circulares, principalmente na área que mais aparece espinhas e cravos. Enxágue.

Açúcar e limão

Uma colher de açúcar cristal com uma colher de limão. Misture bem e passe no rosto. Enxágue depois de 10 minutos.

Fubá e açúcar mascavo

Misture o fubá e o açúcar e faça movimentos circulares pelo rosto durante cinco minutos. Depois retire com água.

Alimentos que Combatem as Espinhas!

Aveia

1 colher de sopa de mel, meio limão e 1 colher em flocos grossos ajuda não só na limpeza da pele, como também na eliminação de cravos e de espinhas. Esfregue a mistura por três minutos e depois enxágue.

Mitos e verdades sobre espinhas internas

  1. As espinhas são piores na adolescênciaMito. A verdade é que elas ficam mais aparentes na adolescência por causa da efervescência hormonal da idade, mas é comum também pessoas adultas, principalmente mulheres que estão próximas à menopausa, sofrerem com espinhas que são extremamente dolorosas e precisam de tratamento médico.
  2. Sol piora acneVerdade. O sol pode aumentar a oleosidade da pele e, consequente, fazer com que haja a obstrução dos poros.
  3. Chocolate aumenta a acneVerdade. Chocolate é um alimento com alto teor de gordura. Por isso, o melhor é equilibrar o seu consumo, que deve ser feito poucas vezes por mês.
  4. Rosto limpo diminui a acneVerdade. Ao lavar o rosto com sabonetes específicos, o que vai ocorrer é que a pele vai manter-se limpa, com menos probabilidade de obstrução. Porém, é preciso cuidados para não haver exageros. Siga corretamente as indicações do seu dermatologista quanto à limpeza facial.
  5. Cosméticos podem aumentar a acneVerdade. Há alguns cosméticos que têm uma alta concentração de óleo e o resultado é o impedimento dos poros de respirar. Sempre que for comprar algum produto, prefira aqueles que não tenham qualquer tipo de óleo. E não se esqueça de, todas as noites, fazer uma boa limpeza da face para retirar qualquer resquício de maquiagem.
  6. Viver feliz diminui a acneVerdade. Há pessoas cujo estresse, ansiedade e nervosismo são uma verdadeira bomba-relógio no corpo, propícia para o aparecimento das acnes que tanto podem ser superficiais como até mesmo mais profundas. Nossa dica é você procurar fazer exercícios e também programas que te façam feliz. Tudo para que a sua pele, e todo o seu corpo, fiquem ótimos.
Espinhas internas: como tirar e tratar
4.2 (84.44%) 9 Votos

Kalina Amaro

Sou jornalista, blogueira, louca por cosméticos e chocolate. ? Escrevo sobre um pouco de tudo que for relacionado ao universo feminino.. mas você vai ver meus posts mais na categoria beleza. Se esta dica foi útil pra você VOTE no meu post clicando na entrelinha ☝ acima, tá? Faça seu comentário abaixo. Beijos lindonas ?

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.

error: O conteúdo está protegido por direitos autoriais.