Óleos Capilares: Usar É Preciso!

Me lembro que, até poucos anos atrás, os óleos capilares eram vistos com muito preconceito e eram poucas as pessoas que assumiam que usavam, mas aí veio o boom do óleo de argan e tudo mudou! Hoje os óleos capilares são a bola da vez e cada dia aparece um diferente prometendo mundos e fundos.

Eu sempre fui partidária do uso de óleos vegetais (e essenciais também!) para uma infinidade de coisas, inclusive para cuidar dos cabelos, e garanto que os efeitos surpreendem.

Mas, aqui, vale uma ressalva: é óleo vegetal ou óleo essencial. Óleo mineral não trata, maquia, e essa não é a nossa intenção, não é mesmo?

Cada óleo vegetal e cada óleo essencial possuem propriedades próprias, sendo indicados para de acordo com cada caso, então, não vale generalizar, porque um óleo pode ser uma benção pra um cabelo e uma praga para outro, já que tudo vai depender das características e necessidades daqueles fios.

Os óleos vegetais, por exemplo, são excelentes para fazer umectações, que servem para nutrir os fios. Eles são mais grossos, encorpados e não devem, por exemplo, serem usados próximo a raiz por meninas de cabelos muito oleosos, exceto em situações pontuais, e somente nas pontas, como em caso de “pontas espigadas”, por exemplo.

tratamento-queratina-alisamento-cabelos

Quando as pontas estão espigadas a melhor coisa que você pode fazer é  tratar essas pontas com óleos vegetais, que até hoje é o que apresentou mais resultados, ao  menos no meu caso. Qual óleo usar? Ah, existem vários, mas gosto muito do de coco, de abacate e de jojoba. Claro que existem outros maravilhosos, mas ainda não testei todos, né?

Para as pontas, vale fazer a umectação três vezes na semana, deixando o óleo agir por, pelo menos, uma hora apenas nas pontas, lavando normalmente os fios em seguida.

No caso de cabelos cacheados, afro e muito volumosos, os óleos vegetais são indispensáveis, e quem já provou  (do puro, 100% vegetal) não abandona jamais, pois ele nutre de tal forma que disciplina os fios, reduz sensivelmente o frizz, doa brilho e deixa os fios muito mais macios.

As meninas que, por causa do excesso de química, ficaram com os fios “esturricados” também se beneficiam demais dos óleos vegetais, que realmente tratam os fios.

De modo geral, uso o óleo vegetal uma vez por mês pra uma umectação mais “pesada”, quando deixo o produto agir por 12 horas, e, semanalmente, misturo um pouco do óleo vegetal com uma máscara de hidratação e aplico nas pontas, que andam mais espigadas que nem sei o quê!

Após o tempo de ação é só lavar os fios com shampoo e condicionador, como se faz normalmente, usar o leave-in ou creme de pentear (para quem costuma usar) e pronto.

Aos poucos, mas de forma rápida, dá para notar o quanto o cabelo melhora, o quanto fica mais saudável. E o bom é que esses óleos não são caros e rendem bastante, já que a quantidade a ser usada é pouca, porque né, o nome é umectar, não é empapar!

Beijos

Ju Lopes

Óleos Capilares: Usar É Preciso!
ESTA DICA FOI ÚTIL? VOTE AQUI

Kalina Amaro

Sou jornalista, blogueira, louca por cosméticos e chocolate. ? Escrevo sobre um pouco de tudo que for relacionado ao universo feminino.. mas você vai ver meus posts mais na categoria beleza. Se esta dica foi útil pra você VOTE no meu post clicando na entrelinha ☝ acima, tá? Faça seu comentário abaixo. Beijos lindonas ?

3 Comments
  1. Erica Suyane disse:

    Ju, na minha cidade nao tem loja de rodutos naturais, o azeite de oliva desses qi ter no supermercado, no rotulo diz qi eh extra virgem. Pode ser?
    Aqi em casa tem um oleo de canola, no rotulo diz qi nao eh refinhado, extra vigem, com ômega 6 e 9. Voce acha qi eh bom?
    Please Ju!
    To cm serias duvidas!

  2. Oi Ju, vi um anúncio de uma óleo a base de argan e macadâmia. Daí pensei, se o argan sozinho já faz milagres imagina ele com o óleo de macadâmia junto, além do mais promete milagres… Você conhece essa linha Sagge?

Leave a Reply

Your email address will not be published.

error: O conteúdo está protegido por direitos autoriais.