Reconstrução X Hidratação: Quando Investir?

Seguindo o post anterior : Aprendendo a Diferenciar Hidratação de Reconstrução

Qual Hidratação Comprar?

Eu nunca invisto pesado em hidratações, porque a função delas é fácil de cumprir, mas faço absoluta questão de usar realmente o produto e hidratar o cabelo bastante, pois de nada adianta ter uma hidratação fantástica que você só usa uma vez no mês! Muito melhor ter uma baratinha para usar sem dó, porque assim o cabelo estará realmente sendo cuidado.

Ah, tem uma hidratação que é cara, mas eu vendo até minha coleção de colares dos Filhos de Gandhy (ó paí ó!) para comprar: a Moi Moi, da L’Anza, que é hidratação e nutrição ao mesmo tempo, e “salvou” meu cabelo no corte químico. Amo e não vivo sem!

Recomendo MUITO também três hidratações fantásticas e baratas: a azul da Eh Cosméticos, a preta da Acquaflora e a da linha AMO, da Yenzah!

Reconstrução

A reconstrução faz reposição proteica, recupera os fios e recompõe a massa que une as cutículas, repondo os nutrientes essenciais para que o cabelo se mantenha saudável, para que sua estrutura se restaure, garantindo elasticidade e força da fibra capilar.

cabelo_cacheado01g_13411012453859

Quem Precisa de Reconstrução?

De modo geral, a reconstrução é indicada para cabelos que são submetidos a químicas e agressões constantes, como luzes, coloração, descoloração, progressivas, alisamentos, relaxamentos e coisas do tipo.

Isso porque essas químicas causam perda de massa capilar, perda de proteína (aminoácidos e queratina), o que deixa os fios frágeis, porosos, elásticos, finos, muito secos e quebradiços. Quando isso acontece, é preciso, o quanto antes, repor essa massa perdida, porque é ela e só ela, quem vai devolver ao cabelo o que ele perdeu, que é, no fim, o que ele precisa.

Quando o cabelo está com perda de massa, a hidratação não resolve o problema, porque ela é incapaz de dar aos fios o que eles precisam.

Não existe uma frequência ideal, porque cada caso é um caso, mas, via de regra, a indicação é fazer reconstrução a cada 30 dias, mas em certos casos é necessário um intervalo bem menos, como em casos de corte químico, como aconteceu comigo.

Como os fios estavam MUITO frágeis, se “desfazendo”, investi na reconstrução semanal até sentir que o cabelo estava mais forte, aí passei a fazer reconstruções a cada 10 dias, depois de 15 em 15 dias e agora faço a cada vinte dias.

Qual A Melhor Reconstrução?

Não existe. O que existe é a melhor para cada caso, para cada tipo de cabelo. Já vi muita reconstrução famosa não fazer efeito nenhum no meu cabelo em um momento e ser a salvação dele em outro.

Eu indico muito o Extreme Up para casos extremos, e L’Anza, Joico , Schwarzkopf e Senscience, mas existem muitas outras tão boas quanto essas.

Uma ressalva aqui é a seguinte: é altamente improvável que uma aplicação salve o seu cabelo. Provavelmente você precisará de várias aplicações para sentir o cabelo realmente recuperado e é preciso ter paciência, não tem jeito!

O cabelo se recupera aos poucos, não é de uma vez só, então é preciso manter os fios sob tratamento constante, sobretudo, quem faz químicas!

Beijos

Ju Lopes

Reconstrução X Hidratação: Quando Investir?
ESTA DICA FOI ÚTIL? VOTE AQUI

Kalina Amaro

Sou jornalista, blogueira, louca por cosméticos e chocolate. ? Escrevo sobre um pouco de tudo que for relacionado ao universo feminino.. mas você vai ver meus posts mais na categoria beleza. Se esta dica foi útil pra você VOTE no meu post clicando na entrelinha ☝ acima, tá? Faça seu comentário abaixo. Beijos lindonas ?

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.