Alimentos Pretos: Aposte!

É engraçado isso de que, para cada cor de alimento, existem benefícios relacionados. Parece terapia das cores, não é?

Já falaram muito dos alimentos vermelhos, que são bons para “um mundo” de coisas, e também dos alimentos brancos, dos amarelos… Mas os alimentos pretos também são muito benéficos para a saúde, e isso pouca gente se dá conta!

A lógica de categorizar os alimentos por cores é que, via de regra, a cor está relacionada a alta concentração de um  nutriente específico, que sempre proporcionam benefícios singulares.

Conheçam abaixo alimentos pretos (negros) que precisam fazer parte da nossa dieta!

Arroz Preto

Esse tipo de arroz não é muito comum por aqui por causa do preço, que é bem mais alto do que o dos demais tipos de arroz, mas o que ele proporciona também é bem melhor do que os demais tipos de arroz.

a_ai_do_bom_

Essa versão é menos calórica e possui uma quantidade maior de fibras que o arroz integral (cerca de 30% a mais), além da maior quantidade de proteínas, que chega a ser 20% maior do que no arroz integral. O sabor é mais forte, mas ele também possui muito mais ferro, compostos fenólicos e substâncias antioxidantes e bem menos gordura, o que significa que é, praticamente, um remédio, pois combate os radicais livres, evitando o estresse oxidativo, combatendo as doenças crônicas, o câncer, as doenças degenerativas, os problemas cardiovasculares e, de quebra, o envelhecimento precoce.

Esse tipo de arroz ajuda muito a “enxugar” as medidas, pois possui muitas fibras, e quanto maior a quantidade de fibras ingeridas, maior a saciedade e também a queima calórica. Ou seja, o organismo acelera e a fome diminui, e, com isso, a gente emagrece, porque as porções consumidas passam a ser menores.

No mais, as fibras ingeridas agem modulando a glicemia, o que evita os picos de insulina no sangue, fato essencial pra que a pessoa emagreça e permaneça magra.

Quanto aos antioxidantes, só para “fechar”, ele é onze vezes mais rico em substâncias antioxidantes que o arroz integral!

Feijão Preto

Se o arroz preto é coisa rara por aqui, o feijão preto faz parte do dia a dia e é a cara do Brasil, porque é o ingrediente principal da famosa feijoada!

O feijão preto possui mais fibras do que todos os outros tipos de feijão, e aqui estão inclusas as fibras solúveis e as insolúveis. As fibras solúveis agem controlando os níveis de colesterol e reduzindo os níveis de açúcar no sangue, enquanto que as fibras insolúveis atuam regulando o sistema digestivo e combatendo a prisão de ventre.

Muito rico em minerais, sobretudo em magnésio, o feijão preto é rico também em molibdénio, que tem a função particular de desintoxicar o organismo do sulfito presente em muitos alimentos. É muito importante fazer essa desintoxicação porque o acúmulo de sulfito causa doenças como cefaleia e até acidente vascular cerebral.

Além do magnésio, esse feijão contém altos teores de ferro, o que ajuda a evitar a anemia. Também é fonte de fósforo, de zinco, de potássio e de cálcio.

No mais, o feijão preto é rico em muitas vitaminas e em todos os aminoácidos que o corpo precisa. Além disso, possui pouca gordura saturada e pouco colesterol, sendo, portanto, bastante saudável.

photo1_thumb[2]

Como se vê, o consumo desse tipo de feijão é essencial para manter a saúde em dias, e, se consumido com o arroz, ele passa a ser uma proteína de alto valor biológico, porque o arroz é rico em nutrientes que potencializam a absorção das proteínas do feijão.

Por fim, sabe-se que o feijão preto é mais rico em antioxidantes do que qualquer leguminosa, o que protege o organismo e evita o envelhecimento precoce.

Soja Preta

Em relação a quantidade de nutrientes, a soja preta não é lá muito diferente da soja tradicional, então a grande diferença é que ela possui uma quantidade enorme de antioxidantes, sobretudo de antocianinas, que se concentra na casca desse tipo de soja. As antocianinas são fitoquímicos de ação antioxidante que ajudam na prevenção do câncer, das doenças cardiovasculares, da diabetes, das inflamações, das infecções, da obesidade e  do envelhecimento precoce.

Outros alimentos, como a amora, o açaí, a cereja, a jabuticaba e a uva roxa também são ricas nessa substância.

Ela também é rica em isoflavonas, um tipo de fitoquímico que ajuda a prevenir o câncer e a osteoporose, e alivia os sintomas da TPM e da menopausa. Graças à presença da antocianina,  a soja preta tem ação anti obesidade, vez que reduz a absorção de gordura e de glicose.

Por ser rica em fibras solúveis, também ajuda a reduzir os triglicérides, o colesterol total e o LDL, além de prevenir da diabetes.

No mais, é uma soja rica em cálcio, que é importante para dentes e ossos.

Lentilha preta

A lentilha é um alimento típico das festas de final de ano por, supostamente, proporcionar sorte e abundância. Mas existe um tipo específico de lentilha, a preta, que é encontrada mais facilmente na Ásia, que é muito rica em proteínas, em fibras, magnésio, em ácido fólico e em ferro. Embora não existam muitas diferenças entre a ” lentilha normal” e a lentilha preta, seu consumo é indicado para ajudar no funcionamento intestinal, já que é rica em fibras, que ajuda, ainda, a controlar os níveis de colesterol e de açúcar no sangue.

açai-fruto

Gergelim Preto

As sementes de gergelim são bastante nutritivas, sendo fonte de minerais essenciais, como o cálcio, de vitaminas, como a vitamina B1 e fibras. Seus nutrientes ajudam a saúde cardiovascular, reduzem as infecções, protegem contra o câncer de cólon, melhoram a saúde respiratória e evitam a osteoporose.

É também uma fonte rica de proteínas, de gorduras do bem, de fósforo e de ferro. A versão preta contém uma quantidade maior de vitamina A e de Cálcio do que a versão mais clara, e contém também um teor maior de compostos fenólicos, que agem sequestrando os radicais livres e são considerados antioxidantes naturais. No mais, contém menos calorias que a versão tradicional, é tônico geral do organismo, combate dores nos joelhos, dores lombares e reumatismos, tonifica os rins, tonifica o fígado, fortalece os tendões, evita a queda do cabelo, melhora a elasticidade da pele e fortalece os ossos.

Por fim, ele ainda ajuda na dieta, já que é rico em fibras que melhoram o funcionamento intestinal e aumentam a saciedade.

Chá preto

O chá preto possui propriedades similares as do café, e, dentre todos os chás, ele é o mais rico em cafeína, substância que possui ação vasodilatadora que dificulta o acúmulo de gorduras nos valos sanguíneos.

Além disso, o chá preto neutraliza vários efeitos prejudiciais da alimentação para o organismo, prevenindo os problemas cardiovasculares e ajudando a combater a diabetes devido ao seu teor de polissacarídeos, que inibem a glicose e são antioxidantes.

Esse chá também combate o colesterol, a obesidade, o câncer e possui ação rejuvenescedora no organismo. Quando é consumido após a refeição, ele controla a absorção de açúcar e gorduras, ajudando no controle da glicemia e nos processos de emagrecimento. Ele também faz uma faxina interna no organismo, mandando pra fora as toxinas acumuladas.

Jabuticaba

Já se sabe que a jabuticaba possui altos teores de polifenois, inclusive de flavonoides, ácido fenólico, taninos e antocianinas, que, dentre outras coisas, ajuda a combater os radicais livres e retardar o envelhecimento.

Sua casca é bem rica em pectina, um tipo de fibra solúvel que ajuda a reduzir a velocidade da absorção dos alimentos e manter os níveis de glicose no sangue estabilizados. Além disso, ajuda na desintoxicação do organismo, reduz o risco de doenças cardiovasculares e reduz o risco  de cálculos biliares.

Já a sua polpa contém bastante ferro, fósforo e outros minerais que ajudam a combater infecções e estresse, além de vitamina C, vitamina B3 e ácidos orgânicos.

Amora Preta

Eu amo amoras! Ela geladinha é TUDO na vida, e nem é bom deixar a bichinha perto de mim, senão como que nem sinto…Cara de pau, né? Mas é que ela é gostosa demais, e muito benéfica para o organismo.

É tida como um antioxidante dos mais poderosos, possuindo altos teores de polifenois, que combate os radicais livres, evita o estresse oxidativo e evita o envelhecimento precoce. Contém, também, vitamina C e catequinas, importantes para proteger o sistema imunológico e contribuir para o bom funcionamento do organismo.

Um dado interessante é que a amora possui um tipo de composto chamado 4-4-hidroxifenilbutano, que, teoricamente, age na redução da gordura corporal, assim como a capsaicina e a sinefrina.

A amora preta, que é inicialmente vermelha e fica com a coloração mais escura, quase preta, quando madura, é extremamente nutritiva e pouco calórica, já que 100 gramas da sua polpa conta com apenas 52 calorias. A composição dessa amora é, basicamente, água (80%) e fibras (em média 4,0%), o que ajuda a regular o funcionamento intestinal.

O seu chá é muito utilizado em processos de emagrecimento, e seu extrato tem, supostamente, ação moduladora dos hormônios, sendo muito usado pelas mulheres no período da menopausa para reduzir os seus sintomas.

Beijos

Ju Lopes

Alimentos Pretos: Aposte!
ESTA DICA FOI ÚTIL? VOTE AQUI

Kalina Amaro

Sou jornalista, blogueira, louca por cosméticos e chocolate. ? Escrevo sobre um pouco de tudo que for relacionado ao universo feminino.. mas você vai ver meus posts mais na categoria beleza. Se esta dica foi útil pra você VOTE no meu post clicando na entrelinha ☝ acima, tá? Faça seu comentário abaixo. Beijos lindonas ?

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.

error: O conteúdo está protegido por direitos autoriais.