Como saber se você sofre de bipolaridade?

Nós bem sabemos que o humor pode variar de acordo com o dia, conforme você dorme e acorda, o que fez no trabalho, se está de TPM. É normal ter variação de humor. Mulheres não são máquinas e nem precisam estar sempre bem, sorrindo por aí e felizes. Mas, quando há uma variação constante de humor, entre a euforia e o choro, no mesmo dia e com muita rapidez, que não passa de jeito nenhum e que surge quase sempre, é sinal de perigo. Estamos falando do quadro clínico da Desordem Bipolar e isso é uma doença que precisa ser tratada.

O transtorno bipolar não é uma doença nova, mas ainda gera muitas dúvidas entre as pessoas. Um pouco de medo e também um susto quando há casos de família ou entre amigos. De acordo com o médico psiquiátrica especializado em Hipnose Dinâmica e Medicina Psicossomática, Leonard Verea, o transtorno bipolar é justamente esta oscilação de humor de forma tão repentina. “A pessoa pode estar bem, com a autoestima elevada e logo depois ou uma semana depois pode ocorrer de se sentir depressiva, ficar dias na cama e mal humorada”, afirma o especialista.

bipolar

Não tem como descobrir o início do transtorno e nem apontar todas as causas da doença, mas ela pode começar na infância e se agravar na idade adulta. De acordo com o médico, essas alterações muito bruscas depois dos 20 anos revelam a situação da doença, que pode estar no grau maníaca, que é quando a pessoa se sente superfeliz, bem eufórica e se sente poderosa, fala alto e sobre vários assuntos diferentes. Depois, pode aparecer a fase depressiva, que é justamente o oposto: a pessoa se sente feia, reclama de tudo, fala pouco, mostra-se triste e sem esperança para nada, mal levanta da cama e deixa até de tomar banho. De acordo com o médico, estas são as características que revelam a doença e as pessoas próximas devem ficar atentas.

A primeira ação quando há suspeita, é levar em um médico psiquiátrico. A pessoa passa por vários exames e consultas, que podem apontar a situação e como será o tratamento. O tratamento podem ser com várias consultas e medicamento. Além disso, será feito um trabalho com técnicas que amenizam os sintomas. Há também um tratamento chamado de Hipnose Dinâmica, que diferente da hipnose normal, onde a pessoa fica por mais tempo trabalhando o subconsciente, faz uma abordagem onde a pessoa tratada permanece consciente, onde ela fala sobre os sentimentos, os pensamentos e as situações do corpo durante o estágio de euforia e de depressão.

Esse tipo de hipnose dinâmica está sendo desenvolvida em vários consultórios e pode ser uma forma mais rápida de encontrar um caminho para o tratamento e amenizar as alterações de humor. Leva menos de cinco minutos de conversa e o médico já consegue avaliar o estado e a gravidade da doença no paciente, que fica consciente durante todo o tratamento. A técnica trabalha bem focada no sentimento da pessoa e também na personalidade que ela cria quando está sentindo os sintomas da doença. De acordo com o médico, o transtorno bipolar não tem cura, infelizmente. Mas os pacientes precisam de acompanhamento psiquiátrico, para que essas alterações não aumentem com o tempo e sejam controladas e amenizadas cada vez mais.

Como saber se você sofre de bipolaridade?
ESTA DICA FOI ÚTIL? VOTE AQUI

Kika @blogdakika

Kika - Sou blogueira há 10 anos, dedico a vida a produção de conteúdos sobre beleza e cabelos. Amo, amo, o que faço, por isso... com muito amor <3 compartilho dicas no PatricinhaEsperta e CabelosLoiros. Insta: @blogdakika E-mail: kika@patricinhaesperta.com.br Lindona, se gostou, clica na estrelinha acima e vote ;-) Compartilhe com suas amigas. Beijos no coração.

2 Comments
  1. Legal, porém já fui em 2 psiquiatras diferentes, e mal sentava na cadeira e falava o que estava acontecendo, ele já pegava sua canetinha e receitava um sertralina…Disse que queria fazer uma terapia, algo assim, os 2 me indicaram um psicólogo…Fiquei decepcionadíssima..Foi o mesmo que dizer, “quer conversar, vai no psicologo q tem mais paciência”.

  2. Oi Marina, receita sertralina? Que psicanalista é esse que vc foi??
    Precisoooo de fluoxetina, to ficando louca ja, mas tenho medo de gastar na consulta ja que nao tenho convenio e o medico vir com tratamentos alternativos. Ai eu surto.

    Passa o endereço dele

    Bjus

Leave a Reply

Your email address will not be published.

error: O conteúdo está protegido por direitos autoriais.