Criolipólise: Saiba como se livrar da barriga sem fazer cirurgia plástica

O novo tratamento garante a redução de 20% a 25% da gordura localizada em apenas uma única sessão. Saiba tudo sobre essa nova maravilha do mundo da estética.

Sobre Kemilly Bertini

Jornalista, comunicativa, pura energia. Apaixonada pelo universo feminino, dar dicas sobre beleza, moda, cabelos, maquiagem sempre foi seu maior hobby e ajudar mulheres a descobrirem a melhor versão de si mesmas é um dos seus prazeres.

Visite Minha Página
VER + DICAS

Meu e-mail: Kemilly@patricinhaesperta.com.br

Kalina Amaro: kalina@patricinhaesperta.com.br

Anunciar: anuncie@mulhernetwork.com.br

Administrativo: natielileal@mulhernetwork.com.br

Blogueira: contato@mulhernetwork.com.br

Ou ligue

019 – 41413709

Se você é como 99% das mulheres existentes no mundo, com certeza, já desejou ou deseja se desfazer das gordurinhas localizadas que não fazem nada, a não ser atrapalhar a nossa vida. Quem nunca reclamou de uma gordurinha aqui ou outra ali é exceção à regra, já que até as mulheres magérrimas têm pelo menos um milímetro de gordura que as incomodam. Há pouco tempo o segmento estético nos oferecia uma pequena quantidade de opções eficazes na eliminação da gordura localizada. Lipoaspiração e cirurgia plástica estavam no topo do ranking. O problema é que nem todas estão dispostas a “entrar na faca”, serem sugadas por um tubo ou nem sempre há dinheiro disponível para investir nesse tipo de tratamento.

O que é criolipólise?

criolipólise

O que é criolipólise?

A criolipólise é um tratamento estético destinado para a perda de gordura localizada, aquela que é mais difícil de eliminar durante a prática dos exercícios físicos sem uma dieta adequada. A realização do procedimento é feita através de um aparelho estético cuja ponteira encobre toda a região escolhida para a sessão. A criolipólise é utilizada principalmente nas coxas, nos bumbuns, na barriga e nas papas do pescoço, tanto por mulheres quanto por homens. Por se tratar de um tratamento estético não cirúrgico, a criolipólise não requer cuidados especiais cirúrgicos e possui poucas contraindicações de acordo com o estado de saúde.

O tratamento estético em questão não pode ser realizado em mulheres grávidas, pessoas com sensibilidade ao frio, pessoas com hérnias, pessoas com infecções de pele, pessoas com doenças e pessoas que passaram por algum tipo de cirurgia recentemente. Apesar de ser chamada por muitos como uma lipoaspiração sem cirurgia, a criolipólise não remove grandes camadas de gordura ocasionadas pelo excesso de peso, mas sim combate a gordura localizada de modo que os pacientes deixem de se sentir incomodados com algumas determinas regiões dos seus corpos. Além disso, é preciso fazer exercícios e comer saudavelmente para a gordura não se recriar.

Durante a sessão de criolipólise, a ponteira do aparelho estético encobre toda a região escolhida, se encaixando junto ao formado da pele da área. O tratamento estético promove o congelamento das células de gordura localizada, chamadas pelo nome de adipócitos, elevando as mesmas para uma temperatura negativa. Na sequência, as moléculas de gordura localizada, que são endurecidas ou moles de acordo com o corpo de cada paciente, acabam explodindo. As moléculas rompidas de gordura localizada são encaminhadas pelo sistema linfático do corpo humano diretamente para o fígado, onde passam pelo processo de metabolização, isso sem gerar problemas para a saúde.

Após ser resfriada e encaminhada para outras partes do corpo humano, como, por exemplo, o fígado, a gordura localizada pede que os pacientes se alimentem adequadamente, se exercitem intensamente e tomem água com frequência após cada uma das sessões do tratamento estético. Desta forma, o metabolismo dos pacientes acelera o processo de eliminação, encaminhando as moléculas rompidas para a urina. Este procedimento de resfriamento não ocasiona frio intenso e nem dor no momento da aplicação, pois a pele sente-se anestesiada. Contudo, algumas pessoas podem sentir um ligeiro desconforto na hora de colocar e retirar a ponteira do aparelho da região.

Uma única sessão de criolipólise é suficiente para reduzir as medidas desejadas em uma determinada área do corpo, mas pessoas com mais peso podem necessitar duas sessões. Em ambos os casos, o tratamento estético pode ser realizado tanto no inverno quanto no verão, embora quem deseje ir à praia no fim do ano deve ir para a criolipólise alguns meses antes do verão. É que o corpo humano continua trabalhando na eliminação das moléculas rompidas de gordura localizada ao longo de três meses após uma sessão. O tratamento estético leva em torno de uma hora para finalizar o seu procedimento.

Quem deseja acompanhar o processo de evolução das medidas ao longo dos três meses requeridos de espera, pode tirar fotos e medir a região tratada semanalmente com uma fita métrica, bem como se pesar para acompanhar alguma mudança progressiva no peso também. Vale lembrar que a gordura localizada tratada pela criolipólise não volta para a sua origem, sendo eliminada diretamente pela urina. Contudo, ao abusar dos doces e dos carboidratos sem hábitos saudáveis, cada paciente se sujeita a obter uma nova camada de gordura localizada, que pode se instalar na mesma região de onde foi aplicado o tratamento estético anteriormente.

LEIA TAMBÉM: Terapias Naturais que Acabam com as Gordurinhas

Criolipólise

Criolipólise – foto reprodução

Mas a boa notícia é que há dois anos descobriram um novo método ultra eficaz no combate a essas gorduras. E o melhor, a técnica dispensa o uso de anestesia, agulhas, cortes e quaisquer procedimentos que sejam invasivos. Um brinde a tecnologia! Já era tempo de nos pouparem de processos dolorosos que buscam aprimorar nossa beleza. Afinal de contas, mulher já sofre o bastante. Então é hora de comemorar essa conquista que promete nos deixar lindas combatendo as gorduras concentradas por meio do congelamento das células lipídicas.

A criolipólise está no mercado há cerca de dois anos, mas ganhou atenção da mídia a pouco tempo. Toda novidade recém descoberta precisa passar por um período de avaliação, onde verificam a eficácia da técnica com a observação dos resultados. Quando a avaliação é positiva, como no caso da criolipólise, em que seus resultados mais que satisfatórios foram comprovados na maioria absoluta dos casos, o método está apto a transformar a autoestima de muitas mulheres. Há um grande respaldo por trás dessa maravilha do mundo estético, já que foi o primeiro tratamento de diminuição de gordura não invasivo, sem necessidade de intervenção cirúrgica, a ser aprovado pelo FDA – Food and Drug Administration. Além disso, a tecnologia também possui o registro da Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

É congelando o problema que se resolve

Por volta da década de 80, foram realizadas algumas pesquisas relacionadas aos efeitos da alta temperatura no corpo. Talvez você já tenha ouvido falar sobre um estudo que observou crianças que tomavam muito sorvete, com o tempo, desenvolviam covinhas nas bochechas. Uma outra pesquisa se refere a viajantes das terras congeladas que de tanto cavalgarem no clima gelado, apresentaram modificações como sulcos nas coxas por estarem mais expostas ao frio.

Ao constatar essas consequências interessantes, estudiosos de Harvard começaram uma saga investigativa na intenção de promover esse mesmo efeito na medicina estética. Acredito que eles não imaginavam o quanto essa descoberta nos faria feliz, né! Segundo um dos líderes da pesquisa, Doutor Dieter Mainstein, os estudos comprovaram que para destruir as gorduras é necessário que ela esteja sob determinada temperatura por um período de tempo específico.

Caso o procedimento não seja administrado da maneira correta, como por exemplo, se a exposição passar do tempo indicado, há risco da camada superior do tecido sofrer danificações. Porém, se for ministrada do período certo, ocorre a eliminação de gordura. A descoberta se deu por conta da comprovação de que as células adiposas são destruídas, literalmente morrem, quando submetidas à temperatura específica. Com isso foi desenvolvido o aparelho que desempenha verdadeiros milagres, é chamado de CoolSculpting. É ele quem faz o enorme favor de sugar a gordura localizada de uma vez por todas e congelar o local para que ela seja eliminada de nossas vidas.

Criolipólise antes e depois

Criolipólise antes e depois

O maior exterminador de gordura e tudo isso sem nenhum “cortezinho”

Quando comparada a outros procedimentos que prometem reduzir as medidas, ele novamente se destaca. Os outros métodos praticados em clinicas de estética só reduzem a gordura e não a destrói, como no processo da criolipólise. Funciona assim: a nova técnica leva as gorduras a seus últimos dias, por isso não há risco delas ressuscitarem e atacarem novamente. Já no restante dos tratamentos, as células podem inchar e retornar ao tecido adiposo, dessa forma o acúmulo volta à tona.

Em um congresso realizado em San Diego, nos Estados Unidos, todos os procedimentos nos quais eram utilizados ultrassom, radiofrequência e outros semelhantes foram comparados ao efeito do aparelho utilizado para a criolipólise, o CoolSculpting. A dermatologista Luciana Lourenço, confirmou que o resultado da comparação foi unânime, totalmente a favor da nova tecnologia. Concluíram que a baixa temperatura é a única tecnologia capaz de causar falência natural da gordura. Esse é um dos motivos que a fazem ser a estrela da vez em se tratando de eliminação de células adiposas.

Entenda como funciona o milagre feito para você

O tratamento age diretamente nas células de gordura da área que você decidir realizar o processo. É o CoolSculpting quem faz todo o trabalho, o aparelho suga a pele, a ação é semelhante a um “puxão”, no qual ele agarra a gordura através de dois painéis que administram as baixas temperaturas por um período de uma hora. Esse é o tempo necessário para se ver livre das indesejadas.

Quem já passou pelo tratamento conta que, ao fim, a gordura fica completamente congelada. Para se ter uma ideia, ela continua na mesma forma em que estava dentro do aparelho que parece um aspirador de . Para que a região volte ao estado normal, um profissional realiza uma massagem no local. Logo após a sessão, a pessoa está liberada para sua rotina normal, não é necessário nenhum repouso, pode-se até fazer exercício físicos. Isso é possível porque não há nenhum tipo de invasão no corpo.

Você pode pensar que ao congelar a gordura, o procedimento possa prejudicar o corpo de alguma forma, mas isso não acontece porque a pele é protegida por um gel frio que forma uma película protetora. Enquanto os órgãos não sofrem nenhuma alteração.

Entenda o processo de eliminação

Quando as células de gordura são expostas à temperatura de -2°C, elas começam a se autodestruir naturalmente, esse processo é conhecido como apoptose, é como se fosse uma morte celular programada. Com isso o sistema linfático não tem outra saída a não ser se degradar dentro de um período que pode variar entre seis a oito semanas.

A liberação da gordura acontece gradativamente, no momento em que ela é dispensada pelo sistema linfático e metabolizada no fígado, o que não altera o desempenho do órgão de forma alguma. É importante ressaltar que a criolipólise também não causa necrose.

Se anime ainda mais com os resultados

Imagina só como dever a sensação de realizar um dos maiores sonhos estéticos de todos os tempos: acabar de vez com o “pânceps”, apelido derivado do vulgo pança ou barriga que ninguém quer ter. Agora, nós não só podemos, como devemos, nos jogar nessa novidade que nos garante a perda de gordura de 20% a 25% em qualquer área que a gente quiser. E isso tudo só na primeira sessão. O intervalo entre cada uma deve ser de seis a oito semanas. Afirmam que os resultado maravilhosos podem ser percebidos dentre um a dois meses. Esse é um dos motivos que fazem a criolipólise ser a estrela da vez em se tratando de eliminação de células adiposas, já que a satisfação é fato consumado em 100% dos pacientes.

LEIA TAMBÉM:

O espaço de tempo em que você não poderá realizar sessões e a quantidade necessária para alcançar o que deseja serão definidos pelo médico que está te acompanhando. Vale ressaltar que a eliminação das células de gordura são variáveis e dependem mais do metabolismo da pessoa, do que da própria técnica. Portanto, ela pode ser expulsa do organismo rapidamente ou não. Só nos resta tentar!

Criolipólise antes e depois.

Criolipólise antes e depois. Foto reprodução

Quem pode fazer a nova técnica?

Ela é recomendada para pessoas que são acometidas pela terrível gordura localizada. Pode ser realizada tanto em mulheres, como também em homens que dispõem de gordura em qualquer uma das partes do corpo. Como tudo na vida, há sempre um porém no meio do caminho, nesse caso, só estão aptos a passar pelo procedimento quem está dentro dos padrões do peso ideal. Ou seja, quem está de bem com a balança.

Há uma mentalidade que precisa ser modificada, pois algumas pessoas procuram o tratamento na esperança de que isso os ajude a emagrecer, mas não é bem assim que acontece. Esse novo método não tem o poder de emagrecer uma pessoa fazendo com que ela retorne ao peso indicado. O emagrecimento só acontece quando se decide encarar uma dieta balanceada que, quando associada à uma rotina de exercícios físicos, com certeza, diminui os quilos em excesso. No entanto, para aqueles que desejam eliminar as gorduras localizadas mais resistentes, a criolipólise é super indicada. Esse é um dos seus principais diferenciais, mandar embora as gordurinhas que resistem até os exercícios e também a dieta. Para essas pessoas, perseguidas por essa carma mais que indesejado, esse é o tratamento não invasivo ideal.

Contraindicações da Criolipólise

É preciso se atentar há um pequeno detalhe antes de decidir aderir ao procedimento. Infelizmente, pessoas que não estão dentro do seu peso ideal, aquele considerado saudável, que é determinado através da altura e do peso, não poderão realizar a criolipólise. Assim como ocorre em outros tratamentos como na lipoaspiração, nesse também não é recomendado para pessoas com sobrepeso ou obesas. O alto índice de flacidez também é um fator contrário a este procedimento e impede a pessoa de realizá-lo.

Porém, nem tudo está perdido, se não é por essa tecnologia, certamente existe outra capaz de resolver o problema que te incomoda. Nos casos em que a gordura aparece em mais de um local e quando o problema é o sobrepeso e a flacidez, uma boa solução são os tratamentos muito eficazes como a cavitação, a radiofrequência e a lipo sem corte, que utiliza o Power Shape Plataform. Esse último é considerado o método mais eficiente quando o assunto é lipo sem intervenção cirúrgica.

As restrições não acabam por aí, além das que já citamos acima, estão restritas ao procedimentos pessoas que tenham diabetes com alterações, ou seja, que apresente níveis desregulados. Quem tem hérnia na área a ser tratada, gestantes e pessoas com idade menor que 18 anos. Indivíduos que sofrem das doenças relacionadas ao frio como a urticária ao frio, mais conhecida como alergia ao frio e ao vento, temperaturas baixas e tudo que seja gelado e também a crioglobulinemia, uma doença vascular de tipo raro.

A pergunta que não quer calar é: a gordura pode voltar?

Gostaria de responder que não, mas infelizmente ela pode voltar sim. A bandida gosta de implicar a gente! Não há um tratamento que impeça que as células de gorduras apareçam ou retornem ao corpo. O raciocínio é simples, se você comer muitas calorias e não gastar ou não praticar exercícios, a tendência do organismo é armazenar gordura, principalmente na região do abdômen. Para manter o aspecto slim é preciso unir uma boa alimentação à práticas de exercícios físicos. E já que resolveu investir no tratamento, é mais que recomendado seguir uma dieta passada por um nutricionista.

Não é preciso ter medo de se jogar nessa novidade

A criolipólise cumpre o que promete e garante satisfação total. Quem já se aventurou com procedimento diz que a dor é mínima, é comparada a pequenos beliscões que logo passam. Além disso, é super segura, uma vez que a gordura é despedaçada lentamente e, por isso, não causa flacidez e não há risco de embolia.

Custo benefício
Que vale a pena, a gente já se convenceu disso, depois de todos os benefícios mensurados aqui. Mas e quanto ao preço, porque esse sim é um detalhe de extrema importância. O valor é bastante variável, uma vez que se difere muito de acordo com a localização. Mas a média gira em torno de R$ 1.500 a R$ 3 mil. O cálculo do valor também depende da área escolhida para o tratamento. Para alguns, esse preço é irrisório, já para outras, um tanto quanto salgado. Quem sabe economizando por um tempinho não rola de fazer o tratamento dos sonhos de grande parte das mulheres. Vale a pena economizar por uns meses para ter a tão sonhada barriga chapada.

Sobre Kemilly Bertini

Jornalista, comunicativa, pura energia. Apaixonada pelo universo feminino, dar dicas sobre beleza, moda, cabelos, maquiagem sempre foi seu maior hobby e ajudar mulheres a descobrirem a melhor versão de si mesmas é um dos seus prazeres.

Visite Minha Página
VER + DICAS

Meu e-mail: Kemilly@patricinhaesperta.com.br

Kalina Amaro: kalina@patricinhaesperta.com.br

Anunciar: anuncie@mulhernetwork.com.br

Administrativo: natielileal@mulhernetwork.com.br

Blogueira: contato@mulhernetwork.com.br

Ou ligue

019 – 41413709

Saiba Mais

#QUEROMUITO

A NOSSA LOJA ONLINE
 Oferta de 30% Progressivas
QUEROMUITO