Qual é a origem do Óleo de Macadâmia?

macadâmia

O óleo de macadâmia, produto comumente utilizado para a hidratação dos cabelos, é produzido através da extração de duas vertentes de plantas, que são chamadas pelos nomes de macadamia integrifolia e macadamia tetraphyll. Estas plantas podem ser encontradas em florestas úmidas da Austrália, sendo que a extração do óleo de macadâmia da matéria-prima é realizada apenas em uma única estação climática do ano, que é o outono. A matéria-prima em questão, a macadâmia, por sua vez, trata-se de uma fruta semelhante às nozes e às amêndoas, encontrada dentro de uma casca avermelhada e arredondada, assim como as suas duas semelhantes.

As nozes de macadâmia são comestíveis e altamente utilizadas pela indústria alimentícia para a produção de doces e sorvetes. Outros tipos de indústrias utilizam as mesmas frutas em perfumes também. Com a descoberta de que as nozes poderiam ser extraídas até a obtenção do óleo das macadâmias, descobriu-se ainda que as suas propriedades são altamente benéficas para a hidratação dos cabelos. Por causa da especulação industrial a partir de então, aliado à possibilidade de extinção das plantas macadamia integrifolia e macadamia tetraphyll, outros países começaram a realizar plantações, como é o caso da África do Sul, Hawaii e Nova Zelândia.

Também começaram a surgir plantações de macadâmia no Brasil, na Costa Rica, nos Estados Unidos, na Guatemala, na Quênia e no Uruguai. Contudo, a qualidade destas plantações se difere de país para país por causa das condições climáticas, que são mais favoráveis na Austrália por não se tratar de um país tropical. A macadâmia é utilizada não apenas na culinária e nos cabelos, mas também na medicina para a produção de remédios naturais. Já nos cabelos, o óleo de macadâmia, extraído das nozes, possui resultados semelhantes ao óleo de argan, sendo altamente recomendável para controlar, disciplinar e fortalecer os fios.

Nos produtos de cabelos disponíveis no mercado da beleza, o óleo de macadâmia pode ser encontrado em shampoos, máscaras, condicionadores, cremes ou puros, podendo ser aplicado em todos os tipos de cabelos. Algumas gotas podem ser pingadas dentro do frasco de um dos produtos de cabelos citados, mas o uso ideal do óleo de macadâmia ocorre através da aplicação pura no comprimento dos cabelos, em pequenas gotas, apenas para suavizar os fios ásperos e facilitar o penteado. Com propriedades hidratantes, nutritivas e regenerativas, o óleo de macadâmia oferece vários benefícios importantes, mas não substitui o protetor térmico usado na modelagem.

Em termos científicos, a composição do óleo de macadâmia, extraído da plantação de macadamia integrifolia e macadamia tetraphyll na Austrália, possuindo coloração amarelo claro, é formado por ativos, como, por exemplo, ácido araquidico, ácido estearico, ácido mirístico, ácido oléico, ácido palmítico, ácido palmitoleico, cálcio, fósforo, niacina, proteína, óleo, riboflavina e tiamina. Todos estes ativos permitem que os fios sejam hidratados, nutridos, regenerados e umedecidos, revertendo os quadros de queda, enfraquecimento, frizz, volume, aspereza, oleosidade, caspa, envelhecimento, quebra, elasticidade, porosidade, ressecamento e danos. No entanto, é preciso adquirir estes óleos funcionais através de marcas e empresas confiáveis que não acrescentam menos óleo de macadâmia nas embalagens do que o anunciado.

Dos componentes citados acima, integrantes da formulação natural óleo de macadâmia, destacam-se o ácido oléico e o ácido linoléico, como são conhecidas as ceramidas, que podem ser definidas como substâncias umectantes que fortalecem e regeneram os cabelos, resultando na reversão dos quadros de quebra capilar e queda capilar. Como o ideal é seguir um ciclo de cronograma capilar, o óleo de macadâmia é recomendado para as fases de hidratação dos cabelos secos ou ressecados, já que existem produtos específicos para a devolução de nutrientes essenciais e ainda para a reconstrução das fibras capilares danificadas. Mas, quem não segue o ciclo à risca, pode aplicar o produto quando desejar.

Qual é a origem do Óleo de Macadâmia?
ESTA DICA FOI ÚTIL? VOTE AQUI

Sobre Kalina Amaro

Sou jornalista, blogueira, louca por cosméticos e chocolate. 👯 Escrevo sobre um pouco de tudo que for relacionado ao universo feminino.. mas você vai ver meus posts mais na categoria beleza.

Se esta dica foi útil pra você VOTE no meu post clicando na entrelinha ☝ acima, tá?
Faça seu comentário abaixo. Beijos lindonas 😘

Minha Página
Saiba Mais

Kalina Amaro: kalina@patricinhaesperta.com.br

contato@patricinhaesperta.com.br / redacao@patricinhaesperta.com.br

* Saiba como escrever para o site PatricinhaEsperta CLIQUE AQUI.

Os cabelos precisam de queratina mesmo?
Qual é a origem do Óleo de Argan?

Faça seu comentário aqui

RSS 2.0

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: O conteúdo está protegido por direitos autoriais.