Alimentação Para Reduzir os Efeitos da Menopausa

A menopausa é um processo natural pelo qual todas as mulheres passam quando a idade “vai chegando”, em torno dos 45 anos, mais ou menos. Contudo, apesar de ser natural e esperado, é temido pelos seus efeitos, que inclui calores, suor noturno, insônia, cansaço, irritabilidade, queda da libido, fadiga e muitas outras coisas.

São muitos os coadjuvantes no tratamento dos sintomas da menopausa, e é ótimo que se lance mão deles, mas existe uma coisa simples que ajuda demais: a alimentação correta!

Alguns alimentos possuem determinados nutrientes que são muito benéficos para as mulheres que já chegaram à menopausa, pois ajudam a reduzir seus sintomas.

Quais nutrientes são esses? O magnésio, a vitamina E, a vitamina C, a vitamina D3, o ácido fólico, o selênio,  o zinco, o cálcio, os fitoestrogeneos, os carboidratos integrais as proteínas de alto valor biológico, como a quinoa por exemplo. Esses nutrientes reduzem os déficits hormonais da progesterona e do estrogênio.

As frutas, as verduras, os grãos integrais e as sementes oleaginosas são ótimas fontes desses nutrientes.

Captura de tela inteira 23042013 192755

A vitamina C, por exemplo, que está presente em dezenas de alimentos, sobretudo nas frutas cítricas, ajudam na síntese dos hormônios ovarianos, enquanto que o selênio, que é encontrado em altas doses na castanha-do-Pará, melhora a memória e ajuda a manter as funções cerebrais em ordem, o que é muito importante nessa fase da vida, já que elas tendem a reduzir.

Assim, é preciso investir em alimentos que fortaleçam o organismo, que tende a ficar mais frágil e vulnerável nessa fase. Alimentos ricos em cálcio e os vegetais verdes são também essenciais, já que são indispensáveis para a saúde óssea, que tende a “cair” nessa época, podendo levar a quadros de osteoporose, por exemplo.

Alimentos ricos em vitamina E, como as sementes oleaginosas, são altamente antioxidantes e ajudam na redução das ondas de calor, enquanto os ovos e cereais integrais, fontes ricas de vitamina B6 são indispensáveis para a formação de neurotransmissores como o triptofano, que melhoram o bem-estar, reduzem a irritabilidade e o cansaço. A vitamina D3, encontrada nos óleos vegetais, como o de oliva e abacate, por exemplo, melhora a absorção do cálcio e protege o sistema imunológico.

O magnésio, que é encontrado nas sementes oleaginosas, na beterraba, nos grãos e nos cereais integrais, melhora o humor, contribui para o bem-estar, evita a irritabilidade, relaxa a musculatura e atua na formação dos neurotransmissores. Já o ácido fólico reduz o risco de câncer de mama, que é alto nessa fase, e pode ser encontrado nos vegetais verde escuros, enquanto o cálcio, que também está presente nos vegetais verdes, assim como no leite e seus derivados, garante a manutenção da massa óssea.

Não se pode esquecer do selênio, um poderoso antioxidante que fortalece as funções cerebrais, do zinco, que é essencial para a síntese dos hormônios e para potencializar as funções estrogênicas e das proteínas de alto valor biológico, que  evitam o enfraquecimento dos músculos.

Para completar, o ômega 3, que melhora os impulsos nervosos, a fluidez sanguínea e as funções cerebrais.

Beijos

Ju Lopes

Alimentação Para Reduzir os Efeitos da Menopausa
ESTA DICA FOI ÚTIL? VOTE AQUI

Kalina Amaro

Sou jornalista, blogueira, louca por cosméticos e chocolate. ? Escrevo sobre um pouco de tudo que for relacionado ao universo feminino.. mas você vai ver meus posts mais na categoria beleza. Se esta dica foi útil pra você VOTE no meu post clicando na entrelinha ☝ acima, tá? Faça seu comentário abaixo. Beijos lindonas ?

1 Comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.

error: O conteúdo está protegido por direitos autoriais.