Quais os Principais Sintomas do Déficit de Atenção?

Ainda hoje, em pleno 2013, são muitas as afirmações nebulosas acerca do Déficit de Atenção, que muitas vezes é encarado como um bicho de sete cabeças, o que é um absurdo.

Os pais, quando recebem o diagnóstico, de modo geral, ficam meio “sem chão” por acharem que os filhos serão verdadeiras pestinhas que não aprendem nada e, como já ouvi certa vez, “não dão para nada”. Isso é mito, isso é desinformação e isso é preconceito.

Todas as pessoas possuem características únicas, e não só os portadores de déficit de atenção é desatento, impulsivo ou hiperativo. Sim, essas são as principais características desse “problema”, e pode sim, afetar severamente a vida da pessoa que o possui, tanto em relação ao aprendizado, quanto ao convívio social, familiar, profissional e emocional, só que isso só vai acontecer se não houver acompanhamento. Então cabe aos pais, em casa, observar o comportamento dos seus filhos, e os educadores, nas escolas, observar o comportamento dos seus alunos, e tomar as medidas cabíveis.

Conheço casos, e não são poucos, de pais que notam essas características em seus filhos e não procuram ajuda médica por puro preconceito, porque neurologista ou psiquiatra é coisa de “gente maluca”. Tenho, de verdade, vontade de dar umas duas sacodidas das boas, porque quem sofre é a criança, quem paga é a criança, que, infelizmente, não tem o que fazer.

Captura de tela inteira 25042013 210601

Em muitos casos, para piorar o quadro, há associação de outros transtornos, como transtornos de ansiedade e transtornos de humor, por exemplo.

Vale ressaltar que existem tipos diferentes de pessoas com déficit de atenção. Há aquelas que são predominantemente hiperativas ou desatentas, há os predominantemente hiperativos/impulsivos  e há os casos combinados, com sintomas de desatenção, hiperatividade e impulsividade.

Quando em crianças, a hiperatividade pode ser facilmente observada a partir de manifestações comportamentais como inquietação, dificuldade em não permanecer sentadas ou paradas quando necessário, correr ou se movimentar excessivamente, possuir dificuldade para permanecer em silêncio, parecer estar “ligada” o tempo todo e falar sem parar. O que, aliás, é comum na grande maioria das crianças.

Já em adolescentes e adultos essa hiperatividade tende a se manifestar como uma dificuldade em permanecer em silêncio, em se envolver em atividades tranquilas e como uma inquietação que parece não ter fim. Essa inquietação vem em forma de impaciência, de não deixar o outro falar, de interromper conversas, de não esperar sua vez pra nada, de fazer interrupções constantes e de não conseguir concluir tarefas.

A desatenção, outro sintoma clássico e bem mais comum que a hiperatividade, se manifesta de diversas formas. É comum que a pessoa não preste atenção nos detalhes e cometa erros que, se fizesse as coisas com calma e atenção, não cometeria. O que parece, na maior parte do tempo, é que a pessoa está “fora do ar”, em um mundo à parte.

A dificuldade de concentração em assuntos que não são do seu interesse também é uma característica bastante comum, assim como a desorganização, que é predominante.

Palavra de quem tem déficit de atenção: existe um “duende da bagunça” que coloca tudo fora do lugar, porque não é possível que uma pessoa sozinha consiga ser tão desordeira!

Beijos

Ju Lopes

Quais os Principais Sintomas do Déficit de Atenção?
ESTA DICA FOI ÚTIL? VOTE AQUI

Kalina Amaro

Sou jornalista, blogueira, louca por cosméticos e chocolate. ? Escrevo sobre um pouco de tudo que for relacionado ao universo feminino.. mas você vai ver meus posts mais na categoria beleza. Se esta dica foi útil pra você VOTE no meu post clicando na entrelinha ☝ acima, tá? Faça seu comentário abaixo. Beijos lindonas ?

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.

error: O conteúdo está protegido por direitos autoriais.