Bichectomia – O que é? Quem pode fazer? Riscos

Bichectomia

Bichectomia – O que é? Quem pode fazer?

Bichectomia: uma técnica eficaz para modificar o seu rosto

Que atire a primeira pedra que nunca se sentiu incomodado por alguma característica do seu rosto ou corpo. Mas, há algumas pessoas, cujo incômodo atrapalha o lado social da vida. Essas pessoas, por causa de algo que não gostam passam a restringir suas saídas sociais e o resultado é que há um isolamento e consequente depressão.

O melhor é que a medicina evoluiu muito e há várias intervenções que podem ser feitas atualmente. Já ouviu falar em bichectomia? Esse tipo de cirurgia é para retirar o excesso da chamada bola de bichat, estrutura gordurosa presente na face, principalmente na área das bochechas.

Bichectomia- Você faria?

A Bichectomia é uma cirurgia que vem conquistando cada vez mais adeptos no Brasil- e lá fora também. Ela realiza a retirada da bola de Bichat, um pequeno acúmulo de gordura nas bochechas, que faz com que o rosto pareça maior e menos harmônico.

A cirurgia é indicada para quem não gosta do seu perfil ou acredita que possa afinar os contornos do rosto. Simples e com pós-operatório bastante tranquilo, a Bichectomia está cada vez mais popular.

Apesar de ser um procedimento bastante simples, a Bichectomia deve ser realizada por um profissional competente e especializado nesse tipo de intervenção afinal, o rosto é um local com várias ramificações de nervos importantes e uma cirurgia mal feita pode causar resultados irreversíveis.

A bichectomia é uma cirurgia relativamente simples, que pode ser feita com cirurgia local ou até mesmo sem sedação. Pode durar até 40 minutos. O maior efeito da bichectomia é tirar o efeito fofão e você ficar com uma estrutura do rosto muito parecida com a de Angelina Jolie, por exemplo.

O rosto fica bem mais definido e as maçãs mais evidentes, fazendo com que a pessoa tenha um perfil fino e magro. Apesar de ser muito famosa nos Estados Unidos, com a procura principalmente das principais celebridades de Hollywood, o procedimento ainda está engatinhando no Brasil.

Se você se interessou pela bichectomia, saiba que é um procedimento muito simples. O corte não ultrapassa 1 cm e é feito na parte interna da boca. Os pontos dados no corte são absorvidos e não há qualquer tipo de cicatriz. O que ocorre durante a cirurgia é que a bola de gordura que dá o formato indesejado é retirado e o rosto fica mais afinado.

Para quem é indicada a bichectomia?

Para quem é indicada a bichectomia?

Para quem é indicada a bichectomia?

Eis a questão. Se você se sente muito, mas muito mesmo, incomodado com o formato do seu rosto, pode conversar com um especialista sobre a possibilidade de fazer a cirurgia. Mas, antes de qualquer tomada de decisão, tenha uma conversa sincera com o cirurgião plástico escolhido para saber se esse novo formato combina com o seu perfil. Pergunte se é possível fazer uma projeção, por meio de computação gráfica, de como ficará o seu rosto.

Através da bichectomia é possível afinar o rosto em até 70% de espessura. Isso significa uma mudança radical no formato e até mesmo na maneira como você se identifica. Então, não se faça de rogada. Faça perguntas, questione. Não saia do consultório sem estar completamente satisfeita com o retorno de suas principais dúvidas.

Quem pode fazer a Bichectomia ?

O ideal é que o crescimento já tenha sido completo, ou seja, adolescentes até podem realizar a cirurgia, mas é indicado que seja feita apenas após os 18 anos, pelo menos. Por ser uma intervenção pouco invasiva, a paciente não precisa de internação. Feita sem deixar nenhuma marca ou cicatriz aparente, a cirurgia promete resultados surpreendentes. Para a retirada da bola de Bichat, é feita uma pequena incisão dentro da bochecha e por ela o acúmulo de gordura é retirado. O local recebe poucos pontos, que são retirados, em média 10 dias depois.

Os resultados finais podem levar até seis meses para serem observados de forma definitiva.

A Bichectomia além de estética, pode ser funcional, já que algumas pessoas possuem a bola de Bichat um pouco maior e acabam mordendo a bochecha constantemente, o que pode causar danos sérios à saúde da boca. A diminuição das bochechas também aumenta a autoestima das pacientes, já que valoriza os contornos do rosto e realça o perfil e as maçãs do rosto, causando o chamado “efeito blush”.

Como é a preparação para a bichectomia?

Toda cirurgia exige uma série de exames para que você não corra quaisquer riscos. Com a bichectomia não é diferente. Você precisará fazer exames pré-operatórios e de risco também. O ideal é que pelo menos um mês antes da cirurgia você pare de fumar, se tem esse hábito. E o cirurgião que fará a intervenção deve ser o mais conceituado possível. Isso porque, ao fazer a bichectomia, o médico faz intervenções em uma das áreas mais delicadas do rosto. São vários nervos e canais salivares e qualquer acidente durante a cirurgia pode rendar até mesmo uma paralisação facial.

Existem riscos na cirurgia de Bichectomia?

O procedimento é simples, mas uma cirurgia sempre oferece riscos. Com anestesia local, a retirada da bola de Bichat deve ser feita com muito cuidado, pois a região tem várias ramificações de nervos muito importantes para o rosto, responsáveis pelas sensações, movimentos e salivação. Uma cirurgia mal feita pode causar danos a esses nervos, ocasionando paralisias faciais e falta de salivação- em alguns casos, esses problemas não tem solução. Além disso, a proporcionalidade também é importante. Um médico sem experiência no procedimento pode retirar mais ou menos gordura que o necessário e, no final, não produzir o resultado obtido.

Ao fazer qualquer tipo de cirurgia, sempre podemos incorrer em riscos. Há situações extremas como a citada acima, mas também outros riscos de lesões e até mesmo que a cirurgia não dê certo. Por se tratar de um corte, há riscos de infecções.

Como diminuir os riscos?

Para diminuir as chances de alguma coisa dar errado, a primeira coisa é procurar um bom profissional. Cirurgiões plásticos e dentistas são habilitados para realizar a intervenção.

Normalmente, cirurgiões plásticos fazem a cirurgia em um centro cirúrgico, em um hospital, com acompanhamento de anestesistas e toda a estrutura hospitalar para o caso de algum imprevisto. O procedimento é feito da mesma maneira: com anestesia local e leve sedação, corte pequeno por dentro da boca e pontos. No consultório, o dentista também faz anestesia local e caminho é igual.

O importante é escolher um profissional que tenha experiência nesse tipo de cirurgia e que tenha especialização em cirurgia facial. Como já dissemos, apesar de simples, a Bichetomia pode trazer problemas bem sérios se for mal feita.

Portanto, não defina seu cirurgião pelo preço, mas pela competência, afinal sua saúde não tem preço.

Pós-cirurgia: como é?

Em geral, o pós-operatório da Bichectomia é bastante tranquilo. Nos primeiros dias há bastante inchaço no rosto- o que é absolutamente normal. A alimentação deve ser controlada nos primeiros dias, para que não haja acúmulo de sujeira no local dos pontos. As atividades devem ser retomadas aos poucos, para que não haja problemas com os pontos e com a cicatrização. Quer saber quais os principais cuidados? Confira aqui:

  • 1- Colocar bastante gelo no local para ajudar a diminuir o inchaço;

  • 2- Alimentação líquida ou pastosa nos dois primeiros dias;

  • 3- Cuidados com a higienização do local dos pontos;

  • 4- As atividades de rotina podem ser retomadas após 10 dias, sem que haja esforço;

  • 5- Atividades aeróbicas, como academia ou corrida, só podem voltar a serem praticadas após 3 a 4 semanas.

É preciso estar ciente que a área onde é feita a bichectomia é sensível, e isso pode significar algumas dores, além de o local ficar inchado e um pouco roxo. De uma maneira geral, os médicos indicam compressas algumas vezes por dia para a diminuição do inchaço. O corte também vai exigir uma alimentação mais líquida por pelo menos 10 dias, então prepare-se para tomar sopas, sucos, vitaminas, iogurtes, chás, enfim, todos os alimentos que são deglutidos de maneira mais fácil.

Você também precisará ficar de molho do trabalho e das principais atividades sociais – escola, festas, eventos – por alguns dias. Há pessoas cuja recuperação e cicatrização são super rápidas e em pouco tempo, no máximo cinco dias, a vida já está completamente normalizada nesses quesitos. Há outras que demoram mais e podem ter de suspender suas atividades até por sete dias.

Para quem ama academia, corridas e caminhadas, além de outros tipos de exercícios físicos, é bom saber que será preciso, também, dar um tempo nessa rotina. A recomendação médica é de pelo menos uma semana sem qualquer tipo de atividade física.

Posso ter algum problema no futuro?

Existem pessoas que também ficam com medo dos resultados no futuro acreditando que possa haver algum problema. Apesar de bastante comentado, o envelhecimento facial não é “adiantado” pela cirurgia, já que a retirada de gordura poderia fazer falta no futuro. Mas isso não acontece. Aquela imagem do rosto com um “buraco” na bochecha nada tem a ver com a retirada da bola de Bichat, já que a gordura que é consumida com o envelhecimento está nas maçãs do rosto e na área dos olhos e não nas bochechas. Não se preocupe- o procedimento não vai trazer problemas.

A bola de Bichat pode voltar?

A Bichectomia elimina de vez a bola de Bichat, que não volta a crescer. O que acontece muitas vezes é que a pessoa ganhe peso e com isso, o rosto pareça estar mais cheio. Mas a bola de Bichat não volta a crescer.

Quanto custa a bichectomia

O procedimento já começa a se tornar popular no Brasil e vários especialistas estão se especializando nesse tipo de cirurgia. Nossa indicação é que vocês procurem esses profissionais. Geralmente, uma cirurgia de bichectomia pode custar 5 mil reais. Porém, o que se tem visto em muitos casos são profissionais que conjugam alguns outros procedimentos à técnica. Converse com o seu cirurgião se quiser também uma lipoaspiração de papada, um lifting de face, que podem ser realizados ao mesmo tempo.

Lifting de bochecha

Lifting de bochecha

Lifting de bochecha

Para quem deseja apostar em outro procedimento, o lifting de bochechas é um outro tipo de técnica que também está se tornando bastante popular no Brasil. O procedimento é feito principalmente para as pessoas que já não têm volume e projeção da região das maçãs do rosto. Essa ação é muito comum principalmente com o passar dos anos, quando as maçãs do rosto ficam achatados, forma-se o chamado bigode chinês, e também as temíveis bochechas de buldogue.

O resultado do procedimento é que ocorre a volta do equilíbrio no rosto, que fica também mais rejuvenescido. O melhor é que o lifting de bochechas é não invasivo, o que significa que não há cortes, além de ter uma recuperação rápida.

Você pode fazer uma restauração do volume malar, procedimento em que há uma verdadeira restauração das chamadas maçãs do rosto.

Como isso ocorre?

O lifting é realizado com fios de dermos sustentação que levantam essa parte do rosto. Caso seja necessário, pode ocorrer também um enxerto de gordura. Se houver essa indicação, essa gordura é retirada de partes do corpo como o abdômen, coxas. Depois de higienizada, essa gordura é estocada para ser utilizada no momento da cirurgia.

Para quem tem as bochechas caídas, essa técnica também é ótima. Ela não só faz uma reposição da gordura flácida, como também utiliza o lifting com fios de dermo sustentação para fazer com que o seu rosto tenha maior equilíbrio. O resultado é maior juventude.

Quem pode fazer o lifting de bochechas?

Como falamos acima, esse é um procedimento para quem tem flacidez como também perdeu sustentação na região das bochechas. Geralmente, isso ocorre por volta dos 40 anos ou em pessoas que passaram por um tratamento de emagrecimento radical. Por ser uma técnica não invasiva, mesmo pessoas cardiopatas, com diabetes ou até mesmo idosas podem se beneficiar do lifting para bochechas.

Outra indicação é para pessoas de pele negra que, em cirurgias convencionais, pode ficar com uma cicatriz mais pronunciada por causa da melanina. Como não há cortes, esse risco inexiste.

Qual é o preparo para o lifting de bochechas

Você precisará alguns exames clínicos como hemograma e exames para coagulação. Mais uma vez reforçamos que se você tem o hábito de fumar, é preciso suspender por pelo menos um mês antes do procedimento. No momento do procedimento, a preparação é muito simples. A anestesia é local e, caso haja um grau de ansiedade muito grande, você pode pedir ao médico para que haja sedação. Isso garantirá que você dormirá durante todo o tempo da cirurgia.

É bom ficar sabendo que o lifting de bochechas provoca dores, que podem ser mais intensas em alguns pacientes. Isso é determinado pela intolerância que cada pessoa tem à dor.

Pós lifting de bochechas

Como qualquer intervenção, mesmo não havendo cortes, pode ocorrer um leve inchaço na região e também hematomas. Esse desconforto pode durar até três semanas. A indicação dos especialistas é utilizar compressas com gelo no local para diminuir as contusões.

As atividades profissionais terão que ficar paralisadas por pelo menos uma semana. Há pacientes que não ficam com tantos hematomas e nem sentem dores e podem voltar às suas atividades em menos tempo. Já os exercícios físicos também terão de ficar em suspenso por um tempo.

Tal como a bichectomia, também o lifting de bochechas deve ser realizado por profissional especializado na técnica. O melhor a fazer, antes de qualquer procedimento, é pesquisar quais são os especialistas na técnica.

Quanto custa o lifting de bochechas?

O lifting de bochechas podem custar até R$ 3 mil reais.

Como você viu, se essa parte do seu rosto te incomoda muito, você pode fazer uma intervenção para que o seu perfil fique exatamente como sempre sonhou.

O ideal é que você faça o procedimento consciente de que esse é um efeito que pode durar o resto da vida. Então, mais uma vez salientamos que é preciso conversar com o seu médico e até mesmo procurar pessoas que já fizeram as intervenções para ver como se sentiram depois.

Quer saber quem já fez a Bichectomia ?

Bichectomia

Apesar de já ser realizada há alguns anos, a Bichectomia ficou muito popular depois que várias celebridades aderiram à moda. Atrizes como Angelina Jolie e Megan Fox fizeram a cirurgia e conseguiram ficar ainda mais bonitas. A atriz Mila Kunis e até Madonna também passaram pelo procedimento.

Aqui no Brasil, as ex-BBBs Adélia e Natália Cassola, fizeram a retirada da bola de Bichat. Em todos os casos, o excesso de bochechas tirava a harmonia do rosto e causava um efeito de “engorda” que na verdade não existia.

Escolha o que for melhor para sua autoestima

Portanto, apesar de ser uma cirurgia bastante simples os cuidados na escolha do profissional e no pós-operatório são essenciais para os bons resultados. Se você tem esse problema, procure seu dentista ou seu cirurgião plástico e converse com ele a respeito. A Bichectomia pode ser a solução para dar aquela afinada no rosto que maquiagem nenhuma consegue fazer!

Se depois de tudo isso, você se mantiver firme na decisão de mudar, faça todos os preparativos para que retirar de vez algo que tanto a incomoda. Boa sorte!

Bichectomia – O que é? Quem pode fazer? Riscos
5 (100%) 2 Votos

Sobre Kalina Amaro

Sou jornalista, blogueira, louca por cosméticos e chocolate. 👯 Escrevo sobre um pouco de tudo que for relacionado ao universo feminino.. mas você vai ver meus posts mais na categoria beleza.

Se esta dica foi útil pra você VOTE no meu post clicando na entrelinha ☝ acima, tá?
Faça seu comentário abaixo. Beijos lindonas 😘

Minha Página
Saiba Mais

Kalina Amaro: kalina@patricinhaesperta.com.br

contato@patricinhaesperta.com.br / redacao@patricinhaesperta.com.br

* Saiba como escrever para o site PatricinhaEsperta CLIQUE AQUI.

Como o Bio-Oil funciona?
Como tirar espinha e acabar de vez
Tags: , , , , , , , , , ,

Faça seu comentário aqui

RSS 2.0

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.