Bronzeamento artificial – Perigo? Sim ou não?

Sobre Bruna Giese

Apaixonada pela escrita, formada em Letras e redatora nas mais diversas áreas existentes, com um foco ainda maior quando o assunto é moda e cuidados femininos.

Visite Minha Página
VER + DICAS

Falar com a blogueira: blogueira@patricinhaesperta.com.br / contato@patricinhaesperta.com.br

Sugestão de pauta: redacao@patricinhaesperta.com.br

Anunciar: anuncie@mulhernetwork.com.br

Comercial: marciovazquez@mulhernetwork.com.br

comercial@mulhernetwork.com.br

Administrativo: natielileal@mulhernetwork.com.br

Assuntos gerais: nvx@mulhernetwork.com.br

Como funciona o Bronzeamento artificial?

Bronzeamento artificial

Bronzeamento artificial – Perigo? Sim ou não?

No Brasil é muito comum, e compreensível, que as mulheres gostem de estar sempre bronzeadas! Uma alternativa para alcançar esse objetivo são os bronzeamentos artificiais. Atualmente as máquinas de bronzeamento artificial estão proibidas no Brasil e apenas três produtos para bronzeamento artificial estão liberados pela ANVISA, Agência Nacional de Vigilância Sanitária, para serem utilizados;

Estes três produtos são: o bronzeamento a jato, o autobronzeador e pílulas de bronzeamento.

O bronzeamento a jato alcança o seu resultado satisfatório através da atuação do DHA, essa substância é um açúcar que reage com a melanina da pele e causa a fixação da coloração mais escura. Para uma sessão bem-sucedida de bronzeamento artificial, recomenda-se que o cliente faça uma esfoliação, principalmente nos joelhos e cotovelos, de duas a três vezes uma semana antes da aplicação do bronzeador, isso para o bronzeamento a jato. Mas, caso a pessoa seja alérgica o esteja fazendo algum tratamento com ácido no rosto ela não poderá fazer o bronzeamento artificial.

Por outro lado, os autobronzeadores são os cremes com uma formulação diferenciada, desenvolvida para tingir a camada epitelial mais superficial.

E as pílulas de bronzeamento consistem em uma combinação de licopeno, betacaroteno, vitamina C, vitamina E, extrato de cacau e urucum. Juntos e em concentrações adequadas, essas substâncias estimulam a produção de melanina o que por sua vez prepara a pele para receber o bronzeamento fazendo com que este seja bem mais duradouro.

Uma sessão de bronzeamento artificial em uma câmara de bronzeamento funciona da seguinte maneira: o primeiro passo é tomar um banho e secar bem a pele, ainda em casa, antes de entrar na câmara é preciso retirar maquiagem, lentes de contato e bijuterias, em seguida você irá se deitar na câmara de barriga para cima coloca os óculos de proteção e a sessão é iniciada. O tempo da sessão vai variar de acordo com o tipo de pele do cliente e com o objetivo final desejado.

Qual a diferença do bronzeamento artificial para o natural?

O bronzeamento artificial é feito com produtos químicos ou radiação de raios UVA e UB, enquanto o bronzeamento natural é feito através da exposição à luz solar. Mas assim como para o bronzeamento artificial, é necessário tomar alguns cuidados para fazer o bronzeamento natural. Para expor-se à luz solar o ideal é usar um protetor solar com fator de proteção no mínimo 30, mas é preciso tomar cuidado que mesmo com este protetor a pele pode ficar muito vermelha ou até com queimaduras leves. E a exposição constante e prolongada ao sol é prejudicial à saúde da pele, podendo causar envelhecimento precoce e desenvolvimento do câncer de pele.

É preciso avaliação médica para fazer bronzeamento artificial?

Para realizar o bronzeamento artificial em câmaras é preciso inicialmente passar por uma avaliação médica, e o bronzeamento artificial não serão liberados se o paciente se enquadrar em uma ou mais das seguintes situações:

  • Paciente com história familiar e/ou pessoal de câncer da pele;

  • Paciente que já sofreu queimadura solar e/ou têm sardas na face ou ombros;

  • Paciente que tem nevos (sinais) pigmentados múltiplos;

  • Paciente que tem pele clara que não se bronzeia na praia ou piscina;

  • Pacientes com doenças autoimunes (doenças de autoagressão);

  • Mulheres grávidas;

  • Pacientes que usam medicamentos fotossensibilizantes (causam alergia na pele quando exposta ao sol);

Essa avaliação médica tem a validade de sessenta dias, e mesmo os pacientes que possuem liberação médica para realizar o bronzeamento artificial precisam assinar um termo de consentimento, onde afirma estar ciente dos principais riscos recorrentes do uso dessa técnica de bronzeamento.

Quanto tempo dura na pele o bronzeamento artificial?

Bronzeamento artificial

Bronzeamento artificial – Perigo? Sim ou não?

O bronzeamento feito a jato (com DHA) tem uma duração média na pele de uma semana. O bronzeamento feito nas câmaras dura aproximadamente um mês, mas para manter a tonalidade alcançada podem ser feitas sessões semanais de manutenção.

Uma dica que vale para todos os tipos de bronzeamento é para manter o bronzeado por mais tempo, a principal dica é manter a pele hidratada.

Quais os cuidados do bronzeamento artificial?

Assim como todo procedimento estético, é preciso tomar alguns cuidados e com o bronzeamento artificial não seria diferente. Em relação aos autobronzeadores é preciso estar atento e não os utilizar se você pretende expor-se ao sol.

Além disso, é muito importante lembrar que os autobronzeadores não são equivalentes ao protetor solar, a menos que eles possuam de fato fator de proteção solar associado com FPS maior ou igual a 15.

O bronzeamento artificial (feito nas câmaras) é contraindicado para mulheres grávidas, mulheres que estejam amamentando e mulheres que usam pílula anticoncepcional.

Antes de iniciar as sessões de bronzeamento artificial é preciso ficar muito atento aos seguintes aspectos:

  • A clínica deve ter registro na Vigilância Sanitária do estado em que a clínica se encontra;

  • Na clínica deve ser fixadas, em local visível, informações sobre os riscos do câncer de pele, catarata e envelhecimento precoce;

  • Fique atento para perceber se irão ou não te solicitar a avaliação médica, a não solicitação da autorização médica pode indicar que o local que você escolheu pode não seguir todas as normas necessárias.

Quanto vale hoje em dia fazer bronzeamento artificial?

As sessões de bronzeamento artificial custam em torno de R$ 30,00. As sessões de bronzeamento a jato têm preços que podem variar de R$ 50,00 a R$ 150,00, o valo varia de acordo com o produto aplicado e a clínica escolhida.

Quais os perigos de fazer o bronzeamento artificial?

Se você fizer o auto bronzeamento com os produtos liberados pela ANVISA não há risco nenhum. Porém se mesmo com a proibição da ANVISA, você optar pelas câmaras de bronzeamento, saiba que elas emitem raios UVA e UVB e aumenta em 50% o risco de desenvolver melanoma.

É muito importante você pesar os prós e os contras do uso das câmaras de bronzeamento artificial, embora os resultados sejam imediatos e duradouros será que o risco que esse procedimento pode trazer à sua saúde vale a pena?

Sobre Bruna Giese

Apaixonada pela escrita, formada em Letras e redatora nas mais diversas áreas existentes, com um foco ainda maior quando o assunto é moda e cuidados femininos.

Visite Minha Página
VER + DICAS

Falar com a blogueira: blogueira@patricinhaesperta.com.br / contato@patricinhaesperta.com.br

Sugestão de pauta: redacao@patricinhaesperta.com.br

Anunciar: anuncie@mulhernetwork.com.br

Comercial: marciovazquez@mulhernetwork.com.br

comercial@mulhernetwork.com.br

Administrativo: natielileal@mulhernetwork.com.br

Assuntos gerais: nvx@mulhernetwork.com.br

Saiba Mais

#QUEROMUITO

A NOSSA LOJA ONLINE
 Oferta de 30% Progressivas
QUEROMUITO