Como É Formado o Cálculo Renal?

O cálculo renal, conhecido como pedra nos rins ou cálculo das vias urinárias, é um quadro agudo que provoca dores gigantescas, além de náuseas, febres, vômitos e muito mal-estar.

O cálculo renal pode atingir qualquer área do aparelho urinário, como a uretra, os ureteres e os rins, que são órgãos que filtram o sangue, distribuindo-o pelas artérias renais e fazendo-o voltar ao coração.

É nele que a urina é produzida, e enquanto os cálculos estiverem no parênquima renal não existem maiores problemas, porque é assintomático, mas quando ele migra para os ureteres ou os tubos coletores, aí sim se configura  a tal da cólica renal, que gera dores intensas.

Como é Formado o Cálculo Renal?

Não se sabe ao certo o que, exatamente, leve a formação do cálculo renal. Contudo, sabe-se que algo no organismo da pessoa faz com que os cristais que deveriam ser eliminados na urina formem as pedras, que podem ter origem no excesso de ácido úrico, de oxalato de cálcio (que causa a grande maioria das padras nos rins), da cisteinúria ou nas infecções urinárias, por exemplo.

Captura de tela inteira 28042013 210406

Como  É a Dor do Cálculo Renal?

A intensidade da dor varia de acordo com alguns fatores, como o tamanho do cálculo e o local onde ele está, mas, de modo geral, é uma dor bastante intensa que alcança as costas, geralmente de um só lado, barriga e pelve.

A princípio, parece uma cólica, só que é bem (MUITO mesmo) mais intensa e não existe posição que faça com que a dor se torne mais suportável.

Quem Já Teve Uma Vez, Terá de Novo?

As taxas de recidiva para quem teve cálculo renal são bem altas, então possivelmente a pessoa terá novamente, por isso o correto é que, na primeira crise, a pessoa faça uma avaliação detalhada para descobrir qual o distúrbio metabólico que provavelmente iniciou a crise e, dessa forma, preveni-lo.

Como Tratar?

Apesar da dor absurda, os cálculos renais não são considerados doenças graves, mas essa dor precisa ser tratada e os cálculos precisam ser eliminados, muitas vezes através de  um procedimento cirúrgico.

A coisa só se agrava em casos de obstrução assintomática, que pode causar a perda da função renal, e em determinados tipos de cálculos que podem causar insuficiência renal crônica.

No momento da crise, a primeira providência é tratar a dor com analgésicos e anti-inflamatórios prescritos por um médico. Acontece que, em muitos casos, eles não dão “conta do recado”, o que exige medicação injetável e, muitas vezes, internação hospitalar.

Os cálculos pequenos, de até 7 mm, costumam passar pelas vias urinárias sem causar problemas, mas o paciente é mantido sob o efeito de medicamentos analgésicos para evitra as dores. Já os cálculos maiores podem, por exemplo, ficarem retidos no ureter, o que causa uma dor ainda mais intensa e exige outro tipo de tratamento e intervenção médica.

Em todo caso, a indicação é de, ao menor sinal de dor, procurar imediatamente um hospital para ter suporte médico e medicamentoso.

Beijos

Ju Lopes

Como É Formado o Cálculo Renal?
ESTA DICA FOI ÚTIL? VOTE AQUI

Kalina Amaro

Sou jornalista, blogueira, louca por cosméticos e chocolate. ? Escrevo sobre um pouco de tudo que for relacionado ao universo feminino.. mas você vai ver meus posts mais na categoria beleza. Se esta dica foi útil pra você VOTE no meu post clicando na entrelinha ☝ acima, tá? Faça seu comentário abaixo. Beijos lindonas ?

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.

error: O conteúdo está protegido por direitos autoriais.