Ácido salicílico X Hidroquinona X Mandélico – Qual a diferença?

Ácido salicílico X Hidroquinona X Mandélico

Assuntos nesse artigo

Ácido salicílico X Hidroquinona X Mandélico

Ácido salicílico X Hidroquinona X Mandélico

Ácido Salicílico

O ácido salicílico é um esfoliante que cicatriza e afina a pele, sendo utilizado especialmente para o combate das marcas de acne e das manchas que necessitam ser clareadas. O seu ativo promove o rompimento das ligações queratínicas da epiderme.

No caso das marcas de acne, um produto com ácido salicílico, ao ser aplicado, resulta no tratamento das espinhas. Mas, se as mesmas já foram estouradas com as próprias mãos, o ativo entra em ação para remover as bactérias depositadas no interior das espinhas e também cicatrizam o oco deixado pelo estouro, evitando que a acne fique inchada e dolorida.

Já no caso das manchas que necessitam ser clareadas, o ácido salicílico atua em conjunto com outros tipos de ácidos despigmentantes, como, por exemplo, o retinóico, o glicólico e o kójico, fazendo com que as células mortas que descamam na superfície da ele saíram naturalmente sem o paciente ter que arrancá-las.

Por afinar a pele, o ácido salicílico também é utilizado em produtos de limpeza, diminuindo assim a oleosidade e o brilho excessivo do rosto. Após a aplicação do ativo na pele, deve-se utilizar protetor solar, já que a região escolhida pelo paciente para aplicação se torna bem mais sensível.

Veja também:

Como Clarear A Virilha – Melhores Formas

Ácido Hidroquinona

Ácido Hidroquinona

Ácido Hidroquinona

O ácido hidroquinona é um dos despigmentantes mais fortes disponíveis no ramo da estética, sendo recomendado especialmente para o clareamento de manchas que não fiquem tão expostas ao sol, ou seja, para qualquer região que não seja especificamente o rosto. Por causa do seu poder, é obrigatório o uso apenas durante a noite e com aplicação do protetor solar a cada três horas.

Através do ácido hidroquinona, é possível clarear melasmas, sardas, lentigos, hiperpigmentações pós-inflamatórias, dermatites de berloques, manchas de acne, manchas de atrito e manchas ocasionadas pela queimadura dos métodos depilatórios. O seu ativo bloqueia a produção de melanina.

Diferentemente dos demais compostos, o ácido hidroquinona não é encontrado nos cosméticos comuns das farmácias populares. Através de uma receita emitida pelo dermatologista, conforme a gravidade do seu caso, é possível encontrar o ácido hidroquinona em farmácias de manipulação.

Quem opta por este tratamento ao invés de um mais fraco, deve ter em mente ainda que os efeitos só começam a surtir após o segundo mês de uso sem interrupções, sendo que o tratamento se prolonga até o oitavo mês. O resultado é a devolução da tonalidade natural da pele sem manchas escurecidas, com o seu respectivo brilho e suavidade.

Saiba mais:

Cuidados no Uso da Hidroquinona

Ácido Mandélico

Ácido Mandélico

Ácido Mandélico

Para que serve o Ácido Mandélico

O ácido mandélico é um despigmentante, mais fraco que o glicólico, a hidroquinona e o kójico, que promove o clareamento da pele manchada por causa do sol, dos métodos depilatórios, de alergias, de atritos, da melasma e das sardas.

Por ser mais fraco que os demais, o ácido mandélico é uma alternativa para quem se expõe ao sol durante o trabalho ou acredita que os outros tipos de componentes são muito fortes.

Em soluções encontradas nas farmácias, a porcentagem de ácido mandélico é mais baixa para a segurança dos pacientes. Quem deseja uma concentração mais forte, deve buscar um especialista.

Após uma sessão de ácido mandélico, a região se torna mais sensível por causa da ação de afinamento da pele, sendo recomendado esperar algumas horas antes de aplicar algum tipo de cosmético, como por exemplo, maquiagens, desodorantes ou hidratantes, por cima.

Além disso, é importante não abrir mão do protetor solar nem de dia e nem de noite, pois a luz artificial e a luz do sol podem iluminar o local e escurecer as manchas tratadas ao invés de clareá-las. Para quem não sabe, o ácido mandélico é obtido através da extração de um ativo encontrado nas chamadas amêndoas amargas.

Veja também:

Como funciona o peeling de ácido mandélico?
Ácido salicílico X Hidroquinona X Mandélico – Qual a diferença?
4.4 (88.24%) 17 Votos

Sobre Kalina Amaro

Sou jornalista, blogueira, louca por cosméticos e chocolate. 👯 Escrevo sobre um pouco de tudo que for relacionado ao universo feminino.. mas você vai ver meus posts mais na categoria beleza.

Se esta dica foi útil pra você VOTE no meu post clicando na entrelinha ☝ acima, tá?
Faça seu comentário abaixo. Beijos lindonas 😘

Minha Página
Saiba Mais

Kalina Amaro: kalina@patricinhaesperta.com.br

contato@patricinhaesperta.com.br / redacao@patricinhaesperta.com.br

* Saiba como escrever para o site PatricinhaEsperta CLIQUE AQUI.

Como Clarear A Virilha - Melhores Formas [2018]
Tags: , , , ,

Faça seu comentário aqui

RSS 2.0

Deixe um comentário

2 respostas para “Ácido salicílico X Hidroquinona X Mandélico – Qual a diferença?”

  1. Fabiana A Rocha disse:

    Mantei me informada obg

  2. Patricia disse:

    Patricinha….adoro todas as postagens….gostaria de saber quais produtos posso tá encontrando no mercado que sejam a base de ácido salicílico. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.