Categories: Beleza

Ácidos da Beleza: Pra Ter Uma Pele Muito Melhor!

O uso dos ácidos é bastante comum por quem deseja uma pele bonita, mais jovem e sem manchas. A preferência por eles deve-se, na grande maioria dos casos, a sua eficiência e rapidez de resultados.

Como o inverno já está batendo na porta e temos recebido muitos pedidos de posts sobre ácidos, montamos um especial com os vários que já foram falados por aqui.

Ácido Retinoico é Puro Poder!

Esse é o ácido mais usado e um dos mais antigos. É também o meu preferido! Trata-se de um agente antiacnéico e antiporíasico que, por atuar sobre os receptores nucleares nas células-alvo, acaba estimulando a mitose e, consequentemente, a renovação das células. Por causa disso, e por ter uma ação comedolítica, há uma maior propensão à formação de uma camada córnea menos aderente, que acaba facilitando a eliminação dos comedões já existentes e dificultando que novos apareçam. Por causa disso, e também por aumentar a velocidade de proliferação celular da camada basal, a tretinoína é uma das primeiras opções no tratamento da acne. Além disso, é um dos ativos mais utilizados no tratamento do fotoenvelhecimento cutâneo, já que promove uma esfoliação, que renova a pele, e estimula a produção de colágeno, que é quem garante a firmeza da pele. O ácido retinoico também reorganiza as fibras elásticas danificadas pela exposição solar e melhora a irrigação da pele.

Além de deixar a pele mais firme, mais jovem, com menos manchas e mais uniforme, o ácido retinoico também é utilizado no tratamento da alopecia, sobretudo quando utilizado em associação com o minoxidil. Quer saber mais? É só clicar aqui!

Ácido Retinoico no combate as Rugas!

Esse ácido “bombril” tem mesmo mil e uma utilidades, e uma delas é combater as rugas. O ácido retinóico, conhecido como tretinoína (vitanol A, lembram?) e vitamina A ácida, bem como os demais retinoides, como o retinol e o retinaldeído, é um ativo comprovadamente eficaz no rejuvenescimento facial, já que ajudam na formação de colágeno, estimulam a renovação celular, melhoram a irrigação sanguínea na derme e reorganizam as fibras elásticas, o que resulta numa pele mais uniforme e firme. Além disso, o ácido retinóico clareia manchas, que é um problema bastante comum, que acomete quase 100% das mulheres. Já falei dele aqui muitas vezes e continua sendo, junto com a vitamina C e a argila, meu ativo preferido pra pele, porque possui várias funções e apresenta resultados rápidos. Aparte ruim do ácido retinóico é que ele é fotossensibilizante, o que significa que a pele fica mais fina e sensível, o que exige um cuidado enorme com o sol. Pra saber mais sobre ele é só clicar aqui

Ácido Fítico: Pele Sem Manchas!

As manchas são o terror da mulherada e lidar com elas não é fácil, não é mesmo? Pois o ácido fítico pode dar uma ajuda e tanto! Esse ácido é obtido do farelo do arroz, da gérmen de trigo e da aveia, que possui ação inibitória sobre a tirosinase, que é uma enzima que participa da produção dos pigmentos de melanina (aqueles que dão “cor” a pele), sendo, por isso, considerado um eficaz despigmentante.

Além de despigmentante (clareador), o ácido fítico possui ação anti-inflamatória, hidratante e antioxidante, combatendo os radicais livres que causam o envelhecimento. De modo geral, é utilizada para clarear manchas hipercrômicas, e também associado ao ácido glicóligo em fórmulas despigmentantes, bem como anti-inflamatório no pós peeling. Seu potencial clareador é grande, tanto pela inibição da tirosinase quanto por ser um bom quelante de cobre e de ferro. O interessante é que, mesmo senso um potente clareador, pode ser utilizado em peles hiper sensíveis, em meninas bem branquinhas ou em peles que passaram por agressões que a sensibilizaram, já que ele possui um poder hidratante também potente. Pra saber mais sobre esse ácido, clique aqui.

Ácido Ferúlico

Sabiam que ácidos também podem proteger a pele? Pois podem sim, e o ácido ferúlico é um exemplo disso! O ácido ferúlico é um potente antioxidante fenólico encontrado nas frutas e vegetais que tem por função protegê-los da oxidação ocasionada pelos radicais livres que são gerados, dentre outras causas, pelo estresse, pelo fumo e pela poluição. Apesar de estar disponível em todas as frutas e vegetais, encontra-se o ácido ferúlico em maior quantidade no farelo do arroz e do milho. Além de ser um antioxidante poderoso, esse ácido é fotoprotetor e atua diminuindo a absorção dos raios solares, tanto os UVA quanto os UVB. Ele age formando uma barreira de proteção  que impede a atividade dos radicais livres e reduz os efeitos dos agentes carcinogênicos gerados pela exposição da pele aos raios solares.

Outra coisa importante, é que o ácido ferúlico estimula a produção das enzimas citoprotetoras, inibe a atividade de algumas enzinas que  dilatam os vasos sanguíneos durante a inflamação, gerando o aspecto avermelhado e, por fim, inibe a atividade de uma enzima chamada  cicloxigenase-2,  que é a responsável pela inflamação gerada  pelos radicais livres, que causa manchas, flacidez cutânea, rugas e envelhecimento. O ácido ferúlico protege o DNA celular, tem efeito anti idade,  revitaliza e protege a pele dos efeitos do cigarro, do sol, da poluição e  do ressecamento. Pra saber mais clique aqui.

Ácido Poliático

O nome é meio estranho e ele não é tão conhecido, mas os efeitos prometem ser dos melhores! Ele tem sido usado em preenchimentos faciais vez que induz a formação do colágeno, que é o grande responsável pela firmeza da pele. Como expliquei nesse post aqui,o  preenchimento com o ácido poliático pode ser utilizado em todo o rosto, exceto olhos e lábios,  com o intuito de melhorar o seu contorno e, de quebra, combater a flacidez, podendo, ainda, ser utilizado por pessoas que, por algum motivo, perderam volume na região do rosto. Não existe idade ideal para o preenchimento, porque tudo vai depender da pessoa, mas, via de regra, é um tipo de tratamento mais procurado por pessoas acima dos 35 anos.

Ácido Glicólico

O ácido mais famoso é, com certeza, o retinoico, mas o ácido glicólico é o segundo na “hierarquia”, por assim dizer.  O ácido glicólico é um alfa-hidróxi-ácido, um ácido orgânico que deriva da cana-de-açúcar e possui a melhor capacidade de absorção pela pele, já que, dentre os ácidos, é o que tem a menor estrutura molecular. O índice de acidez do ácido glicólico é próximo de 1,0 e, por conta disso, deve ser usado diluído, caso contrário a pele não “aguentaria o tranco”. Como possui o poder de aumentar a estrutura da epiderme e do colágeno, ele é bastante indicado para combater e tratar os danos causados pelo fotoenvelhecimento e pelas cicatrizes de acne, além de ser muito utilizado para tratar estrias vermelhas, – já que estimula síntese de colágeno – esfoliar a pele e ajudar na penetração de outros ativos dermatológicos.

Ele pode ser, dependendo da concentração, hidratante, esfoliante, queratolítico, antiacneico e rejuvenescedor.Dependendo da concentração, esse ácido é considerado “cosmético” ou dermocosmético e, portanto, não precisa de receita médica, mas pode também ser considerado medicamento, o que exige a prescrição médica.A concentração em cremes e loções varia de 1 a 10%, mas nos peelings, feitos em consultórios dermatológicos, essa concentração sobe bastante, variando entre 20 a 70%. Nesse post aqui vocês encontram informações mais detalhadas.

Ácido Mandélico

O ácido mandélico vem sido largamente usado em casos de acne, fotoenvelhecimento e hiperpigmentação, sendo que o seu uso, comprovadamente,  melhora a textura da pele, as linhas finas, as rugas, os melasmas e a acne. A superioridade do ácido mandélico em relação a outros ácidos, como o glicólico, é que ele causa menos irritações e eritemas, o que é um benefício importante. A ação dele tende a ser mais lenta, só que mais segura que o ácido glicólico. A melhora nos casos de hiperpigmentação é bem rápida, já que, em 30 dias de tratamento com esse ácido, há uma redução de até 50% das manchas. Como despigmentante, ele pode ser utilizado sozinho ou associado ao ácido kójico ou a hidroquinona, por exemplo. Além de tratar manchas, ele atua positivamente como ativo anti-aging, pois reduz o fotoenvelhecimento, tornando a pele mais viçosa e rejuvenescida. Quer saber mais? Clique aqui.

Ácido Hialurônico no Combate a Celulite

O ácido hialurônico pode ser usado pra várias coisas, inclusive pra tratar a celulite. O buraco da celulite é conhecido entre os médicos como um desnível que ocorre entre a pele e o músculo. Neste local, há muita retenção de líquido e também um espaço onde não passa mais oxigenação e nem circulação sanguínea. Então, o ácido hialurônico é uma maneira de preencher este espaço e amenizar o desnível. Ele é inserido na pele com uma agulha que acaba quebrando a célula de gordura e, também, aumentando a resistência da pele. O ácido preenche o espaço e, assim, consegue deixar a pele mais bonita e uniforme.

O procedimento é feito apenas por médicos dermatologistas e consegue romper a gordura e estimular, ainda, a produção de colágeno. O tratamento deve ser feito no consultório médico, sem precisar ir até um hospital. Por outro lado, esse tratamento com ácido hialurônico precisa de anestesia local e também de um certo cuidado: ele só é realizado depois de uma avaliação médica para ver o seu caso. É preciso manter, também, uma alimentação equilibrada e uma rotina de exercícios pelo menos três vezes por semana para dar o resultado completo. Nesse post aqui tem mais informações sobre o assunto.

Ácido Hialurônico: Maravilha para a Pele!

O ácido hialurônico possui muitos usos, sendo considerado bastante versátil e eficaz, já  que pode ser de uso tópico ou injetável, tendo, de acordo com o uso, funções diferentes. Esse ácido tem a propriedade de atrair e de reter a água, o que garante que a pele fique mais firme, hidratada e mais viçosa. Se usados topicamente, ele age como um ótimo hidratante, que vai simplesmente hidratar a pele, mas sem preencher rugas e linhas como afirmam alguns. Pra preencher rugas e marcas de expressão, o ácido hialurônico deve ser injetado na pele, proporcionando um efeito natural, já que o nosso organismo produz esse ácido, que começa a ter a produção reduzida a partir dos 25 anos.

O uso tópico do ácido hialurônico, ou seja, em cremes e séruns, aumenta bastante a hidratação da pele, já que auxiliam na retenção da água,  ajudando a reduzir aquelas linhas mais finas e superficiais, que são fruto do ressecamento da pele, principalmente.  Sua ação aqui não é de preenchimento, é dizer, ele não  vai preencher linhas ou rugas. Ele também pode ser usado por via oral, novidade que ainda não chegou no Brasil, ou de forma injetável. É interessante ressaltar que o ácido hialurônico também trata a celulite e as cicatrizes de acne. No caso da celulite, o paciente é anestesiado (anestesia local) e uma agulha é introduzida na região para deslocar as fibroses, e aí preenche-se o espaço faltante com o ácido hialurônico. Apesar de ser um procedimento mais agressivo, é rápido e o paciente é liberado no mesmo dia, mas a região fica inchada por até cinco dias. No caso da acne, preenche-se as cicatrizes com o ácido hialurônico pra uniformizar a pele. Pra saber mais clique aqui.

Ácido Kójico

Despigmentantes existem aos montes, mas eficientes e seguros são poucos, e o ácido kójico entra nessa categoria. O ácido kójico é produzido pelo koji, um cogumelo japonês utilizado na fermentação do arroz para a produção de saquê. Trata-se de um despigmentante suave, que não causa irritação nem fotossensibilidade, o que possibilita seu uso durante o dia sem o risco de causar manchas. Ele é menos potente que a hidroquinona, mas em compensação é muito mais seguro.

Como esse ácido, ao contrário de outros despigmentantes, não oxida, ele pode ser usado juntamente com o ácido glicólico e outros clareadores. Além disso, ele produz efeitos rapidamente, já que de duas a quatro semanas já se nota uma redução grande nas manchas, sendo que o tratamento deve durar, em média, seis meses. Além de ser despigmentante, ele também é antiséptico e possui ação anti-oxidante, o que ajuda no combate ao envelhecimento cutâneo. Nesse post aqui tem muito mais informações sobre o assunto.

Dúvidas Sobre o Uso dos Ácidos

Os Ácidos Envelhecem a Pele?

Tempos atrás rolou a maior polêmica sobre os ácidos, já que a acusação era de que eles envelheciam a pele. Os ácidos afinam sim a  pele, e é obvio que isso acaba por deixá-la mais vulnerável.  Entretanto, todo mundo sabe que tratamento com ácidos exige uma “neurose” com filtro solar, até porque, pra manchar a pele é “um pulo”. Filtro solar, aliás, é coisa que todo mundo deve usar o dia todo, todo dia, exceto se a intenção for ficar com cara de maracujá seco antes do tempo! Só o filtro solar protege a pele dos danos causados pelo sol, que é o grande vilão do envelhecimento. Então, tem que usar sempre e ponto final! Assim, o que pode envelhecer é o não uso do filtro solar, e não a ação do ácido, que, aliás, é uma benção pra pele! Pra entender melhor o assunto é só clicar aqui.

Qual Ácido Mais Indicado pra Sua Pele?

São muitos os tipos de ácido e são muitas as funções de cada um, de modo que o  ideal aqui é fazer uma avaliação para saber que tipo de procedimento o seu rosto precisa. Cada ácido age de uma forma diferente e com intensidade diferente nas camadas da pele. Então, nada melhor que um profissional para escolher o mais indicado para o seu caso. Os ácidos conseguem clarear as camadas da pele, eliminando olheiras, pequenas manchas, amenizando cicatrizes de acnes e espinhas e também ajudam a remover as células mortas, promovendo uma limpeza profunda e uma reconstrução da camada superficial da pele. Quando essas manchas não são tão escuras, é indicado o uso de tratamentos estéticos com ácido azeláico, que consegue retirar ou amenizar marcas do sol, por exemplo. Já o ácido fítico remove muitas toxinas e age como um antioxidante, eliminando uma camada de pele que já não tem mais colágeno e nem resistência. Assim, a pele se renova e evita o envelhecimento precoce.

Se o seu caso é apenas esfoliar a pele, promover uma reposição de nutrientes e eliminar as células mortas da camada do rosto, é indicado o uso do ácido glicólico, que é derivado do extrato da cana de açúcar e ajuda a realizar uma esfoliação na pele, sem agredir as camadas. Na mesma categoria está o ácido kójico, que é extraído do arroz, consegue limpar as camadas de células mortas, eliminando as toxinas do corpo e principalmente da pele, além de clarear manchas mais suaves ou pequenas marcas de expressão. Assim como o ácido málico, que consegue amenizar as rugas que recém estão começando a aparecer. Ele ajuda a fortalecer a pele e dar mais resistência à célula. Pra saber mais sobre o assunto, clique aqui.

 

Ácido no Verão

É preciso muito cuidado no uso dos ácidos, sobretudo no verão, porque eles sensibilizam a pele. Quem quer usar ácido no verão tem que saber que qualquer deslize pode ser fatal, porque a pele mancha mesmo, e pra valer, já que a grande maioria dos ácidos são fotossensíveis, o que significa que, em contato com a luz solar, eles estimulam a produção de melanina. Então, se você tiver disciplina pra lavar bastante o rosto pela manhã, sem deixar nenhum resquício de produto, aplicar corretamente o filtro solar e reaplicá-lo nos horários determinados, dá sim pra usar o ácido, se o seu dermatologista determinar. Além disso, vale reduzir a concentração do ácido utilizado ou então substituí-lo por uma versão menos ou não fotossensível, como o ácido glicólico e o ácido kójico. Pra saber mais sobre isso, clique aqui.

Ácidos da Beleza: Pra Ter Uma Pele Muito Melhor!
ESTA DICA FOI ÚTIL? VOTE AQUI

Depilação com Luz Pulsada x Depilação a Laser
6 Lançamentos de Perfumes Pro Dia dos Namorados
Compartilhar
Kalina Amaro

Sou jornalista, blogueira, louca por cosméticos e chocolate. 👯 Escrevo sobre um pouco de tudo que for relacionado ao universo feminino.. mas você vai ver meus posts mais na categoria beleza. Se esta dica foi útil pra você VOTE no meu post clicando na entrelinha ☝ acima, tá? Faça seu comentário abaixo. Beijos lindonas 😘

Ver comentários

Postagens recentes

O Melhor Exercício e Dicas Pré e Pós Treino

Olá miossss amores, tudo bem? Se você é minha leitora sabe que prometi fazer um registro diário do meu treino…

1 dia atrás

Meu Desafio de Emagrecimento: Dieta e Treino

Olá, MIOSSSS AMORESSSSSS!!! Tem alguém aí querendo emagrecer? Eu sei que já faz um bom tempo que eu deixei de…

2 dias atrás

Chega de Cabelo Curto Arrepiado nas pontas!

Cabelo Curto Arrepiado nas pontas Os cabelos curtos são tão quistos como forma e comprimento de cabelo, tanto quanto os…

4 dias atrás

Tratamento de Cabelo Profissional Barato

Tratamento de Cabelo Profissional Barato Vocês querem conhecer alguns produtinhos mega baratos? Que são profissionais e tem toda aquela concentração…

1 semana atrás

Shampoos Para Cabelos Oleosos: Os Melhores

Cabelo oleoso é um problema, não é mesmo? Só quem sofre com oleosidade sabe como é difícil o dia a…

1 semana atrás

Progressiva numa parte do Cabelo?

Progressiva numa parte do Cabelo? Aposto que já ouviu falar de progressiva na raiz ou no fundo do cabelo, já…

2 semanas atrás